Angelina Jolie apresenta protocolo contra violência sexual

Foreign and Commonwealth Office / Flickr

A atriz Angelina Jolie, enviada especial da ONU para os refugiados, e o ministro dos Negócios Estrangeiros britânico, William Hague

A atriz Angelina Jolie, enviada especial da ONU para os refugiados, e o ministro dos Negócios Estrangeiros britânico, William Hague

O chefe da diplomacia britânica, William Hague, e a atriz norte-americana Angelina Jolie apresentaram em Londres um protocolo internacional que permitirá a investigação de atos de violência sexual em zonas de conflito.

O ministro dos Negócios Estrangeiros britânico William Hague e a atriz Angelina Jolie, enviada especial da ONU para os refugiados, são os “anfitriões” de uma cimeira internacional sobre violência sexual em zonas de guerra, que arrancou na terça-feira na capital britânica.

A cimeira, que decorre até esta sexta-feira, pretende alcançar medidas concretas para o combate à violência sexual, através da investigação e da documentação dos casos, de forma a processar os responsáveis, mas também ao nível da promoção da ajuda às vítimas.

O protocolo hoje apresentado é um documento que apresenta um conjunto de diretrizes que irão permitir o reconhecimento da violência sexual como um crime internacional e definir os métodos de investigação e de documentação dos casos.

Foreign and Commonwealth Office / Flickr

Angelina Jolie e William Hague na cimeira internacional sobre violência sexual em zonas de guerra que decorre em Londres.

Angelina Jolie e William Hague na cimeira internacional sobre violência sexual em zonas de guerra que decorre em Londres.

Na terça-feira, a atriz norte-americana considerou “um mito” que as violações sejam uma consequência inevitável dos conflitos, denunciando que estes atos são “uma arma de guerra dirigida à população civil”.

“Não tem nada que ver com o sexo, mas sim, com o poder“, afirmou então Angelina Jolie.

Justiça

Esta quinta-feira, durante os trabalhos da cimeira, a atriz recordou os encontros que manteve com sobreviventes de violações cometidas em zonas de guerra.

Segundo a enviada especial da ONU, todas as vítimas tinham uma mensagem comum: “justiça”.

A atriz reiterou que as violações cometidas em zonas de conflito constituem um “crime de guerra contra a humanidade“, lamentando que “o número de condenações por violência sexual em zonas de guerra é dolorosamente pequeno”.

Jolie salientou que a campanha, promovida em conjunto com o chefe da diplomacia britânica William Hague, pretende ser “um apelo para acabar com a impunidade”.

“Os agressores têm de saber que, mesmo durante o conflito, os indícios serão recolhidos e que serão usados contra eles”, disse a atriz norte-americana, acrescentando que os autores destes crimes “devem saber que mesmo alcançados acordos de paz não existirá amnistia para a violação”.

“Todos sabemos como é difícil alcançar condenações por violação, mesmo em países com democracias estáveis, por isso temos trabalhar ainda mais para que a justiça seja possível em países frágeis”, observou a enviada especial da ONU.

Nesse sentido, o protocolo apresentado é um “documento essencial”, concluiu a atriz norte-americana.

Esta sexta-feira está prevista uma reunião de alto nível, durante a qual ministros de mais de 100 países deverão assinar o protocolo.

Na sessão de encerramento da cimeira marcarão presença o secretário de Estado norte-americano, John Kerry, e o secretário-geral das Nações Unidas, Ban Ki-moon, este último por videoconferência.

Foreign and Commonwealth Office / Flickr

A atriz Angelina Jolie, enviada especial da ONU para os refugiados

/Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Sporting CP 1-0 Marítimo | Borja dispara rumo ao pódio

O Sporting sofreu, mas levou a “água ao seu moinho”. Na recepção ao um Marítimo consistente, mas pouco perigoso, o “leão” venceu por 1-0, numa partida com poucas ocasiões de golo, mas com domínio claro …

Reino Unido vai tornar públicos registos de avistamentos de OVNIs

A Força Aérea britânica vai disponibilizar todos os documentos sobre os avistamentos de OVNIs online. Até então, os registos eram mantido sob segredo. A Força Aérea Real do Reino Unido decidiu tornar públicos os registos de …

Sobreviventes a um cancro na infância têm maior probabilidade de vir a ter outro

Sobreviventes a um cancro têm uma maior probabilidade cinco vezes maior de vir a ter outro em comparação com a população em geral. O risco vai diminuindo ao longo do tempo desde o primeiro diagnóstico. Pessoas …

Lineker: "Se pusessem a minha equipa de 1990 a jogar contra uma moderna, seríamos assassinados"

"Se pusessem a minha equipa de 1990 a jogar contra uma moderna, seríamos assassinados", disse Gary Lineker, antigo internacional inglês, que agora é comentador da BBC. Em entrevista ao The Guardian, o antigo avançado da seleção …

Bater com um cutelo e espezinhar. A massagem que promete livrar de todas as dores

Santiago Terrases oferece uma massagem única, na qual calca as pessoas com os pés e bate-lhes com um cutelo. O norte-americano garante que consegue tirar todas as dores. No estado de Nevada, nos Estados Unidos, está …

"Choveram" propostas de empréstimo por Marega

O emblema portista recebeu vários proposta de empréstimo por Moussa Marega, mas acabou por as rejeitar. O FC Porto apenas abre mão do jogador caso seja paga a cláusula de rescisão. A imprensa francesa avança esta …

Crise de saúde mental nos jovens. Há um sexo mais em risco do que o outro

O uso regular de redes sociais pode afetar a saúde mental dos jovens. No entanto, os seus efeitos podem-se manifestar mais drasticamente em raparigas do que em rapazes. Desde 2010, as taxas de depressão, automutilação e …

PS quer limitar "vistos Gold" aos municípios do interior e às regiões autónomas

O PS entregou hoje uma proposta de alteração ao Orçamento em que limita a concessão dos "vistos Gold" a investimentos feitos por estrangeiros em municípios do interior ou nas regiões autónomas dos Açores e da …

Mais acidentes, afogamentos e suicídios num mundo mais quente

As temperaturas mais elevadas vão provocar mais acidentes rodoviários, afogamentos, agressões e suicídios, revelou uma nova investigação. Até ao momento, a grande parte das pesquisas em torno das alterações climáticas centrou-se nas mortes por doenças transmitidas …

Jóias de ouro e prata com plástico. Justiça não vê mal nenhum e iliba marca Tous

O processo de investigação aberto à marca TOUS por alegada fraude com jóias de ouro e plástico contendo plástico no seu interior, foi arquivado. A Justiça espanhola entende que, apesar de as jóias conterem plástico, …