/

Após a cimeira de Hanói, Trump ofereceu boleia a Kim Jong-un no Air Force One

1

Kevin Lim / The Straits Times / EPA

O líder da Coreia do Norte, Kim Jong-un, e o ex-Presidente dos EUA, Donald Trump

Donald Trump, antigo Presidente norte-americano, terá oferecido ao líder da Coreia do Norte, Kim Jong-un, uma boleia no Air Force One, depois da cimeira em Hanói, no Vietname.

Um dos pontos altos da presidência de Donald Trump foi a cimeira histórica entre o então Presidente dos Estados Unidos e o líder da Coreia do Norte, em Singapura, assinalada por um aperto de mão simbólico e pela assinatura de um acordo que prometeu ao mundo “uma grande mudança”.

Mas nenhum avanço significativo foi assinalado após o encontro em fevereiro de 2019, em Hanói, no Vietname. A reunião entre Donald Trump e Kim Jong-un terminou de modo abrupto na questão sobre o alívio das sanções: os Estados Unidos recusaram-se a suspendê-las até que a Coreia do Norte abandonasse o seu programa nuclear.

No entanto, houve uma grande surpresa na cimeira de Hanói. Segundo o documentário da BBC, intitulado Trump Takes on the World, o ex-Presidente norte-americano “surpreendeu até os diplomatas mais experientes” com a oferta de uma boleia até à Coreia do Norte a Kim Jong-un, no Air Force One.

“O Presidente Trump ofereceu a Kim uma boleia para casa no Air Force One“, contou Matthew Pottinger, o maior especialista da Ásia no Conselho de Segurança Nacional de Trump. “O Presidente sabia que Kim havia chegado depois de uma viagem de comboio de vários dias e o Presidente disse: ‘Posso levá-lo para casa em duas horas, se quiser’.”

Mas Kim Jong-un recusou.

Se o líder norte-coreano tivesse aceitado a oferta, teria entrado no avião presidencial norte-americano, mas não só: a aeronave teria penetrado no espaço aéreo norte-coreano, o que levantaria várias questões de segurança.

A amizade entre Trump e Kim não durou muito tempo. No mês passado, o norte-coreano disse que os Estados Unidos são o “maior inimigo” do seu país e que a política norte-americana contra a Coreia do Norte “nunca mudará”, independentemente de “quem está no poder”.

  Liliana Malainho, ZAP //

1 Comment

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE