/

Alunos transgénero na Carolina do Norte podem usar casa de banho que quiserem (por agora)

jacobchristensen / Flickr

-

Os alunos transgénero do estado norte-americano da Carolina do Norte já podem usar a casa de banho que corresponde à sua identidade de género.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Esta decisão permite aos alunos transgénero escolherem a casa de banho masculina ou feminina independentemente de seu sexo original.

Em março, a Carolina do Norte adotou uma lei que obrigava a usar as casas de banho das escolas e edifícios governamentais de acordo com o sexo registado na certidão de nascimento.

A 13 de maio, a administração de Barack Obama enviou uma diretriz aos diretores das escolas que possibilitava o uso da casa de banho independentemente do género biológico. O documento também apontava que a violação da diretriz podia levar ao cancelamento do financiamento federal ou até a processos jurídicos.

Com a lei do Estado e a diretriz federal a entrarem em contradição, o Departamento de Justiça dos Estados Unidos foi chamado a intervir e exigiu, na passada sexta-feira, a revogação da lei da Carolina do Norte.

No entanto, não se trata do único estado que não concordou com a medida tomada por Barack Obama.

Logo em maio, 11 estados norte-americanos processaram a administração do presidente Barack Obama na tentativa de derrubar as diretrizes federais que pedem que as escolas públicas permitam aos estudantes transgénero utilizar a casa de banho que preferirem.

As autoridades do Texas, Alabama, Wisconsin, Tennessee, Arizona, Maine, Oklahoma, Louisiana, Utah, Geórgia e Virgínia Ocidental acusam Washington de tentar tornar a escola “num laboratório para uma experiência social de massas“.

SN

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.