Apoiante do líder do PSD defende que Rio tem de sair depois das legislativas

João Relvas / Lusa

O presidente do Partido Social Democrata (PSD), Rui Rio

O presidente da concelhia do PSD do Porto classificou esta quarta-feira Rui Rio como um presidente do partido “sem rumo nem estratégia”, e disse ser uma “incompetente arrogância” a sua “ausência total” durante o atual “período político crítico”.

“Inacreditavelmente, a um mês e meio de eleições legislativas, o presidente do PSD e o seu núcleo duro decidiram tirar férias, a meio duma crise que preocupa os portugueses. A ausência total de PSD, durante duas longas semanas num período político crítico é inaceitável e apresenta um odor demasiado forte a uma incompetente arrogância para que eu consiga manter calado. O PSD é mais do que isto. O PSD não é isto”, escreveu Hugo Neto, na sua página pessoal na rede social Facebook.

O dirigente explicou serem estas as circunstâncias que o levaram a falar agora, quando inicialmente tinha apontado o período pós-eleições de outubro para clarificar a decisão da secção do Porto de abandonar as listas de candidatos a deputados.

“Nas listas, como no trabalho político diário, Rio não podia ter desiludido mais. Personificação máxima do Princípio de Peter [da incompetência], Rui Rio, um bom autarca, com quem trabalhei na Câmara do Porto, rodeou-se de gente sem qualidade e tornou-se num presidente do PSD sem rumo nem estratégia”, criticou Hugo Neto.

Para o dirigente, “se é hoje quase unânime” que Rio “terá de sair” depois das eleições, devido a “tantos erros e passos em falso”, escusava “de ter escolhido a porta mais minúscula para a saída”.

Quanto ao processo de elaboração das listas, Neto lembra que fez “questão de transmitir ao presidente o quão grave e errado sinal seria deixar de parte um dos melhores do PSD, como Miguel Pinto Luz, uma incompreensível injustiça vetar ou, de forma mais covarde e menos assumida, relegar para a inelegibilidade Maria Luís Albuquerque ou esquecer o contributo de trabalho de Emídio Guerreiro”.

Para Neto, Rio “conseguiu cometer cumulativamente todos estes erros e falhas graves na construção das listas nacionais”. “Mas o pior estava para chegar: na lista do seu distrito, no círculo onde havia prometido ser cabeça de lista, Rio conseguiu a verdadeira quadratura do círculo”, com uma lista que “não cumpre com a história e património político do PSD do Porto”.

De acordo com Hugo Neto, “Rui Rio impôs sete nomes, escolhas suas, na lista de deputados do Porto”. Para o presidente da concelhia, é “totalmente incompreensível que as escolhas finais de Rio no distrito não assegurem nenhum dos critérios lógicos para a construção duma lista de deputados”.

“Tenho estima por alguns dos candidatos mas, salvo raras e honrosas exceções, como a de Álvaro Almeida, as escolhas feitas não asseguram reforço de competências técnicas ao grupo parlamentar”, lamenta.

De acordo com Hugo Neto, as escolhas de Rio – que surge como número dois na lista eleitoral do PSD pelo Porto, sendo Hugo Carvalho o cabeça de lista – “também não representam as bases do partido, não garantem equilíbrio territorial e não cruzam verdadeiramente o partido com o melhor da nossa sociedade”.

“Rio fez as suas escolhas. Estatutariamente, tinha direito a elas, mas não são escolhas de um verdadeiro líder ou, sequer, de alguém que esteja minimamente preocupado em, escolhendo os melhores, deixar um legado positivo”, critica, acusando o partido de “desnorte”.

“Independentemente do lugar que fosse atribuído à primeira indicação da secção do Porto, não poderíamos validar, com o nosso silêncio cúmplice, um processo kafkiano que envergonharia Francisco Sá Carneiro. Os lugares são importantes mas mais importante é a nossa liberdade e coerência”, defende.

A Lusa tentou obter uma reação do presidente do PSD a esta posição do líder da concelhia do Porto, mas não teve sucesso até ao momento.

// Lusa

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. Pelo que percebi o pior inimigo do PSD são os seus militantes habituados aos jobs for the boys and girls do costume, transversais as partidos mais votados. O Rui Rio representa uma mudança de paradigma para o qual os boys, em particular e o zé povinho, em geral, não estão na disposição de aceitarem, os primeiros pela ganância, os segundos apenas por ignorância.
    É urgente reduzir o número de deputados da AE, de câmaras municipais, agrupando-as como fizeram com as escolas e, ainda mais importante, trabalhar em prol de um país melhor!

RESPONDER

Cabo Verde esteve sem Internet durante 24 horas

O arquipélago de Cabo Verde voltou a ter acesso à Internet na tarde desta sexta-feira, cerca de 24 horas depois de uma instabilidade provocada por falhas no fornecedor internacional do serviço. O país tinha ficado sem …

Ventura em operação de charme no Porto depois de um atraso muito criticado no Parlamento

O deputado André Ventura, eleito pelo Chega, tem agendada para este sábado uma verdadeira operação de charme no Porto, com encontros com o presidente da Associação Comercial do Porto e com apoiantes do partido. Iniciativas …

Assistente social acusada de maltratar 14 crianças em centro de acolhimento

O Ministério Público (MP) acusa uma mulher de 46 anos, que era assistente social e diretora técnica de um centro de acolhimento na Maia, no distrito do Porto, de maltratar 14 crianças nesta instituição. De …

Marcelo não vê razão de preocupação com empresas portuguesas de Isabel dos Santos

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, disse esta sexta-feira ter sinais de que não há razão para preocupação nos setores económicos e empresas portuguesas nas quais a Isabel dos Santos está a vender …

Mina de lítio em Montalegre. "Impactes negativos minimizáveis” e 370 empregos

O Estudo de Impacte Ambiental (EIA) da concessão de exploração de lítio, em Montalegre, conclui que o projeto possui “impactes negativos” que, no entanto, “não são significativos”, “são minimizáveis” e de “abrangência local”. O EIA do …

Cristas faz o mea culpa e abandona o congresso. Corrida à sucessão faz-se a cinco

O 28.º congresso nacional do CDS arrancou este no Parque de Feiras e Exposições de Aveiro com o discurso da líder demissionária Assunção Cristas, que fez uma espécie de mea culpa e agradeceu aos centristas …

Sérgio Conceição sai do FC Porto no fim da época

O treinador do FC Porto, Sérgio Conceição, deixará o comando dos dragões no final da temporada. A derrota em casa com o Braga terá ditado a saída do técnico azul e branco. O técnico do FC …

Joacine quer mais direitos para deputados sem partido. "Está a antecipar" o futuro

A deputada Joacine Katar Moreira, do partido Livre, defendeu esta sexta-feira o alargamento dos direitos regimentais dos deputados não inscritos em partidos. A deputada única do Livre assumiu esta posição no final de uma reunião do …

França confirma 3 casos de coronavírus chinês. Já chegou à Austrália e Malásia

Depois de França ter confirmado três pessoas infetadas com o novo coronavírus oriundo da China, também a Austrália e Malásia reportaram casos. As autoridades da Malásia anunciaram este sábado terem registado os primeiros três casos de …

Amadora. Agredido motorista de autocarro que denunciou Cláudia Simões

Foi agredido o motorista de autocarro que chamou a PSP para denunciar a passageira Cláudia Simões, que alegou posteriormente ter sido agredida pelos agentes da polícia. As agressões tiveram lugar na noite desta sexta-feira, em …