Animal acusado de ser responsável pela covid-19 pode ser a solução para tratá-la

Alguns investigadores indicaram o pangolim como possível culpado pelo novo coronavírus. Agora, um novo estudo sugere que o animal pode servir de exemplo para encontrar um tratamento para a doença.

O pangolim, um pequeno mamífero em risco de extinção e um dos animais mais contrabandeados do mundo, foi acusado de ser o transmissor do novo coronavírus. Investigadores da Universidade de Agricultura do Sul da China identificaram o pangolim como o “possível hospedeiro intermediário” que facilitou a transmissão do vírus.

Agora, um novo estudo publicado na semana passada na revista científica Frontiers in Immunology, aponta este animal como parte da solução para um tratamento eficaz contra a doença. O pangolim tem uma estranha resposta imune ao coronavírus que tem intrigado vários cientistas.

Uma equipa de investigadores analisou dados do genoma de pangolins e compararam as suas sequências genómicas às de outros animais. Os cientistas descobriram que os pangolins conseguem tolerar o coronavírus, apesar de não terem nenhum tipo de defesa antiviral usada pela maioria dos outros mamíferos.

Os pangolins não têm dois genes que normalmente desencadeiam uma resposta imune. “Descobrimos que, como os morcegos, os pangolins têm um defeito genético na resposta a vários vírus, provavelmente incluindo os coronavírus”, disse à Inverse o autor correspondente Leopold Eckhart, investigador da Universidade Médica de Viena.

No caso do novo coronavírus, a maioria dos analistas aponta o morcego com fonte primária: segundo um estudo recente, os genomas do novo coronavírus são 96% iguais aos que circulam no organismo daquele animal.

A resposta dos pangolins é relevante uma vez que a forma como o sistema imunológico de algumas pessoas reage à covid-19 pode explicar a razão pela qual elas ficam especialmente doentes. A resposta “causa mais danos do que o próprio vírus”, explica Eckhart. Embora não seja regra geral, pode ocorrer em 15% dos pacientes de covid-19.

“Acreditamos que os pangolins têm outra maneira eficaz de lidar com infeções por vírus”, diz Eckhart. “Essa resposta até agora desconhecida pode ser interessante para o desenvolvimento de novos tratamentos para pacientes com infeções virais”.

O investigador ainda não sabe se as descobertas feitas através do seu estudo podem ajudar a encontrar um tratamento para a doença. Ainda é demasiado cedo para isso, realça. No entanto, tem esperanças que possa fazer parte da solução.

“Acho que ainda podemos obter muitas ideias novas que podem ser relevantes para a medicina”, antecipa Eckhart.

ZAP //

PARTILHAR

51 COMENTÁRIOS

  1. Desde que isso não passe por colocar este animal numa situação ainda mais desfavorável. Note-se que já está em vias de extinção pela mão dos homens.
    Convém termos noção do mal que lhes fazemos. Eles a nós não nos fazem mal.

      • Pois… Estes abusos aos pobres animais deixam-me tão triste. Estamos sempre a usá-los… Tantos sofrem às mãos dos humanos. Mas Infelizmente acho que tem razão. Isso vai mesmo acontecer e ninguém vai fazer nada a respeito.

          • Muito provavelmente ele fugiria pois eles sabem muito bem o calibre de alguns humanos. Se estão lá, não será para lhes fazer festas ou dar de comer. Estão lá para os matar. Eles vivem em condições extremas e muito difíceis.
            Lamento que a minha espécie ainda torne essas condições mais difíceis.

          • Se o leão não estiver faminto e não for ameaçado pelo ser “humano” passa por ele, olha e vai-se embora. Só o homem é que mata POR PROFUNDO PRAZER. Mesmo não gostando de animais sabe que é verdade.

            • >> Só o homem é que mata POR PROFUNDO PRAZER.

              Acho piada a estes delírios pseudo-naturalistas que estão na moda agora. Conheces alguma coisa da Natureza? Alguma vez saíste do teu apartamento? Pensas que os animais são todos como o teu tareco e bóbi?

              Vai-te informar um bocadinho e deixa as drogas.

            • Mas quem é que lhe disse que não gosto de animais?! Parece-me que tira conclusões precipitadas e mesmo abusivas. Ora essa!

            • Apenas referi “Meta-se em frente a um leão em plena savana e vai ver quem é que faz mal a quem”
              Essa de vir agora dizer que não tenho bom senso!!!
              Então também posso dizer que a Elizabete não passa de uma tolinha.
              Eu gosto de animais mas é preciso clarividência em tudo. E neste momento surgiram uns tolos, fundamentalistas, que defendem os animais como se de humanos se tratassem. Não devemos tratar mal os animais só porque sim. Mas também não devemos endeusá-los.
              E depois há outra coisa que nunca percebi bem nesta história dos malucos dos animais: por que razão é aceitável matar uma formiga e não uma vaca… que até vai servir de alimento? Isto vai pela dimensão do bicho?!

          • O leão não vai à cidade caçar por prazer, o humano se se meter à frente dele será no território dele e provavelmente com segundas intenções. É a diferença, eles não procuram fazer mal, mas sim sobreviver.

            • É com cada teórico da bola por aqui.
              Essa premissa que os animaizinhos são inofensivos só mesmo de quem nunca viveu em África. Os leões matam por território, por comida, por parceiras… Meta-se à frente de um em África e… vá bem intencionado, desarmado… e veja por si.

            • Ou seja, o leão quando vai à cidade é porque vai meter combustível ou às compras ao hipermercado. O humano se vai à selva, não vai fazê-la boa!!!
              Olhe, não meça os outros pela sua bitola. Já fui por diversas vezes a safaris em África e nunca fiz mal a nenhum aninal. Nem eu nem ninguém que foi no safari (motoristas, guardas, turistas).
              Você deve ser daqueles que se fosse num safari e um leão atacasse um outro qualquer animal, provavelmente iria lá tentar separá-los.

            • Se vocês tivessem ido à escola e tivessem aprendido a ler e a interpretar de forma correta o que se escreve, teriam percebido que está escrito é que o Leão ou qualquer outro animal selvagem não vai à cidade. Acrescento agora que se um vai à cidade será porque está perdido ou para sobreviver em busca de alimento e não caçar por desporto e por prazer como muitas vezes nós, humanos, o fazemos.
              Escrevi também que o leão mata no seu território, mais uma vez para se defender e manter o que é considerado como seu, incluindo zonas de caça para si e os seus, e não por prazer, como nós, humanos, infelizmente o fazemos.
              Se tivessem lido o que escrevi e tivessem tentado perceber em vez de começar logo a tirar conclusões à medida das vossas “bitolas” como o grande Rei da Selva refere – deve ser da urbana, porque já vi que de selva não entende nada – teriam percebido que não estou a medir ou a atacar ninguém ao contrário dos vossos comentários, mas sim a contradizer um comentário, na minha opinião desnecessário, e que tenta de alguma forma justificar que porque às vezes um humano é atacado por um animal, por si só isso justifica todo o mal que fazemos aos animais.
              Se vocês partilham dessa mesma opinião então só posso ter pena de vocês. São apenas mais uns tristes sem qualquer utilidade que andam a ocupar espaço neste planeta.

          • já agora, que raio, o porquê de ires para o meio da selva feito palerma, para defrontar o Leão na sua casa?
            No seu habitat…

  2. O sofrimento para a medicina já é mau, agora aquela para produtos cosméticos ou fragrâncias, ou simplesmente para descobrir algo qualquer, isto é o crime

    • Subscrevo inteiramente. E não é a testar estes animais que a cura vai ser encontrada. Os organismos são completamente diferentes.

      • Se és contra os testes em animais, faz um favor à Humanidade e deixa de tomar quaisquer medicamentos. Claro que, quando estiveres doente, vais tomá-los, lá se vão as convicções pela janela, não é? Gostamos de pregar moral para os outros, mas quando nos toca a nós, ficamos logo muito pragmáticos.

        Os testes em animais não me agradam, claro. Mas são um mal necessário e permitem salvar milhões de vidas humanas.

        A alternativa seria começar a matar seres humanos para testar novos medicamentos e tratamentos. E isso era o que os nazis faziam.

    • Sim, vamos deixar de “descobrir coisas”. Isso é “crime”. Vamos ficar todos ignorantes, que isso é muito melhor. A ignorância sempre trouxe muita luz ao mundo.

  3. Não entendo o porquê da sua atitude.
    Não sei se o que o incomoda Zé Lion é o facto de alguns seres humanos gostarem de animais e não lhes querer mal ou apenas se lhe apetece dizer coisas apenas por dizer…
    Eu aceito aquilo que pensa, é consigo.
    Agradeço que respeite a opinião dos outros.
    Isso é viver em democracia. A sua liberdade termina onde começa a minha. Boa.

  4. Zé Lion ainda não percebe que somos nós os que estão à mais. Um covidzinho de vez em quando, preferentemente não contra os velhotes (como eu eu, talvez não O EU), mas contra os que se acham intocáveis, com comportamentos associais, só para aliviar o planeta. Portugal está a descer em população e portanto pode ser poupado. Agora, para regressar de 8 mil milhões para 2, até para vírus coroado tarefa fácil não é

    • Nós não estamos a mais!

      Isso é conversa de nazi, que quer exterminar a Humanidade por causa de uma “pureza” qualquer que supostamente nos faltaria.

      Normalmente associa-se os naturalistas com a Esquerda, mas eu acho que são mesmo é de Extrema-Direita. Se lhes derem oportunidade, mandam a Humanidade toda para a câmara de gás. E comentários como o teu só me deixam mais convicto disso.

  5. Rosa, por acaso está me a chamar hipócrita!
    Se não tem nada de interessante para dizer, não diga nada! De onde me conhece para me estar a insultar!
    A humanidade está mesmo reles, sem educação e formação. Com tanta imbecilidade não sei onde vamos parar.
    Este assunto perdeu o nível.

    • >> A humanidade está mesmo reles, sem educação e formação. Com tanta imbecilidade não sei onde vamos parar.

      Claro, na Idade Média é que era bom. Era só cavalheirismo. Coitadinha da Humanidade, está perdida.

      • Reitero o que disse.
        A avaliar pela tua não opinião.
        Preferes criticar a dos outros a ter uma tua.
        Continua assim, certamente serás um melhor ser humano quando já não for necessário.

  6. Os pangolins estão em extinção graças a ignorância do ser humano, assintam nat geo wild o contrabando desses animais é surreal, fora a mutilação que sofrem. Quem precisa ser estudado é o humano, talvez daqui a algum tempo inventem uma vacina para a ignorância

    • É por causa dos maluquinhos das medicinas “naturais” e “alternativas”. E também os maluquinhos da alimentação “natural”.

      Curiosamente, os mesmos que estão sempre a pregar acerca da Natureza e dos animaizinhos, são aqueles que se vão tratar nas ervanárias e nos curandeiros, que são os que receitam os pseudo-medicamentos “naturais” fraudulentos que incluem coisas magníficas como pangolim, tigre e rinoceronte.

    • Mas a notícia diz que alguém quer fazer mal ao pangolim? Pelo contrário, estudar o pangolim pode ser o melhor meio de evitar a sua extinção, provocada pelos maluquinhos dos produtos “naturais” e “alternativos”.

    • Para este protector da natureza a água forte somos todos inocentes e os pangolins percebem as nossas necessidades e irão introduzir a cura nas garrafas de cerveja e vinho

  7. O único animal responsável pela Covid-19 é o ser humano, que criou essa peste em laboratório como arma biológica.

RESPONDER

Biden põe termo a contratos com as prisões privadas

A conselheira em política interna do Presidente dos Estados Unidos (EUA), Susan Rice, informou que Joe Biden iria assinar na terça-feira um decreto para pôr termo à utilização das prisões privadas do país no sistema carcerário …

Rodrigues dos Santos quer dar a mão ao PSD para derrotar Medina em Lisboa

Francisco Rodrigues dos Santos considera que uma coligação PSD/CDS-PP nas eleições autárquicas é a “única hipótese” para derrotar o atual presidente da Câmara de Lisboa, o socialista Fernando Medina, mas recusa adiantar quem poderá ser …

Patrões não podem recusar apoio nem faltas justificadas aos pais

Especialistas destacam que as entidades empregadoras não podem opor-se às faltas justificadas de pais que fiquem em casa para tomar conta dos filhos, nem recusar-se a prestar o apoio excecional à família. Com o encerramento das …

Voos e 2 mil libras. Reino Unido oferece incentivos a cidadãos da UE que queiram abandonar o país

O Governo britânico está a oferecer incentivos financeiros para os cidadãos da União Europeia (UE) deixarem o Reino Unido, meses antes do prazo para solicitar o estatuto de residente permanente De acordo com o jornal britânico …

Novo máximo diário de mortes por covid-19. Há mais 15.073 novos casos e 293 óbitos

Portugal registou esta quarta-feira 15.073 novos casos de infeção por covid-19 e mais 293 mortes, o maior número de óbitos em 24 horas desde o início da pandemia, segundo o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde …

Três sismos abalaram a cidade de Granada na passada noite. Pedro Sánchez pede "calma"

Mais de meio milhão de pessoas que vivem em Granada, sul de Espanha, despertaram hoje inquietas depois do sobressalto causado durante a noite por três sismos de magnitude superior a quatro graus seguidos de 30 …

Isabel dos Santos vai ter mesmo de pagar 339,4 milhões de dólares à Sonangol

O Tribunal de Recurso de Paris decidiu, esta terça-feira, a favor da PT Ventures (Sonangol), no âmbito do processo de anulação interposto pela Vidatel, da empresária angolana, que terá de pagar 339,4 milhões de dólares. Em …

Islândia começou a emitir "passaportes de vacinação"

A Islândia é um dos primeiros países a emitir os chamados "passaportes de vacinação" com o objetivo de facilitar as viagens de pessoas imunizadas contra a covid-19. A questão é polémica e divide os 27 …

Máscaras compradas no supermercado só são dedutíveis no IRS com fatura à parte

As máscaras de proteção social compradas em supermercados ou lojas precisam de uma fatura à parte para serem dedutíveis no IRS, avança o Jornal de Notícias. Se foram compradas em farmácia, a a fatura habitual …

Alemanha admite reduzir tráfego aéreo "a quase nada". Irlanda prolonga terceiro confinamento

A Alemanha admite reduzir “a quase nada” o tráfego internacional com destino ao seu território devido à pandemia de covid-19, anunciou esta terça-feira o ministro do Interior. “O perigo representado pelas diferentes mutações do vírus exige …