Andrzej Duda reeleito Presidente da Polónia

European Parliament / Flickr

O Presidente da República da Polónia, Andrzej Duda

O chefe de Estado polaco venceu a segunda volta das eleições Presidenciais com 51,21% dos votos, derrotando o liberal Rafal Trzaskowski, anunciou, esta segunda-feira, a Comissão Eleitoral.

Segundo a Comissão Eleitoral, Andrzej Duda conseguiu a reeleição com 51,21% dos votos, após a contagem de 99,97% das assembleias de voto.

O candidato da oposição, Rafal Trsaskowski, autarca de Varsóvia, conseguiu 48,79% dos votos na segunda volta das Presidenciais, que se realizaram no domingo.

Duda é reeleito para um mandato de cinco anos. Mesmo assim, o elevado resultado do candidato da oposição em relação à sua recandidatura reflete as profundas divisões no país, designadamente em relação à União Europeia.

Além das questões europeias, a campanha eleitoral ficou marcada por assuntos ligados à influência da Igreja Católica (que apoiou Duda), a supressão de liberdade nos meios de comunicação do Estado, assim como os ataques dos conservadores contra a comunidade LGBT [Lésbicas, Gays, Bissexuais e Transgénero].

Andrzej Duda é apoiado pelo Partido da Lei e da Justiça, que se encontra no poder, e defendeu os valores tradicionais durante a campanha eleitoral, num país fortemente marcado pelo catolicismo.

As políticas do Partido da Lei e da Justiça que introduziu um subsídio de 125 euros por cada criança a todas as famílias do país e que atribuiu um bónus às pensões de reforma, ganhou desta forma o apoio das populações mais rurais mais carenciadas.

Apesar das medidas de cariz social, o partido no poder está em conflito com a União Europeia após a adoção de legislação que na prática controla o aparelho judicial polaco.

Os líderes conservadores usaram também uma retórica considerada discriminatória contra a comunidade LGBT e foram acusados de transformar a televisão pública num instrumento de propaganda durante a campanha de reeleição de Duda.

As eleições de domingo deviam ter-se realizado no passado mês de maio, mas foram adiadas por causa das medidas contra a propagação da pandemia de covid-19.

Trzaskowski, antigo parlamentar europeu, defendeu os valores democráticos e apelou à unidade dos polacos, contando com o apoio da Plataforma Cívica, uma formação política que destaca o Estado de bem-estar como principal ponto da agenda.

A Plataforma Cívica esteve à frente do Governo polaco entre 2007 e 2015.

Assim que se aproximava a data das eleições, o discurso de Duda dirigiu-se ao eleitorado de direita, com ataques aos homossexuais e afirmando que o movimento LGBT “é uma ideologia pior do que o comunismo“.

Como presidente da Câmara Municipal de Varsóvia, Trzaskowski assinou uma declaração de tolerância para com o movimento LGBT no ano passado, numa altura em que os conservadores acusavam os homossexuais de estarem a importar ideias do estrangeiro.

A União Europeia denunciou a retórica contra os homossexuais polacos.

Por outro lado, a campanha de Duda também acusou o líder da oposição de “estar a vender a Polónia a famílias judias”, promovendo sentimentos antissemitas num país seriamente atingido por perseguições contra a comunidade judaica ao longo da História, sobretudo durante a ocupação nazi (1939-1945).

A campanha conservadora acusou também o candidato liberal de ligações e de receber apoio da Alemanha.

Presidente da República cumprimenta homólogo polaco

O chefe de Estado, Marcelo Rebelo de Sousa, cumprimentou o Presidente reeleito da Polónia, a quem desejou sucesso no desempenho das suas funções, mas deixando uma nota sobre a importância do Estado de direito.

De acordo com uma mensagem publicada no portal da Presidência da República na Internet, Marcelo Rebelo de Sousa “cumprimentou o Presidente da República da Polónia, por ocasião da sua reeleição, expressando votos de sucesso para o desempenho das altas funções que agora reiniciará”.

Na mesma mensagem, lê-se que o chefe de Estado português congratulou o seu homólogo polaco, “sublinhando a importância da defesa e contínua promoção dos valores fundacionais do projeto europeu, nomeadamente o Estado de direito, a solidariedade e a coesão, bem como dos princípios que nos unem no contexto internacional, mormente o multilateralismo, a defesa dos direitos humanos, o diálogo e a cooperação”.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Portugal precisa urgentemente, de um presidente do nível do Duda polaco, que não se põe de cócaras a um qualquer 1º ministro apenas com o fito de ganhar nova ascenção ao poder nem de um ‘tira-selfies’ por tudo e por nada. Portugal precisa de um presidente que governe e não que passeie!

RESPONDER

Imposto sobre refrigerantes reduziu o seu consumo

O imposto especial sobre as bebidas com maior teor de açúcar levou mais de 40% dos inquiridos num estudo da Universidade Católica esta sexta-feira divulgado a reduzir o seu consumo, comportamento que adotariam também com …

Uma só teoria da conspiração sobre a covid-19 matou 800 pessoas. 60 ficaram totalmente cegas

Pelo menos 800 pessoas morreram e 60 ficaram cegas na sequência de uma teoria da conspiração sobre a covid-19, concluiu um novo estudo. A investigação, cujos resultados foram esta semana publicados na revista científica American Journal …

Apple e Google removem das suas lojas de aplicações um dos jogos mais populares do mundo

As gigantes tecnológicas Apple e Google removeram esta semana das suas lojas de aplicações, a App Store e a Google Play Store, respetivamente, o Fortnite, um dos jogos mais populares de todo o mundo. As …

Encontrado tesouro de artefactos nazis no "Covil do Lobo", o quartel-general ultrassecreto de Hitler

Quando os nazis se prepararam para invadir a União Soviética, em 1941, construíram um quartel-general militar secreto na floresta Masúria, na Polónia, ao qual chamaram "Wolfsschanze" ou "Covil do Lobo". Desde a sua descoberta após a …

Itália vai construir um túnel submarino para unir Sicília ao continente

Itália está a planear construir um túnel para ligar a região insular da Sicília ao continente italiano. O projeto de cinco mil milhões de euros vai ser pago com a parte do Fundo de Recuperação …

Point Roberts tinha um pé nos EUA e outro no Canadá (mas agora não "pertence" a nenhum)

Point Roberts, em Washington, está numa posição única. Localizada na ponta da Península de Tsawwassen, a cidade fica totalmente abaixo do paralelo 49, a linha que separa o Canadá dos Estados Unidos. Agora, a cidade …

Milhares de processadores quebraram um trilião de chaves para resgatar um Zip com bitcoins

Um misterioso homem perdeu o acesso a um ficheiro Zip onde estavam encriptadas as suas chaves privadas de bitcoins. Os 300 mil dólares foram resgatados por dois especialistas em criptografia — e por muitos milhares …

Reino Unido com mais de mil novas infeções pelo quarto dia consecutivo

O Reino Unido registou mais 11 mortos e 1.441 infeções de covid-19 nas últimas 24 horas, anunciou o Ministério da Saúde britânico, que manteve restrições sobre a área metropolitana de Manchester e parte do norte …

Governo não pondera (para já) proibição de fumar ao ar livre

O Governo não está a ponderar, neste momento, proibir fumar ao ar livre como foi decretado em Espanha, mas há “muitos aspetos em aberto” que serão acompanhados, disse esta sexta-feira a ministra da Saúde, Marta …

Lotação do Avante reduzida a um terço. Visitantes terão uma "área superior à que está estabelecida para as praias"

O PCP anunciou que vai limitar a entrada na sua anual Festa do "Avante!" a um terço da capacidade total, em virtude do contexto de pandemia de covid-19. O espaço de 30 hectares das Quinta da …