Uma alteração no design do YouTube poderia reduzir drasticamente as suas emissões de CO2

É necessária uma enorme quantidade de energia para alimentar os servidores e as redes que nos permitem assistir a milhares de milhões de horas de vídeo todos os dias no YouTube. Mas uma pequena alteração no design poderia diminuir drasticamente as suas emissões de dióxido de carbono (CO2).

Com base nas estimativas de energia elétrica usada para fornecer aos utilizadores os vídeos do YouTube em 2016, uma equipa de cientistas da Universidade de Bristol, no Reino Unido, calculou que a pegada de carbono da empresa tecnológica equivale a cerca de 10 milhões de toneladas de CO2 por ano.

Contudo, uma simples alteração no design, que permitisse aos utilizadores ouvir o áudio no YouTube através de uma tela inativa, poderia reduzir a pegada de carbono entre 100 e 500 mil toneladas de dióxido de carbono por ano. A redução equivale à pegada de dióxido de carbono anual de cerca de 30.000 casas no Reino Unido.

Segundo o New Scientist, este recurso está, atualmente, disponível para assinantes do YouTube Premium. Para os utilizadores que usufruem da plataforma sem gastar qualquer cêntimo, ouvir música ou o áudio de um determinado video exige que a aplicação seja mantida aberta e que a tela permaneça ativa.

O modo de rádio é um exemplo de uma das características de sustentabilidade que as empresas tecnológicas têm vindo a implementar de modo a reduzir o desperdício digital. Segundo o investigador Daniel Schien, há outros recursos que podem servir de solução, como incluir a opção de desabilitar os vídeos da reprodução automática.

Cabe às empresas delinear os serviços que possam ser entregues eficientemente para todo o planeta”, remata o investigador da Universidade de Bristol.

As estimativas da equipa de cientistas foram baseadas em dados públicos fornecidos pela própria plataforma, assim como em dados de energia dos data centers da Netflix, que os investigadores acreditam serem muito semelhantes em eficiência às redes do YouTube.

Além disso, os cientistas estimaram a proporção de utilizadores que assistem em diferentes dispositivos com base nos números fornecidos pela BBC.

A pesquisa foi apresentada esta quinta-feira conferência sobre Fatores Humanos em Sistemas Computacionais, em Glasgow.

ZAP ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Eis o primeiro enxame de (pequenos) buracos negros num aglomerado globular

Uma equipa de cientistas, que esperava encontrar um buraco negro de massa intermédia no coração do aglomerado globular NGC 6397, encontrou, em vez disso, evidências de uma concentração de buracos negros mais pequenos. Por vezes, na ciência, …

Ruth, a "humana digital" da Nestlé ensina como fazer as bolachas perfeitas

Graças à Inteligência Artificial, nasceu Ruth, um "humano digital" da Nestlé que interage connosco e nos ajuda a fazer as melhores bolachas com pepitas de chocolate. A internet é o maior livro de receitas a que …

“Ditador egoísta e despótico”. Margaret Tatcher comparou Saddam Hussein a Hitler após ataque ao Kuwait

Documentos do início da Guerra do Golfo revelam que a antiga primeira-ministra britânica Margaret Thatcher comparou Saddam Hussein a Adolf Hitler após a invasão do Kuwait pelo ditador iraquiano. De acordo com os documentos anteriormente confidenciais …

Cientistas criam "televisão" ultravioleta para animais (que nos vai ajudar a entendê-los melhor)

Uma equipa de cientistas da Universidade de Queensland, na Austrália, desenvolveu uma "televisão" ultravioleta para ajudar os especialistas a entender melhor a forma como os animais veem o mundo. Os monitores de televisões ou computadores têm …

Watakano, a “ilha da prostituição” que teve o seu auge nos anos 80, está agora vazia

Conhecida como “ilha da prostituição”, Watakano já foi considera um pequeno paraíso sexual. No seu auge, do final dos anos 70 a meados dos anos 80, homens faziam um curta viagem de barco até ao …

Deputado norte-americano quer banir GTA 5 e outros jogos violentos. Tudo para diminuir roubos de carros

O deputado norte-americano Marcus Evans quer proibir a venda de videojogos violentos que promovam atividades criminosas, como o GTA 5, face ao aumento dos roubos de automóveis em Chicago e um pouco por todo o …

Estudante projetou um casaco que se transforma num saco-cama para os sem-abrigo. E deu-lhes um emprego

Nos Estados Unidos, há pelo menos 567.715 pessoas que vivem nas ruas. Embora há quem vire as costas a essas estas, também há quem esteja disposto a fazer tudo para ajudar os necessitados e tirá-los …

Um livro e uma reclusa-mediterrânica. Aranhas venenosas obrigam a encerramento temporário de biblioteca nos EUA

Aranhas venenosas da espécie reclusa-mediterrânica apareceram na cave de uma biblioteca na Universidade do Michigan, nos Estados Unidos. Os funcionários de uma biblioteca da Universidade do Michigan, nos Estados Unidos, foram obrigados a encerrar temporariamente o …

Bolsonaro diz que máscaras causam "efeitos colaterais"

O Presidente brasileiro, Jair Bolsonaro, disse que as máscaras causam "efeitos colaterais" e citou um alegado estudo alemão, sem acrescentar mais detalhes. O Presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, causou polémica esta quinta-feira ao dizer que as …

Pilotos aprovam acordo de emergência na TAP

O Sindicato dos Pilotos da Aviação Civil (SPAC) aprovou esta sexta-feira o acordo de emergência na TAP, adiantaram vários pilotos à Lusa. O Sindicato dos Pilotos da Aviação Civil (SPAC) aprovou o acordo de emergência na …