Amnistia Internacional acusa Myanmar de incendiar aldeias rohingyas

A Amnistia Internacional acusa as forças de Myanmar, antiga Birmânia, de estarem a arrasar Rakhine, incendiando vilas e aldeias habitadas pelas comunidades rohingya, forçando-as a fugirem para escaparem da limpeza étnica.

Num relatório intitulado “Myanmar: Militares ganham terreno à medida que as forças de segurança criam bases nas aldeias Rohingya incendiadas”, a organização de direitos humanos documenta através de testemunhos e imagens de satélite a intensificação da militarização do estado de Rakhine.

“O que estamos a assistir no estado de Rakhine é uma conquista de terra pelos militares numa escala dramática. Novas bases estão a ser construídas para abrigar as mesmas forças de segurança que cometeram crimes contra a humanidade contra os rohingya”, criticou Tirana Hassan, diretora de Resposta a Crises da Amnistia Internacional.

Segundo a organização, as forças militares birmanesas estão a construir, nas terras de onde os rohingya se viram forçados a fugir, novas estradas, bases militares e outras estruturas, desde janeiro passado, tornando cada vez mais impossível o regresso dos refugiados às suas casas.

Tirana Hassan afirmou ainda que o repatriamento dos refugiados rohingya presentes no Bangladesh é uma realidade muito distante. “O repatriamento voluntário, seguro e digno dos refugiados rohingya está ainda mais distante. As suas casas foram destruídas”.

Na semana passada, as Nações Unidas alertaram para o facto de a limpeza étnica continuar no estado de Rakhine. O assistente do secretário-geral da ONU para os Direitos Humanos, Andrew Gilmour, sustentou que, apesar de ter sido registada uma redução do grau de violência, as forças de segurança continuam a executar homicídios, violações, torturas, sequestros e a negar alimentos a elementos desta etnia.

“Parece que a violência generalizada e sistemática contra os rohingya persiste”, disse o responsável em comunicado, após visitar alguns dos campos de refugiados do Bangladesh. “A natureza da violência mudou para uma campanha de terror de baixa intensidade e de fome forçada, que parece ter sido elaborada para empurrar os rohingya que ainda estão nas suas casas em direção ao Bangladesh”.

Gilmour também recriminou o governo liderado pela Nobel da Paz, Aung San Suu Kyi, por dizer que está preparado para o regresso dos refugiados quando a violência persiste, frisando que, nas atuais condições, “o retorno seguro, digno e sustentável é impossível”.

Por outro lado, elogiou a resposta humanitária do Bangladesh – um país pobre – e de organismos internacionais face à situação dos rohingya, embora tenha alertado para os “devastadores efeitos” que o início da estação das chuvas trará para os campos de refugiados.

Myanmar, de maioria budista, não reconhece a cidadania aos rohingya, muçulmanos, e submete-os desde há décadas a todo o tipo de discriminações, incluindo restrições à liberdade de movimentos e ao acesso ao mercado de trabalho.

O êxodo dos rohingyas teve início em meados de agosto, quando foi lançada uma operação militar do exército birmanês contra o movimento rebelde Exército de Salvação do Estado rohingya devido a ataques da rebelião a postos militares e policiais.

Perto de 700 mil rohingyas estão refugiados no Bangladesh.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Ex-governador brasileiro condenado a mais de 10 anos de prisão

O ex-governador do estado brasileiro de Minas Gerais foi condenado, esta quinta-feira, a uma pena de 10 anos e seis meses de prisão pela Justiça Eleitoral do país. Fernando Pimentel foi considerado culpado dos crimes de …

Áudio das viagens na Uber vai poder ser gravado

A partir de dezembro, a Uber vai passar a oferecer aos utilizadores no Brasil e no México a possibilidade de gravar o áudio da viagem com o objetivo de melhorar a segurança do motorista e …

Mourinho quer ser campeão no próximo ano (e não precisa de reforços)

O treinador português foi oficialmente apresentado como técnico do Tottenham, esta quinta-feira, e diz que já tem em vista a conquista do campeonato na próxima época. José Mourinho admitiu hoje que o título de campeão inglês …

Casal homossexual de pinguins "roubou" um ovo para poder ter a sua família

Um casal homossexual de pinguins de um jardim zoológico na Holanda estava tão ansioso por ter as suas crias que não resistiu à tentação e acabou por roubar um ovo de outro par. De acordo com …

Gabriel renova contrato com o Benfica até 2024

O médio brasileiro renovou contrato por mais uma época com o Benfica, até 2024, anunciou, esta quinta-feira, o clube no seu site oficial. "Estou muito feliz com esta renovação por mais um ano, é uma forma …

Malta Files permitiu ao Fisco recuperar milhões. Rui Pinto diz que foi um dos denunciantes

O pirata informático assumiu, esta quinta-feira, ter sido um dos denunciantes dos Malta Files, que permitiu ao Fisco identificar cidadãos e empresas portugueses que se aproveitaram do regime fiscal maltês para pagar menos impostos. "De acordo …

Há 5 anos que aparecem maços de notas nas ruas de uma aldeia inglesa (e ninguém sabe porquê)

Os residentes de uma aldeia inglesa andam a descobrir maços de notas nas ruas desde 2014. Um mistério que, até agora, ninguém conseguiu explicar. Mas há várias teorias e uma envolve o Pai Natal! O dinheiro …

Em 2018, só nove crianças foram colocadas em famílias de acolhimento

Apenas nove crianças tiveram uma medida de proteção em regime de acolhimento familiar em 2018, sendo que quase todas as crianças sinalizadas pelas comissões de menores ficaram na família, a maioria junto dos pais. De acordo …

Militar da GNR diz que droga apreendida na "casinha" era da Juve Leo

Decorreu, esta quinta-feira, a terceira sessão do julgamento da invasão à academia do Sporting, que decorre no tribunal de Monsanto, em Lisboa. O militar da GNR João Oliveira admitiu hoje, em tribunal, que a posse da …

Continental vai acabar com 5500 empregos em todo o mundo até 2028

A alemã Continental vai suprimir 5.500 empregos no mundo até 2028, num contexto de abrandamento conjuntural e de queda da procura por motores a combustão, anunciou esta quarta-feira o fornecedor automóvel germânico. Com o objetivo de …