//

Amazon inaugura loja que funciona sem funcionários ou caixas de pagamento

1

Esta segunda-feira, a Amazon inaugurou a sua loja física sem caixas de pagamento. Entrar, pegar no que se quer e sair sem pagar – é esta a dinâmica da Amazon Go.

Esta segunda-feira, a Amazon inaugurou, em Seattle, nos EUA, uma loja desprovida de caixas de pagamento, abrindo assim as portas a um novo conceito que será, provavelmente, o futuro das lojas de conveniência e mini-mercados.

Na nova loja da empresa de Jeff Bezos só tem de se fazer check-in à entrada e, para isso, só necessita de uma app e uma conta da Amazon. Os clientes entram no supermercado usando uma tecnologia que usa um QR Code pessoal para identificar o utilizador, ou seja, qualquer cliente pode pegar no produto que quiser e sair da loja.

Segundo o Observador, as entradas da loja têm pórticos semelhantes aos que se encontram à entrada do metro, nos quais é feito um scan da aplicação para entrar. Assim, para sair com o produto que pretende comprar e levar para casa, basta sair. Embora pareça que acabou de roubar o produto, em poucos minutos terá pago o artigo.

O mecanismo funciona graças a centenas de câmaras no teto da loja que identificam os produtos existentes – a chamada tecnologia “Just Walk Out“. Esta tecnologia aglomera visão computacional, software de aprendizagem automática, inteligência artificial e sensores como os que são encontrados nos carros que se conduzem sozinhos.

Amazon / Twitter

Amazon Go, em Seattle.

As câmaras existentes na nova loja de conveniência registam tudo aquilo em que os clientes pegam. Para sair, não é necessário fazer scan da app. A loja, porém, sabe que saiu, procedendo ao check-out do carrinho de compras. Apenas alguns minutos depois de ter saído da loja, já terá pago o artigo e recebido uma fatura.

A Amazon Go continua a ter empregados na loja para tratarem de reposições de stock ou ajudar os clientes com problemas técnicos ou até a encontrar produtos. Há, também, um funcionário na secção do álcool para verificar a idade dos clientes.

A Amazon está a testar o conceito há mais de um ano, embora se encontrasse apenas disponível para os funcionários da empresa. Ainda não há planos para a abertura de mais lojas além da que abriu esta segunda-feira.

No entanto, segundo o jornal online, especula-se que a Amazon possa vender a sua tecnologia a outros retalhistas, como faz com os seus serviços de computação em nuvem.

  ZAP //

1 Comment

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.