A solução para o aquecimento global pode ser um para-sol gigante

WIS Photography / Flickr

Um para-sol feito de balões ou jatos podia ser uma espécie de escudo contra os efeitos do aquecimento global. Mas que consequências trará esta técnica? “É claro que a geoengenharia solar pode ser perigosa, mas precisamos de saber se será mais ou menos perigoso do que a subida de 1,5ºC”, refere um cientista.

As ações humanas podem ter consequências no ambiente e criar um efeito de arrefecimento. Esta consciência levou um grupo de cientistas da Universidade de Harvard a propor uma experiência a que chamaram de “efeito de perturbação estratosférica controlada” ou SCoPEx.

A experiência consiste em usar uma balão de teste que libertaria aerossóis a uma altura de cerca de 20 quilómetros na atmosfera terrestre, com o objetivo de alterar as propriedades reflexivas das nuvens, explica o Diário de Notícias.

No entanto, é esta manipulação atmosférica, ou seja, a geoengenharia solar, que torna este processo controverso. E, embora o interesse neste campo da ciência seja cada vez maior, os efeitos e consequências são muito pouco conhecidos.

Ainda assim, refere o The Guardian, os países em desenvolvimento reclamam para si o direito de terem uma palavra mais forte na hora de decidir o que fazem em relação ao aquecimento global, visto que são os mais lesados pelo aumento das temperaturas.

Desta forma, um grupo de investigadores do Bangladesh, Brasil, China, Etiópia, Índia, Jamaica e Tailândia juntaram-se para defender, num artigo publicado este mês na Nature, que deviam ser os países em desenvolvimento a chefiar as investigações nesta área.

O efeito de arrefecimento da atmosfera é conhecido como “trilhos de condensação de navios”, isto é, os rastos de poluição criados pelos navios em alto mar contêm mais gotas de água do que as nuvens naturais, fazendo das nuvens mais brilhantes e mais reflexivas à luz do sol.

“A geoengenharia solar – injetar partículas de aerossóis na estratosfera para afastar parte da luz do sol que entra na atmosfera – tem vindo a ser analisada como uma forma rápida de arrefecer o planeta”, escreveram os cientistas na Nature.

Mas há um senão e tem a ver com o impacto que esta técnica pode ter. O diretor do centro de estudos avançados do Bangladesh, Atiq Rahman, disse à Reuters que esta técnica tem efeitos desconhecidos e que estes podem ser perigosos.

“É claro que a geoengenharia solar pode ser perigosa, mas precisamos de saber se para países como o Bangladesh, será mais perigoso ou menos do que a subida de 1,5ºC previstos do aquecimento global”, cita o DN.

“Isto é muito importante para as populações dos países em desenvolvimento e as nossas vozes precisam de ser ouvidas“, conclui Rahman.

ZAP //

PARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

RESPONDER

NASA gravou acidentalmente a explosão de um cometa a aproximar-se do Sol

Astrónomos usaram dados do telescópio espacial TESS para estudar a explosão de um cometa durante a sua aproximação ao Sol. A investigação resultou num artigo publicado em novembro na revista científica Astrophysical Journal Letters. Foi a …

Objeto de Hoag é uma galáxia dentro de uma galáxia (que está dentro de outra galáxia)

Se observar atentamente a Constelação da Serpente poderá ver uma galáxia dentro de uma galáxia que, por sua vez, está dentro de outra galáxia. Este grande mistério do Universo é conhecido como Objeto de Hoag. Descoberto …

Parker Solar Probe lança nova luz sobre o Sol

Em agosto de 2018, a Parker Solar Probe da NASA foi lançada para o espaço, tornando-se pouco tempo depois a sonda mais próxima do Sol. Com instrumentos científicos de ponta para medir o ambiente em …

Encontrado no mar das Malvinas navio alemão da I Guerra Mundial 105 anos depois de naufragar

O naufrágio de um cruzador alemão da I Guerra Mundial foi identificado nas Ilhas Malvinas, onde foi afundado pela Marinha britânica há 105 anos. O SMS Scharnhorst foi o principal ativo da esquadra alemã na Ásia …

Boavista 1-4 Benfica | Águia goleia no xadrez do Bessa

O Benfica deu o pontapé de saída da 13ª jornada com uma vitória competente na visita ao Boavista, por 4-1. Num jogo potencialmente perigoso para as aspirações “encarnadas”, frente a um adversário com somente uma derrota …

Cientistas desenvolvem técnica para determinar o humor através da caligrafia

Uma equipa de cientistas estudou a biomecânica dos movimentos das mãos a escrever e a desenhar, e desenvolveu um método para avaliar as propriedades individuais da velocidade de escrita e da pressão do lápis no …

Quase seis mil denúncias de agressões sexuais em viagens da Uber nos EUA

A plataforma de transporte de passageiros Uber divulgou na quinta-feira um relatório, revelando quase seis mil denúncias de agressões sexuais a utilizadores, motoristas e terceiros nos Estados Unidos (EUA), em 2017 e 2018. No relatório de …

Polícia de Los Angeles vai usar dispositivo "ao estilo Batman" para prender suspeitos

A polícia de Los Angeles, nos Estados Unidos, vai adotar, no início do próximo ano, um novo dispositivo, conhecido como BolaWrap 100, que dispara um cinto de fibra sintética a uma velocidade de 200 metros …

Corriere dello Sport defende-se das acusações e garante ser "inimigo do racismo"

O jornal desportivo italiano Corriere dello Sport afirmou esta sexta-feira ser “inimigo do racismo”, defendendo-se das críticas motivadas pela manchete de quinta-feira, com o título “Black Friday” e ilustrada com os futebolistas negros Romelu Lukaku …

Alisadores e tintas para cabelo podem aumentar o risco de cancro da mama

Alisadores e tintas para cabelo são dois produtos comummente utilizados por mulheres. Um novo estudo sugere que estes podem aumentar o risco de cancro da mama, especialmente em mulheres negras. Muitos produtos capilares contêm compostos que …