Apoiante do líder do PSD defende que Rio tem de sair depois das legislativas

João Relvas / Lusa

O presidente do Partido Social Democrata (PSD), Rui Rio

O presidente da concelhia do PSD do Porto classificou esta quarta-feira Rui Rio como um presidente do partido “sem rumo nem estratégia”, e disse ser uma “incompetente arrogância” a sua “ausência total” durante o atual “período político crítico”.

“Inacreditavelmente, a um mês e meio de eleições legislativas, o presidente do PSD e o seu núcleo duro decidiram tirar férias, a meio duma crise que preocupa os portugueses. A ausência total de PSD, durante duas longas semanas num período político crítico é inaceitável e apresenta um odor demasiado forte a uma incompetente arrogância para que eu consiga manter calado. O PSD é mais do que isto. O PSD não é isto”, escreveu Hugo Neto, na sua página pessoal na rede social Facebook.

O dirigente explicou serem estas as circunstâncias que o levaram a falar agora, quando inicialmente tinha apontado o período pós-eleições de outubro para clarificar a decisão da secção do Porto de abandonar as listas de candidatos a deputados.

“Nas listas, como no trabalho político diário, Rio não podia ter desiludido mais. Personificação máxima do Princípio de Peter [da incompetência], Rui Rio, um bom autarca, com quem trabalhei na Câmara do Porto, rodeou-se de gente sem qualidade e tornou-se num presidente do PSD sem rumo nem estratégia”, criticou Hugo Neto.

Para o dirigente, “se é hoje quase unânime” que Rio “terá de sair” depois das eleições, devido a “tantos erros e passos em falso”, escusava “de ter escolhido a porta mais minúscula para a saída”.

Quanto ao processo de elaboração das listas, Neto lembra que fez “questão de transmitir ao presidente o quão grave e errado sinal seria deixar de parte um dos melhores do PSD, como Miguel Pinto Luz, uma incompreensível injustiça vetar ou, de forma mais covarde e menos assumida, relegar para a inelegibilidade Maria Luís Albuquerque ou esquecer o contributo de trabalho de Emídio Guerreiro”.

Para Neto, Rio “conseguiu cometer cumulativamente todos estes erros e falhas graves na construção das listas nacionais”. “Mas o pior estava para chegar: na lista do seu distrito, no círculo onde havia prometido ser cabeça de lista, Rio conseguiu a verdadeira quadratura do círculo”, com uma lista que “não cumpre com a história e património político do PSD do Porto”.

De acordo com Hugo Neto, “Rui Rio impôs sete nomes, escolhas suas, na lista de deputados do Porto”. Para o presidente da concelhia, é “totalmente incompreensível que as escolhas finais de Rio no distrito não assegurem nenhum dos critérios lógicos para a construção duma lista de deputados”.

“Tenho estima por alguns dos candidatos mas, salvo raras e honrosas exceções, como a de Álvaro Almeida, as escolhas feitas não asseguram reforço de competências técnicas ao grupo parlamentar”, lamenta.

De acordo com Hugo Neto, as escolhas de Rio – que surge como número dois na lista eleitoral do PSD pelo Porto, sendo Hugo Carvalho o cabeça de lista – “também não representam as bases do partido, não garantem equilíbrio territorial e não cruzam verdadeiramente o partido com o melhor da nossa sociedade”.

“Rio fez as suas escolhas. Estatutariamente, tinha direito a elas, mas não são escolhas de um verdadeiro líder ou, sequer, de alguém que esteja minimamente preocupado em, escolhendo os melhores, deixar um legado positivo”, critica, acusando o partido de “desnorte”.

“Independentemente do lugar que fosse atribuído à primeira indicação da secção do Porto, não poderíamos validar, com o nosso silêncio cúmplice, um processo kafkiano que envergonharia Francisco Sá Carneiro. Os lugares são importantes mas mais importante é a nossa liberdade e coerência”, defende.

A Lusa tentou obter uma reação do presidente do PSD a esta posição do líder da concelhia do Porto, mas não teve sucesso até ao momento.

// Lusa

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. Pelo que percebi o pior inimigo do PSD são os seus militantes habituados aos jobs for the boys and girls do costume, transversais as partidos mais votados. O Rui Rio representa uma mudança de paradigma para o qual os boys, em particular e o zé povinho, em geral, não estão na disposição de aceitarem, os primeiros pela ganância, os segundos apenas por ignorância.
    É urgente reduzir o número de deputados da AE, de câmaras municipais, agrupando-as como fizeram com as escolas e, ainda mais importante, trabalhar em prol de um país melhor!

Responder a Paulo Cancelar resposta

China caminha a passos largos para a normalidade. Gaming, cerveja e Ikea dão empurrão

A China não regista, desde 17 de maio, vítimas mortais causadas pelo novo coronavírus. No entanto, há dois surtos ativos que parecem não impedir a população de caminhar em direção à normalidade. À semelhança do resto …

No regresso ao Superior, o Ministério recomenda aulas presenciais, com máscara e ao sábado

No regresso do Ensino Superior, o Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior recomenda que voltem as aulas em regime presencial com uso obrigatório de máscara e algumas das quais lecionadas ao sábado. Num comunicado …

"A profissionalização é fundamental". Este ano já morreram quatro bombeiros, todos voluntários

Nos incêndios deste ano já morreram quatro bombeiros. O último ano tão mortífero foi 2013, em que sete bombeiros perderam a vida. Em comparação, nos incêndios de 2019, não se registaram vítimas mortais entre esses profissionais. Como …

Portugal só tem 4 fiscais da ferrovia (e cada um tem de inspecionar 811 quilómetros)

O Instituto da Mobilidade e dos Transportes (IMT) tem apenas quatro técnicos afetos à fiscalização do setor. O organismo está a pedir o reforço destes profissionais desde 2014. De acordo com a edição desta quarta-feira do …

Dybala eleito melhor jogador do ano em Itália. Ronaldo fora da lista

O avançado argentino da Juventus foi eleito o melhor jogador da temporada 2019/20 do futebol italiano, enquanto o português Cristiano Ronaldo ficou de fora da lista de premiados. Na nota publicada no site oficial da Série …

Novo Banco registou perdas de 260 milhões à revelia do Banco de Portugal

A equipa António Ramalho terá inscrito nas contas 260 milhões de euros em perdas, passíveis de reembolso, sem falar com o Fundo de Resolução. O Público avança que a equipa de António Ramalho sinalizou, nos resultados …

Pingo Doce

Vídeo denuncia desperdício alimentar em supermercado. Jerónimo Martins está a investigar

Hugo Breda e João Relógio, ambos associados à produtora Swag On, publicaram na suas contas de Instagram um vídeo no qual denunciam o desperdício alimentar numa cadeia de supermercados em Lisboa.  O vídeo publicado nas …

O adeus de uma lenda. Ronaldo, Messi e Buffon despedem-se de "San Iker"

O internacional português Cristiano Ronaldo e o argentino Lionel Messi recorreram às redes sociais para se despedirem de Iker Casillas, que esta terça-feira anunciou o fim da sua carreira.  "Foi um orgulho ter partilhado grandes momentos …

Há trabalhadores que estiveram em lay-off sem direito ao apoio salarial

O apoio destinado a trabalhadores que estiveram em regime de lay-off só se aplica a quem tenha estado nesta situação um mês civil completo. A 19 de junho, o Governo aprovou o decreto-lei que criou o …

Ordenado de 3 milhões e outros tantos em prémios. O contrato de Jesus à lupa

Jorge Jesus, que esta segunda-feira foi oficialmente apresentado como treinador do Benfica, vai ganhar três milhões de euros líquidos temporada, valor a que acrescem outros tantos milhões mediante prémios. Apesar de vir auferir um salário …