Ana Gomes revela que Europol está pronta para investigar o Chega

rtppt / Flickr

Ana Gomes, candidata à Presidência da República

A Europol está disponível para “ajudar as autoridades portuguesas” a investigar eventuais ligações do Chega de André Ventura a “actividades criminais internacionais”. É Ana Gomes quem o revela depois de ter enviado uma participação ao serviço Europeu de polícia.

A ex-candidata à Presidência da República apresentou, recentemente, uma queixa na Procuradoria-Geral da República (PGR) a pedir a ilegalização do Chega, questionando, entre outras coisas, a origem do financiamento do partido liderado por André Ventura.

Mas a ex-eurodeputada também apresentou à polícia europeia uma participação em torno de “questões que se relacionam com suspeitas de ligações internacionais e de actividades criminais internacionais” do Chega, como revelou em entrevista no Jornal 2 da RTP2.

Ana Gomes referiu que já recebeu uma “resposta da directora executiva da Europol dizendo que estão prontos a ajudar as autoridades portuguesas“.

Na queixa enviada à PGR, Ana Gomes alega que “André Ventura tem vindo a fazer ameaças racistas e instigadoras de violência contra minorias” e que “defendeu publicamente a pena de morte, admitiu a pena de amputação de mãos e a necessidade de uma ditadura de “pessoas de bem””.

É com base nesses argumentos que defende a ilegalização do Chega, algo que só o Tribunal Constitucional poderá decretar, como admitiu na RTP2.

“A resposta ao tipo de projecto totalitário que esse partido implica não resulta da resolução da questão legal, mas ela não pode ser posta debaixo do tapete“, considerou Ana Gomes na mesma entrevista, frisando que “as autoridades judiciais têm que assumir as suas responsabilidades”.

Susana Valente Susana Valente, ZAP //

PARTILHAR

59 COMENTÁRIOS

      • O fascismo de quê?…. E já agora o “frio escaldante” e as “cópia originais”. Vamos mas é ver-nos livres do comunismo de direita, ou seja, do Chega.

      • É bom que aproveitem aqui para dar asas à liberdade, já que no Chega, o lema é :

        “Caladinhos, ou são ” democráticamente” corridos à chapada.

        • Quem quer as pessoas caladinhas são os partidos da esquerda, basta ver as mentiras e calunias que inventam, só por terem perdido votos.

          Não admitem que perderam votos devido a eles mesmos, por isso culkpam o Chega.

          Chega de pirralhos, drogados e betinhos a quererem governar Portugal!!!!

          • Bem sei que o líder dessa colectividade, nos seus discursos delirantes, mais parece um um bêbado depois de emborcar 3 “penaltis” de tinto. De qualquer forma, os associados que não receberam o e-mail, suponho que não serão castigados por reclamar. Aqui vai:

            “André Ventura criou uma diretiva para impor sanções aos seus militantes que critiquem o partido ou a direção nacional tanto na imprensa, como nas redes sociais ou mesmo em grupos de WhatsApp. Em causa está a diretiva 3/2020, que representa uma espécie de “lei da rolha”, que está em vigor desde 2 de dezembro e que foi comunicada aos militantes através de email. Ao i, o dirigente do partido garantiu que já foram suspensos três militantes: um em Setúbal, um militante do Algarve e uma militante de Beja.”.
            *Jornal Sol – 6 de dezembro de 2020

      • O única colectividade portuguêsa com práticas verdadeiramente Marxista que eu conheço, é o Chega.
        Os adeptos só estão autorizados a dar vivas ao querido líder. Criticar, é punido com expulsão ao pontapé.
        Interessante, é que fora do partido, falam com voz grossa. Lá dentro, parecem uns cordeirinhos. E pelos vistos, gostam.

  1. Esta choca se se preocupasse com os verdadeiros problemas do país. Olha que os envolvidos no Panamá papers, Sócrates e cia, EDP, Galp e TAP a ela já não merecem participação à Europol.

  2. Para quem se diz democatrica tem tiques de ditadora!!!!

    Quase que o Chega lhe passava acima e agora tem de acabar com ele, só porque não gostou de perder votos!!!

    Mas isto que seja um recado para as politicas de extremismos da Esquerda, partidos de extrema direita estão a ganhar terreno em toda Europa, tudo devido às politicas de esquerda que os governos tem vindo a aplicar.

    Há que ter mais medo da extrema esquerda do que da extrema direita, Estaline (extrema esquerda) matou mais pessoas que Hitler (extrema direita).
    Isto dá que pensar sobre a manipulação de informação, e não é uma teoria da conspiração!

  3. Podiam usar a Interpol para ajudar a finalmente lavrar a acusação ao Sócrates… e ao Salgado.
    A ela não lhe faz confusão já mais de uma década ter passado??
    UMA DÉCADA!! Que nojo!!

  4. Acabou a mama do parlamento europeu.
    parece um naufrago a tentar sobreviver
    vira-se para qualquer coisa que lhe deia tempo de antena
    com o tempo de deputada QUANTO TEM DE REFORMA
    tem necessidade disto?
    é mais alguem que tenta sobreviver
    e triste ESTA democracia em que so CHICOS ESPERTOS é
    que sobreviem à custa do povo
    é bom dinheiro de BORLA pois esta claro
    mas matas para limpar no inverno dá muito jeito a determinada gente no veráo
    trabalho em frente a uma casa de jogo (esta fechada)- pandemia)
    quando esta aberta – RSIs – FPs -a partir de 23/24 de cada mès -é uma farturinha a porta
    O DINHEIRO DE BORLA TEM QUE ACABAR
    .jafiz comentarios desta natureza
    FORAM ELIMINADOS

  5. E se está gaja pedisse para investigarem o ps? Negócio s das golas aos Karol estão em todos. Além de terem um ex grande líder e primeiro ministro á espera de ser julgado por corrupção, prevaricação etc., etc. Mas isso não a incomoda…

  6. Minha senhero com todo respeito por si, em democracia o chega ‘e igual a qq outro partido.

    Em democracia os partidos sao representantes do povo e nao empresas e fundacoes ilegais.
    Em democracia debate ideias e todos os interesses da vida da sociedade para bem de todos e nao corrupcao toda a hora.
    Em democracia tudo ‘e feito para bem um uma nacao, um pais.
    Em democracia tudo tem de adaptar ao tempo presente e interesses presentes e futuros.
    Em democracia dividem organizam a casa para nao deixar os seus filhos irem para fora e buscar imigrantes sem qq vinculo emocional ou nada ao pais….
    Em democria ouvem se as pessoas e respeita se as pessos primeiro…
    Todos os sistemas que existem, governo, presidentes, monarquias, justicas, etc se quiserem…sao passageiros e sao para representar o povo…. e se povo nao quiser altera porque o pais ‘e do povo…resto ‘e gente nocao do basico entendimento… independentemento da formcacao ou opiniao que tenha o povo esta primeiro… ponto final….
    O povo, a nacao fazem um todo e nada opoe a sua estrutura…. nada ouvirem bem nada….

  7. Ilegalizar o Chega seria lançá-lo na clandestinidade e impedir que víssemos como funciona e quem o dirige. Legal e com representação na AR é a melhor maneira de sabermos o que quer. O que fará que só idiotas o apoiem. As pessoas normais acabarão por ficar suficientemente enojadas para devolver o Chega à cloaca de onde nunca deveria ter saído.

    • Boa sorte com isso, o Chega vai é ganhar mais representação, porque quer queiram quer não, actualmente o Chega é o único partido que dá voz ao que os portugueses querem dizer, mas não o dizem com medo de serem chamados de racistas e xenofobos, pelos parasitas da sociedade que deambulam pelas redes sociais em campanhas de calunia e mal dizer a favor de clientelismo politic.

      • Boa sorte com isso, o Chega vai é ganhar mais representação, porque quer queiram quer não, actualmente o Chega é o único partido que dá voz ao que os portugueses querem dizer, mas não o dizem com medo de serem chamados de racistas e xenofobos, pelos parasitas da sociedade que deambulam pelas redes sociais em campanhas de calunia e mal dizer a favor de clientelismo politico.

      • Há com certeza portugueses que querem dizer o que o Chega diz, e é bom que nós saibamos quem são eles e quantos são. Eu prefiro saber que há mil racistas em Portugal do que saber que eles se escondem na nossa sociedade para a envenenar.

  8. ainda bem… finalmente. Já agora façam o mesmo a todos os políticos portugueses, não esquecendo os deputados europeus, embaixadores, etc – só assim há igualdade e equidade

  9. 1º ana gomes considera a autoridades portuguesas incapazes
    2º ana gomes como grande populista que é cria a ideia que a Europol está a investigar o chega, quando apenas se mostrou estar disponivel.
    3º ana gomes baseada em nada acusa o chega de ligações a actividades criminais internacionais quais ??
    4º ana gomes acha que suspeitas de ligações internacionais são todas crime.
    Conclusão ana gomes envergonha todo um país comparando-nos a um país do terceiro mundo dando a entender que possuímos um partido terrorista com teia internacional e que não existe autoridades competentes em Portugal para o investigar. Com isto tudo esta Srª mantém-se no seu populismo que ela tanto critica ao André Ventura, permitindo-lhe não passar ao esquecimento e quem sabe voltar a arranjar novamente um tachinho politico visto estar no “desemprego”.

  10. Esta é mais uma fascista que até a comunicação social a intitula de embaixadora, mas só se for embaixadora do ódio, por que razão nunca se mostrou incomodada com os partidos de extrema-esquerda e da ideologia que defendem? Num país onde votaram talvez não mais de três a quatro milhões de eleitores onde se apresentaram sete ou oito concorrentes, pretende agora ilegalizar um que teve cerca de meio milhão de votos e vai a festa ainda no adro! Será que a dita senhora não se preocupa com as vítimas deste país?

  11. Tenho pena dos portugueses que são enganados e apaixonados por um partido nazi que só consegue criar o ódio para conseguir os objetivos, de como destruir a constituição portuguesa o serviço nacional de saúde etc. todas as conquistas que tanto nos custaram a construir. Leiam por favor o programa do “chega” e pensem se querem meter-se num” buraco” maior. Quero agradecer à Drª. Ana Gomes pela coragem de tentar defender o nosso país para uma sociedade mais humana.

    • Já agora, deveria também ter pena dos portugueses que são enganados e apaixonados por um partido ou partidos comunistas. Destes nem precisamos de ler o programa, basta ver o estado em que se encontram os países que levaram com eles.

    • Tenho pena de ver portugueses a lutar/trabalhar para terem as coisas, e no entanto uma cambada de malandros são subsidio-dependentes.
      ISTO SIM TENHO PENA!!!

  12. …Esta senhora não é carne nem peixe. Ninguém lhe dá ouvidos para tanta fantasia. É uma vergonha Nacional pela postura antidemocrática que assume.
    Com a cara que tem, não tem nada a perder, coitada!

  13. Quero alertar que ser cigano, preto, branco ou amarelo não é depreciativo ao contrário do que nos querem fazer crer os partidários racistas, há pessoas boas e más em todo o lado. Todos os portugueses são subsídio-dependentes, principalmente quando estão velhos ou doentes, e o RSI é para todas as pessoas, quer sejam ciganos ou não. Não deviam de ter inveja de quem está a receber algum subsídio de subsistência. Lembrem-se da pobreza que estamos a atravessar com leis off, e pedidos de comida às instituições por muitos portugueses de todas as raças. O ódio entre os portugueses, demonstrado em alguns destes comentários é o orgulho de um grande líder nazi que tem ganho cada vez mais terreno, assim como o vírus do covid.

  14. O CHEGA foi a melhor coisa que já surgiu na democracia portuguesa. Eu apoio e vou votar no CHEGA. O Ventura é a luz que me guia.

  15. Se a investigassem a ela ou o PS encontravam muito mais coisas que no Chega. Aliás Socrates não foi nunca do Chega e todos sabemos o que se passou apesar das desculpas esfarrapadas de amigos ricos que nos emprestam dinheiro para tudo e mais alguma coisa para nunca ser pago.

  16. Podiam investigar onde trabalha a filha da “Ana Gomes – cara de homem”.
    Ah, já sei, tem um tacho, muito bem pago por todos nós.
    Depois de uns anos a trabalhar como jornalista, sem se destacar e sem progredir na carreira, fartou-se e pediu à mãe para lhe arranjar uma tacho, que implicasse pouco trabalho, um bom ordenado e bastante relevância social. E não é que conseguiu!
    Talvez a Europol queira investigar como tal aconteceu…
    Por aqui, nada de novo…

    • De facto!
      Por curiosidade fui pesquisar e encontrei o CV da filha da “cara-de-homem” aqui:
      http://www.egeac.pt/team/joana-gomes-cardoso/
      A filha da “cara-de-homem” licenciou-se na Lusíada (essa rica universidade, hahahah), em Licenciatura em Relações Internacionais (que raio de curso isto é?!), apenas em 2 anos (?). Mesmo estudando numa universidade fraquinha, num curso fraquinho, não diz com que média acabou o curso (será que acabou?)….
      O Ventura estudou na Universidade Nova, em Direito, acabou a licenciatura com 19 valores e foi o melhor do curso.
      A filha da “cara-de-homem” foi uma jornalista sem qualquer destaque, não progredindo na carreira, até que em 2006 se fartou de trabalhar e começou a colecionar tachos.
      Ainda assim, esteve ainda largos períodos sem trabalhar (entre 2012 e 2015), a não ser que o cargo de direção de uma ONG tivesse sido remunerado, o que está errado, pois a direção de associações sem fins lucrativos não deve ser remunerado, mas sim voluntário (eu sei, os xuxas fazem-se pagar bem e as leis não são para eles…)
      Mesmo assim continuou a acumular tachos e mais tachos, passando à frente de quem se esforça e de quem tem mérito.
      A Interpol devia investigar os “lapsos” que permitiram à filha da “cara-de-homem” enriquecer sem trabalhar e viver à custa de tachos.

RESPONDER

Cavaco Silva volta a estar ausente das cerimónias do 25 de Abril

O ex-Presidente da República já informou que não vai marcar presença na cerimónia comemorativa dos 47 anos do 25 de Abril, este domingo, no Parlamento, por continuar "a respeitar as regras sanitárias". Fonte oficial do gabinete …

No dia da Terra, os líderes mundiais juntaram-se para "passar à ação"

A Casa Branca organizou uma Cimeira de Líderes sobre o Clima, que decorre de forma virtual e durante dois dias. Começou esta quinta-feira, dia em que se comemora o Dia da Terra, e junta cerca …

Detido em Itália homem que terá fornecido arma ao autor do atentado de Nice em 2016

Um homem que teria fornecido uma arma ao autor do atentado com um caminhão na cidade francesa de Nice, em 14 de julho de 2016, foi detido na Itália, anunciaram na quarta-feira vários veículos de …

"Invisibilidade" do LGBTI nos Censos é alvo de críticas

A Associação ILGA Portugal - Intervenção Lésbica, Gay, Bissexual, Trans e Intersexo e o Bloco de Esquerda estão a criticar os Censos 2021 devido à ausência de perguntas relacionadas com identidade de género, o que …

Rússia vai dar início à retirada de tropas perto da fronteira com a Ucrânia

A Rússia anunciou que vai iniciar, esta sexta-feira, a retirada das suas tropas concentradas perto da fronteira com a Ucrânia e na Crimeia anexada, referindo que os exercícios foram concluídos. "As tropas demonstraram a sua capacidade …

KPMG desconhecia problemas no BESA que justificassem reserva às contas

A KPMG Portugal afirmou, numa carta enviada à comissão de inquérito do Novo Banco, que desconhecia factos no BES Angola que pudessem levar a uma opinião com reservas às contas do BES. A KPMG Portugal desconhecia …

Ferro Rodrigues está "perfeitamente de acordo" com Marcelo sobre enriquecimento ilícito

O presidente da Assembleia da República (AR) concorda com o Presidente quanto à urgência de melhorar a lei contra o enriquecimento ilícito e diz que isso pode ser feito sem pôr em causa princípios constitucionais. Numa …

Índia regista subida drástica de infeções e mortes. EUA com 200 milhões de vacinas tomadas

O número de novas infeções pelo coronavírus dispararam na Índia, com a falta de preparação do Governo e a forma como a pandemia tem sido gerida apontadas como causas para a subida dos casos e …

Técnicos de diagnóstico. Depois de mais uma coligação da oposição, Executivo avalia o que fazer

Depois de mais uma coligação da oposição, o Governo "está a avaliar" o que irá fazer em relação à aprovação das mudanças na carreira de Técnico Superior de Diagnóstico e Terapêutica.  De acordo com o semanário …

Diretor de Finanças de Lisboa está em substituição desde 2015. Já ultrapassa tempo de comissão de serviço

Fernando Lopes, a maior estrutura regional da Autoridade Tributária e Aduaneira (AT), é diretor da Direção de Finanças de Lisboa em regime de substituição desde março de 2015. Quando a então diretora regional, Helena Borges, foi …