Angola prepara-se para fechar 9 embaixadas e 18 consulados, incluindo em Portugal

O Governo angolano está a estudar a possibilidade de encerrar 9 embaixadas e 18 consulados-gerais, nomeadamente em Lisboa, Faro e Macau, além de 10 representações comerciais, incluindo em Portugal, para poupar mais de 66 milhões de dólares.

A informação consta da proposta elaborada pelo secretário para os Assuntos do Diplomáticos do Presidente da República de Angola, Victor Lima, antigo embaixador em Espanha, entregue este mês ao Ministério das Relações Exteriores (MIREX) e à qual a Lusa teve hoje acesso, no âmbito do redimensionamento da rede diplomática angolana.

No documento, da Casa Civil do Presidente da República, é proposta, como primeira medida, o encerramento das embaixadas em Singapura e Indonésia, Vietname, Holanda, México, Canadá, Grécia, Hungria, Polónia e Guiné Conacri, prevendo poupar aos cofres do Estado mais de 18,552 milhões de dólares (15,1 milhões de euros), “em conformidade com o mapa de orçamento adstrito às missões diplomáticas elaborado pelo Ministério das Finanças”.

Em Paris, o ministro dos Negócios Estrangeiros, Augusto Santos Silva, disse hoje que as relações diplomáticas entre Portugal e Angola “são, neste momento, excelentes” e escusou-se a comentar a intenção de Luanda de fechar estes consulados. “Não tenho nada a dizer. Essas comunicações são por via formal”, disse o ministro.

“As relações diplomáticas entre os dois países são, neste momento, excelentes. Aliás, acabo mesmo agora de receber a confirmação da hora e do local do próximo encontro bilateral de alto nível entre Portugal e Angola em Davos, na Suíça entre o presidente da República de Angola e o primeiro-ministro da República portuguesa”, afirmou ainda.

Durante a visita à feira Maison & Objet, que arrancou esta sexta-feira e decorre até 23 de janeiro no Parque de Exposição de Paris Nord Villepinte e em que participam mais de cem empresas portuguesas, Santos Silva rejeitou temer um futuro bloqueio económico de Angola no âmbito da ‘Operação Fizz’ que está a gerar tensões entre os dois países.

“Não temo nada. Não ignoro que há aqui – como o primeiro-ministro disse, numa expressão que me pareceu feliz – um irritante. Há uma agravante que é: a solução desse irritante não está nas mãos, nem do Presidente da República, nem da Assembleia da República, nem do Governo. Não está nas mãos do poder político, mas com paciência, com sentido de Estado, com a responsabilidade de todos, superaremos esse irritante e convém não exagerá-lo”, afirmou.

O chefe da diplomacia portuguesa insistiu que não fala sobre questões de justiça devido ao “princípio constitucional básico em Portugal – aliás, na generalidade das democracias” da independência do poder judicial face ao poder político e vice-versa.

Reiterando que “à justiça o que é da justiça, à política o que é da política“, Santos Silva disse tratar apenas da política externa e, nesse sentido, o ministério dos Negócios Estrangeiros tem “tratado de forma a que o relacionamento entre Portugal e Angola se intensifique” porque é um “interesse recíproco”.

“Nós temos muito densas relações históricas, partilhamos a mesma língua, pertencemos a várias organizações multilaterais e concertamos as nossas posições dentro dessas organizações e temos um relacionamento económico muito denso”, declarou.

Na segunda-feira, tem início do julgamento da ‘Operação Fizz’, em que o ex-vice-Presidente angolano, Manuel Vicente, é acusado de corrupção ativa em coautoria com o advogado Paulo Blanco e Armindo Pires, branqueamento de capitais, em coautoria com Paulo Blanco, Armindo Pires e Orlando Figueira e falsificação de documento, com os mesmos arguidos.

A Procuradoria-Geral da República recusou transferir o processo para Angola, ao abrigo de convenções judiciárias com a CPLP, o que levou o Presidente angolano, João Lourenço, a classificar como “uma ofensa” a atitude da Justiça portuguesa, advertindo que as relações entre os dois países vão “depender muito” da resolução do caso.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. …E para dizer ADEUS PORTUGAL.
    Ó Catarina diz lá aos Camaradas do Ministério Publico para durante este fim de semana fumarem um cigarro de fazer rir e que pensem bem. Porque quer queiram quer não vão ser responsabilizados pelo que aí vem…

  2. Vai sonhando ó matolas angolano..
    Portugal precisa tanto de angola como um cão precisa de carraças..
    Quem vai à guerra ..
    Acabaram-se a estudantada a vir aprender a ler e escrever em portugal,
    Paguem mas é o que devem aos empresários portugueses pois São bem mais de 50 000 000 000 euros.. deixem de estoirar o dinheiro do vosso povo e paguem as dividas..
    Ricos.. de juizo é que não sao.. acabem essa birrazinha que isso é de criança de colo..

RESPONDER

Dança afro-beat inspirada nos saltos de Ronaldo já chegou a Paris

Uma música humorística 'afro-beat', publicada nas redes sociais e inspirada nos saltos de Cristiano Ronaldo quando marca golos, está a ser replicada na internet com dezenas de coreografias filmadas, muitas das quais em França. "Quand Cristiano …

Portuguesa Critical Software e BMW juntam-se para produzir "o carro do futuro"

A BMW escolheu a portuguesa Critical Software para construir "o carro do futuro". As duas empresas unem-se agora numa joint venture que terá sede no Porto. A companhia tecnológica portuguesa Critical Software anunciou, esta segunda-feira, a …

As criptomoedas podem vir a sobrecarregar a Internet, alerta BIS

O Banco de Pagamentos Internacionais (BIS) lançou, este domingo, um novo alerta: as criptomoedas podem "rebentar" com a Internet. O Banco de Pagamentos Internacionais - ou BIS, na sigla em inglês - lançou, este domingo, um …

Rui Patrício assina com o Wolverhampton por quatro anos

O guarda-redes português Rui Patrício, que rescindiu com o Sporting alegando justa causa, assinou contrato com o Wolverhampton válido por quatro épocas, anunciou hoje o clube da liga inglesa de futebol. O guarda-redes internacional português Rui …

Juízes querem condenados a cumprir mais cedo pena de prisão

Os juízes defendem que a pena de prisão deveria começar a ser cumprida logo que fosse confirmada por um tribunal de segunda instância, ainda antes da decisão transitar em julgado, mesmo que continuem a recorrer. A …

Médica reformada acusada de matar centenas de pacientes com doses fatais de analgésicos

Uma médica de clínica geral, agora aposentada, será a responsável pela morte de centenas de pacientes. A médica é acusada de prescrever doses fatais de analgésicos opiáceos a idosos no Reino Unido, nos anos 90. Jane …

Custo de vida para jovens estrangeiros em Lisboa ultrapassa mil euros

Um jovem estrangeiro precisa de 1032 euros para se instalar em Lisboa, sendo Lisboa a 57.ª cidade mais cara de uma lista de 80 cidades do mundo. Roménia é a cidade mais barata, de acordo …

Marcelo voltou a Pedrógão para limpar lágrimas (e Costa nem foi convidado)

Marcelo Rebelo de Sousa foi a figura central da homenagem às vítimas do incêndio de Pedrógão Grande, limpando lágrimas e distribuindo abraços, enquanto António Costa nem foi convidado. O primeiro-ministro admitiu que não foi convidado para …

Mihajlovic apontado ao Sporting para substituir Jesus

A imprensa desportiva apontou o técnico sérvio Sinisa Mihajlovic como o novo treinador do Sporting, substituindo o lugar deixado por Jorge Jesus. O antigo selecionador da Sérvia chegou a Lisboa esta segunda-feira, remetendo esclarecimentos para …

Falta de obstetras afeta assistência a partos de risco

O número de especialistas de ginecologia e obstetrícia é cada vez mais crítico no Serviço Nacional de Saúde, devido à falta de contratação de profissionais. O défice de especialistas de ginecologia e obstetrícia no Serviço Nacional …