Uma alteração no design do YouTube poderia reduzir drasticamente as suas emissões de CO2

É necessária uma enorme quantidade de energia para alimentar os servidores e as redes que nos permitem assistir a milhares de milhões de horas de vídeo todos os dias no YouTube. Mas uma pequena alteração no design poderia diminuir drasticamente as suas emissões de dióxido de carbono (CO2).

Com base nas estimativas de energia elétrica usada para fornecer aos utilizadores os vídeos do YouTube em 2016, uma equipa de cientistas da Universidade de Bristol, no Reino Unido, calculou que a pegada de carbono da empresa tecnológica equivale a cerca de 10 milhões de toneladas de CO2 por ano.

Contudo, uma simples alteração no design, que permitisse aos utilizadores ouvir o áudio no YouTube através de uma tela inativa, poderia reduzir a pegada de carbono entre 100 e 500 mil toneladas de dióxido de carbono por ano. A redução equivale à pegada de dióxido de carbono anual de cerca de 30.000 casas no Reino Unido.

Segundo o New Scientist, este recurso está, atualmente, disponível para assinantes do YouTube Premium. Para os utilizadores que usufruem da plataforma sem gastar qualquer cêntimo, ouvir música ou o áudio de um determinado video exige que a aplicação seja mantida aberta e que a tela permaneça ativa.

O modo de rádio é um exemplo de uma das características de sustentabilidade que as empresas tecnológicas têm vindo a implementar de modo a reduzir o desperdício digital. Segundo o investigador Daniel Schien, há outros recursos que podem servir de solução, como incluir a opção de desabilitar os vídeos da reprodução automática.

Cabe às empresas delinear os serviços que possam ser entregues eficientemente para todo o planeta”, remata o investigador da Universidade de Bristol.

As estimativas da equipa de cientistas foram baseadas em dados públicos fornecidos pela própria plataforma, assim como em dados de energia dos data centers da Netflix, que os investigadores acreditam serem muito semelhantes em eficiência às redes do YouTube.

Além disso, os cientistas estimaram a proporção de utilizadores que assistem em diferentes dispositivos com base nos números fornecidos pela BBC.

A pesquisa foi apresentada esta quinta-feira conferência sobre Fatores Humanos em Sistemas Computacionais, em Glasgow.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Os asteróides Ryugu e Bennu podem ser "filhos" de um mesmo pai

Os asteróides Ryugu e Bennu podem ter sido formados a partir de um outro asteróide de grandes dimensões, sugere uma investigação internacional. Simulações numéricas de grandes ruturas de asteróides, como as que ocorrem no cinturão de …

Diário de oficial nazi revela localização de tesouro escondido na Polónia durante a 2.ª Guerra Mundial

Um diário que esteve na posse de uma sociedade secreta durante décadas contém um mapa que descreve a localização de mais de 30 toneladas de ouro escondidas pelos nazis durante a Segunda Guerra Mundial. Escrito há …

"Pés de café" ajudam robôs a andar mais rápido (e sem tropeçar)

Uma das principais aplicações para robôs com pernas é a exploração de locais de desastre. No entanto, para atravessar os escombros, estas máquinas precisam de ter "pés" firmes. Uma equipa de investigadores da Universidade da Califórnia, …

Famalicão 2-1 FC Porto | Dragões falham reentrada

O FC Porto ficou hoje com a liderança da I Liga portuguesa de futebol em risco, ao perder em casa do Famalicão, por 2-1, na 25.ª jornada, que marca o regresso após a paragem devido …

Empresas chinesas compram soja dos EUA apesar de suspensão imposta pelo Governo

Empresas estatais chinesas terão comprado pelo menos três carregamentos de soja aos Estados Unidos (EUA), mesmo após o Governo ter levantado uma suspensão. Esta surgiu depois de Washington afirmar que terminaria com o acordo comercial …

Musk quer bombardear Marte. Pode ser só um "pretexto" para enviar armas nucleares para o Espaço

O plano de Elon Musk de bombardear Marte é apenas um pretexto para o lançamento de armas nucleares para o Espaço, disse o diretor da agência espacial russa Roscosmos, Dmitry Rogozin. Bombardear Marte para tornar o …

Quase 20 mil toneladas de combustível derramadas em rio na Rússia

https://cache-igi.cdnvideo.ru/igi/video/2020/6/2/%D0%BD%D0%BE%D1%80%D0%B8%D0%BB%D1%8C%D1%81%D0%BA.mp4 Quase 20 mil toneladas de combustível foram acidentalmente derramadas num rio no extremo norte da Rússia, levando as autoridades a declarar uma situação de "emergência" e levantando preocupações entre ambientalistas e residentes. Em comunicado, a associação …

Mais verde e mais barato. Suécia segue a Alemanha e instala a primeira turbina eólica de madeira

A Suécia instalou uma nova e interessante turbina eólica: uma torre construída em madeira. A Alemanha também já tem esta nova tecnologia. Construída a partir de materiais de fontes sustentáveis e que oferecem desempenho comparável às …

Já não mostra só as filas do supermercado. App "Posso ir?" também diz se pode ir à praia

A aplicação móvel que permite aos utilizadores consultar as filas e as afluências aos supermercados também mostra como está a praia. Agora, a aplicação "Posso ir?" vai também dizer-lhe se é ou não prudente ir dar …

Discurso xenófobo. Na Áustria, "a islamofobia tornou-se uma forma dominante de racismo"

A Áustria regista um aumento preocupante do discurso xenofóbico, em particular em relação aos muçulmanos e refugiados, alerta um relatório do Conselho da Europa. A Comissão do Conselho da Europa contra o Racismo e a Intolerância …