Família de Anne Frank poderá ter sido traída por mulher judia

Ans van Dijk. Este é o nome da possível informadora do regime que traiu a família de Anne Frank, avança o livro “De achtertuin van het Achterhuis”.

Um novo livro publicado na Holanda alega que a família Frank foi traída por uma mulher judia, Ans van Dijk, executada no final da Segunda Guerra Mundial pela sua colaboração com o regime nazi.

O livro, De achtertuin van het Achterhuis (O Quintal do Anexo Secreto, em tradução livre), escrito por Gerard Kremerm, avança com o nome de Ans van Dijk como a informadora do regime que traiu a família.

A informadora, que confessou ter traído 125 pessoas, já tinha sido referida em outras investigações, mas sem nunca existirem provas conclusivas da sua ligação à família Frank.

O autor do livro, de 70 anos, reconta um episódio em que o seu pai, membro da resistência holandesa, viu van Dijk a conversar com oficiais nazis em agosto de 1944 sobre uma casa no canal de Prinsengracht, na cidade holandesa de Amesterdão. Esta teoria é a mais recente em relação ao relato do informador que resultou na detenção das famílias residentes no anexo secreto em Prinsengracht.

Grande parte das teorias baseia-se numa presumida chamada telefónica recebida pelas SS (“Schutzstaffel” – tropa de proteção) em Amsterdão, no dia 4 de agosto de 1944, feita por uma pessoa que morreu em 1945 sem nunca ter sido questionada.

“Não acredito que conseguiremos descobrir uma resposta, mas as teorias continuam a aparecer a cada ano”, explicou o historiador holandês David Barnouw, um dos maiores peritos sobre a história de Anne Frank.

A mais recente investigação do próprio Museu Anne Frank, realizada por Gertjan Broek em 2016, estabelece a hipótese de que não existiu nenhuma traição, sendo que as secretas alemãs entraram na casa holandesa em 1944 no âmbito de uma investigação de um caso de fraude de cupões de racionamento, deparando-se, durante o registo, com o anexo secreto onde viviam Fritz Pfeffer, e as famílias Frank e Van Pels.

Broek considera também não existirem provas conclusivas contra Ans van Dijk no caso de Anne Frank.

Atualmente, um ex-agente do FBI, Vice Pankoke, iniciou a sua própria investigação do sucedido, a que se refere como caso arquivado, procurando cruzar todos os documentos disponíveis sobre o caso, desde registos de chamadas telefónicas a mandados de captura na área.

Já foi anunciado um acordo que visa a publicação de um livro em 13 línguas sobre a investigação realizada por Pankoke.

A adolescente e a família entraram na clandestinidade em julho de 1942 no apartamento secreto da empresa familiar, a que chamaram “o anexo”, para escapar aos nazis. A família ficou ali escondida durante dois anos, até agosto de 1944, quando foi descoberta e deportada.

Foi naquele apartamento que a adolescente escreveu o seu diário, no qual retratava a sua vida e a da família, bem como a de várias outras pessoas, uma das obras mais lidas no mundo, que já vendeu mais de 30 milhões de exemplares e da qual há traduções em 67 línguas.

Anne Frank morreu de febre tifoide no início de 1945 no campo de concentração de Bergen-Belsen, alguns dias após a sua irmã. O pai, Otto, foi o único sobrevivente do anexo.

// Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Concorrência quer novas regras para fidelizações nas telecomunicações

A Autoridade da Concorrência (AdC) quer mudanças nas regras impostas pelas operadoras de telecomunicações nos contratos de fidelização. Segundo um relatório da AdC, ao qual o Jornal de Negócios teve acesso e que será esta segunda-feira …

Se Trump fosse julgado perante um júri, seria condenado "em três minutos"

Caso o processo de impeachment avance, e Trump seja apresentado perante um júri, Jerry Nadler acredita que o presidente norte-americano seria considerado culpado "em três minutos". O presidente da comissão de Justiça da Câmara dos Representantes, …

Sangue, lágrimas e crianças escoltadas na primeira despromoção da história do Cruzeiro

O Cruzeiro desceu de divisão pela primeira vez na sua história. O último jogo do campeonato, que selou a despromoção, ficou marcado por episódios violentos entre adeptos e polícia. O cenário vivido no 'Mineirão', este domingo, …

Movimento "Convergência" prepara moção para convenção do Bloco (mas rejeita cisão)

Largas dezenas de elementos do Bloco de Esquerda (BE) estiveram reunidos para preparar uma moção para apresentar na próxima convenção do partido, mas rejeitam estar a criar uma nova tendência ou a preparar uma cisão. João …

Empresário lesou Fisco em 60 milhões, mas não tem de devolver nada

Um empresário do setor do ouro condenado a sete anos de prisão por fraude fiscal agravada não terá de devolver nenhuma parte dos 60 milhões de euros de prejuízo que deu ao Estado por não …

Maioria das pistolas Glock roubadas da PSP pode ter estado sempre com a polícia

Luís Gaiba defende que a contagem do armamento não estava atualizada e que, por isso, a maioria das armas alegadamente desaparecidas pode nunca ter saído da posse da polícia. O agente Luís Gaiba, suspeito do roubo …

Rússia banida dos Jogos Olímpicos e Mundiais por quatro anos

A Rússia foi banida, esta segunda-feira, de Jogos Olímpicos e Mundiais por quatro anos, na sequência de uma decisão, tomada por unanimidade, do comité da AMA que avalia o cumprimento dos regulamentos. A Rússia foi excluída dos …

Governo chinês bane compras públicas de computadores e software estrangeiros

O Governo chinês ordenou que todos os escritórios governamentais e instituições públicas removam computadores e software estrangeiros, ao longo dos próximos três anos, depois da decisão de Washington de banir aquisição de equipamentos da Huawei. A …

Arbitragem, relvado e azar. Sérgio Conceição explica deslize com o Belenenses

Desde a arbitragem ao relvado e de o azar à falta de discernimento, Sérgio Conceição explicou o empate contra o emblema de Belém. A equipa de arbitragem foi a principal visada. O FC Porto não foi …

A nova primeira-ministra da Finlândia é a pessoa mais nova de sempre a ocupar o cargo

A ministra dos Transportes da Finlândia, de 34 anos, foi escolhida para ser a próxima primeira-ministra do país, o que fará dela a pessoa mais nova de sempre — e terceira mulher — a ocupar …