André Ventura promete criar “um exército de protecção” em Loures

André Ventura / Facebook

André Ventura, candidato PSD/CDS à Câmara de Loures (dir)

A segurança é o ponto forte do candidato do PSD à Câmara de Loures. E depois das críticas contra a comunidade cigana, André Ventura promete agora, criar um “exército de protecção” para a cidade.

Em entrevista ao jornal Sol, André Ventura destaca que se não conseguir que o Governo apetreche a Polícia de Segurança Pública de modo a que possa actuar em Loures com mais efectivos, vai transformar a Polícia Municipal num “exército de protecção”.

“Se o Governo insistir em não dar à PSP meios para que Loures seja um concelho mais seguro”, André Ventura diz que não lhe restará mais nenhuma hipótese que não seja a de “criar um exército”.

“A polícia municipal terá que ser um exército de protecção”, diz o candidato, que a semana passada esteve envolvido em controvérsia depois de ter dito que os ciganos têm que “interiorizar o manual do Estado de Direito”, realçando que vivem “acima da lei” e com um sentimento de “impunidade”.

Estas declarações levaram o CDS a retirar-lhe o apoio, enquanto o PSD manteve o apoio político ao candidato.

André Ventura “vai ser derrotadíssimo”

Esta decisão dos sociais-democratas é criticada pelo bloquista Francisco Louçã que, no seu habitual espaço de comentário na SIC Notícias, considerou que o partido pode vir a ser prejudicado.

“A utilização da discriminação social, do ataque a comunidades ou de ódios latentes como um argumento político é um caminho perigosíssimo“, salientou Louçã, que está certo de que André Ventura “vai ser derrotadíssimo em Loures”, considera que “não tem nenhuma hipótese” e que até vai “criar um problema político” ao PSD.

Para o ex-líder do Bloco de Esquerda, o PCP perfila-se para ganhar novamente a autarquia e “tinha apoio negociado com o PSD”, sendo “muito mais difícil fazer um acordo com André Ventura”, conclui.

ZAP //

PARTILHAR

9 COMENTÁRIOS

  1. Sei lá se vai ser “derrotadíssimo”. Aparentemente temos aqui uma espécie de Trump português, e nunca se sabe como reage o rebanho.

    • o rebanho anda farto de ser atacado plos lobos, de forma que mais “Trumps” surgirão enquanto a segurança não for uma prioridade. Temos uma policia que está de mãos atadas em todos os sentidos e cada vez são mais as zonas por esse país fora onde etnias e gangs põem e dispõem. É triste uma localidade ser conhecida pelos seus ciganos e pelos carros roubados. Nessas localidades não vivem exclusivamente bandidos. Há pessoas honestas que têm de conviver portas meias com esta gente e que vêm todos os dias as suas propriedades serem desvalorizadas. Portanto, chame-lhe racismo, chame-lhe o que quiser mas tratar gente má, violenta e agressiva com festinhas na cabeça, é pedir pra levar uma mordidela.

      • Entendo o seu ponto de vista, mas continuo contra qualquer forma de discriminação. Não defendo maus elementos, quer sejam da comunidade cigana, ou qualquer outra, que devem ser mantidos na linha. No que respeita os ciganos, sei que a policia em alguns casos, tem que se manter quieta, acumulando insultos e frustrações, quando é afrontada por arruaceiros, e é natural que em algum momento rebente a bomba. Alguns agentes menos preparados cometem excessos, e acho injusto que estes agentes passem a ser o bode expiatório de um sistema deficiente. Apontar-lhes o dedo é muito mais fácil e conveniente do que melhorar o que está mal, o que dá muito mais trabalho.
        No fim de toda esta conversa sobre um assunto que é complicado, o que continuo a achar é que não se deve generalizar, mesmo que 90% deles, vivam de estratagemas, é injusto que os restantes 10% de gente honesta, e com muito boa formação (que eu conheço), sejam maltratados, só por serem ciganos.

      • (enviado à CCDR em 10/09/18)
        Wagner Valadim- Venho por este meio solicitar o apoio da Comissão Contra a Discriminação Racial, (em defesa das minorias). Motivo; Segundo informação dada pela Polícia, que me ligou por volta das duas da manhã, três individuos de etnia cigana assaltaram há cerca de dois meses o meu estabelecimento comercial. Só me dirijo a esta comissão porque sendo três contra um, estou em minoria, assim sendo posso certamente contar com o V/ apoio. Levaram, (atenção que não estou a dizer roubaram) dezenas de artigos como colunas de som, guitarras amplificadores mesas de mistura etc.etc, na ordem de duas centenas de milhar de euros. Como não cabia tudo no furgão branco que a Psp não conseguiu apanhar, foram descarregar e voltaram para novo carregamento. Atenção, não forçaram a fechadura, rebentaram a porta com martelos. Também não usaram luvas nem taparam a cara, não é necessário pois têm quem os defenda. Segundo várias testemunhas, dirigiram-se para a carrinha a festejar batendo nas costas uns dos outros dizendo “conseguimos”. depois disto tenho tido alguma dificuldade em dormir. Acordo e fico a pensar se faço mesmo parte de uma minoria, pois tenho ouvido tantas pessoas com casos semelhantes que estou seriamente a pensar em formar uma “Associação de lesados por ciganos”. Uma vez que V.Exas possuem um excelente departamento jurídico, podem ajudar-me a formar a referida associação?
        Obrigado.

  2. tem cara de miúdo mas tem-nos no sitio.
    criticar atitudes e comportamentos não é ser racista tornar publico denunciando é coragem insistir é determinação e convicção nas nossas ideias coisa rara nos políticos que tudo o que dizem ou fazem
    baseia-se no interesse pessoal da sua carreira política ou na equação dos votos.

  3. Vivemos no país da hipocrisia, não sou apoiante do PSD nem de nenhum outro partido, mas, os nossos políticos metem nojo sempre preocupados com o “politicamente correcto”, este André Ventura não me diz nada mas mostrou aquilo k os outros tachistas não têm, mostrou TOMATES, disse o k a grande maioria da população do concelho de Loures pensa, sei k o k disse é verdade pois já morei neste concelho e trabalho lá à mais de15 anos e este candidato não disse nenhuma mentira, podem não gostar do k ele falou mas não lhe podem chamar mentiroso.

  4. Parabéns André Ventura por ter a coragem de ter posto o dedo na ferida .
    Milhões de portugueses pensam igual a si , acontece é não têm a mesma coragem e não transmitem publicamente aquilo que é uma realidade.
    Se fosse residente em Loures teria certamente o meu voto.
    Esse Louçã não passa de um grilo falante , que anseia a todo o custo ter algum protagonismo , já poucos o levam a sério .

  5. Gosto de politica (arte nobre de trabalhar para o bem comum) mas não gosto de politicos (meninos bem, com canudo na mão, que fazem da politica, carreira e da proteção a quem os colocou no poleiro, um modo de vida). São por isso, para mim, pouco mais do que vermes que não merecem sequer que se lhes dirija um comum “bom dia”. Dito isto, este Sr. André Ventura («Sr.» em campanha porque depois tem que ser «Sr. Dr.» caso contrário fica ofendido) tem pelo menos o mérito de dizer o que TODA A GENTE PENSA!!….. mas não tem coragem de dizer: Parece mal.

    Filtrando as balelas de campanha sobre “exércitos de protecção” e afins, concordo plenamente com: «… os ciganos têm que “interiorizar o manual do Estado de Direito”… vivem “acima da lei” e com um sentimento de “impunidade”.»

RESPONDER

Erupção do vulcão nas Canárias pode durar até 84 dias

A erupção vulcânica de Cumbre Vieja, na ilha espanhola de La Palma pode durar entre 24 e 84 dias, com uma média geométrica de cerca de 55 dias, segundo cálculos do Instituto Vulcanológico das Ilhas …

PCP insiste que Governo vá “mais longe” e baixe o preço da energia

O PCP insistiu esta terça-feira que o Governo não se deve ficar pelo “não aumento” dos preços da energia, mas sim ir “mais longe”, intervindo para baixar estes valores, apontando que o executivo tem instrumentos …

Amnistia Internacional acusa farmacêuticas de recusar aumento da oferta de vacinas

Quando faltam 100 dias para o fim de 2021, a organização não governamental apela às farmacêuticas que forneçam dois mil milhões de vacinas a 82 países com rendimento baixos e médio-baixos, no sentido de se …

Lituânia avisa cidadãos para não comprarem telemóveis chineses devido à censura dos dispositivos

A tensão continua a aumentar entre a Lituânia e a China. O país europeu está agora a recomendar aos cidadãos que não comprem telemóveis chineses porque os dispositivos censuram alguns termos. O Ministério da Defesa da …

Talibã nomeiam enviado afegão para a ONU - e pedem para falar com líderes mundiais

Os talibã pediram para falar com os líderes na Assembleia Geral das Nações Unidas, a acontecer esta semana em Nova Iorque, e nomearam o seu porta-voz, Suhail Shaheen, a viver em Doha, como embaixador na …

"Erros" no currículo. Raquel Varela perdeu "apoio" para bolsa de 4 mil euros e leva caso a tribunal

A investigadora Raquel Varela está envolvida numa polémica depois de ter perdido o apoio do Instituto de História Contemporânea, no âmbito de um concurso a fundos públicos, devido a alegados "erros" no currículo. A notícia …

Nem com a maternidade o PS segura Coimbra. Sondagem dá vantagem ao PSD, numa corrida apertada

Na semana das autárquicas, uma sondagem aponta para que o PSD consiga roubar a Câmara de Coimbra ao PS, apesar da corrida estar apertada. A corrida autárquica em Coimbra tem sido uma das mais quentes da …

Após gestos obscenos, ministro da saúde brasileiro testa positivo à covid-19 em Nova Iorque

Governante brasileiro ficará em isolamento em Nova Iorque, enquanto a restante comitiva continua com as reuniões bilaterais. Perante a notícia divulgada pelo governo brasileiro, espera-se, agora, uma reação dos porta-vozes dos países cujos líderes se …

FBI confirma que corpo encontrado é de Gabby Petito. "Homicídio", diz médico legista

O FBI anunciou que o corpo encontrado no domingo, num parque natural de Wyoming, nos EUA, é de Gabrielle Petito, a jovem cujo desaparecimento cativou a atenção do mundo. Análise preliminar confirmou que os restos mortais …

Maioria dos candidatos para Porto e Lisboa admite criar zonas com menos carros nas cidades

Um inquérito da associação ambientalista Zero apurou as propostas dos candidatos às autarquias de Lisboa e Porto sobre a redução do uso de carros e os incentivos à mobilidade sustentável. No âmbito do dia Europeu sem …