Alojamento universitário é “problema sério” que requer “esforço coletivo”

O ministro da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Manuel Heitor

O ministro da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Manuel Heitor, disse esta sexta-feira, no Porto, que a falta de alojamento universitário é um “problema importante e sério”, cuja resolução requer um “esforço coletivo”.

À margem do YES Meeting, congresso internacional organizado por estudantes da Faculdade de Medicina da Universidade do Porto (FMUP), o governante considerou que a questão da habitação deve implicar um “esforço de todos”, desde Governo, autarquias, instituições de ensino superior e entidades do setor privado.

“É um problema que hoje é típico em todos os centros urbanos que têm e querem atrair estudantes, mas a solução não passa apenas por medidas do foro legal, mas por uma intervenção coletiva de todos, desde estudantes, famílias, autarquias e instituições de ensino superior”, frisou.

Manuel Heitor salientou que a falta de alojamento universitário é um “problema crescente em todo o mundo”. O mercado da habitação está a passar “um bom momento”, o que se traduz no “aumento do preço da habitação”, lembrou.

No âmbito do Plano Nacional da Habitação está em curso um programa que, nos próximos dois ou três anos, irá libertar cerca de 1.500 camas, recordou, acrescentado que “isso não chega, sendo necessário fazer mais”.

“É preciso fazer mais de forma descentralizada e, sobretudo, cada vez mais promover processos de regulação e de intervenção dos estudantes. Temos casos muito importantes, por exemplo, em Braga são as próprias associações de estudantes que regulam a qualidade e preço do alojamento”, afirmou.

Apesar de considerar esta questão importante, o governante adiantou que a principal prioridade em termos públicos “tem sido e continuará a ser” providenciar apoio social direto aos estudantes.

Manuel Heitor afirmou que o Governo tem trabalhado em melhorar consideravelmente o serviço de bolsas diretas para estudantes e para garantir o financiamento público para a ação social.

“Essa é a nossa prioridade e é aquilo que estamos a fazer com a prioridade máxima e que deve ser o principal do Estado, através do orçamento público para o ensino superior”.

Atualmente, adiantou, há cerca de 70.000 estudantes bolseiros, sendo uma das prioridades aumentar e melhorar a ação social direta aos estudantes.

Na quinta-feira, o reitor da Universidade do Porto disse que “gostaria de poder contar não só com o apoio da Câmara do Porto, mas também do Governo” para resolver o problema da falta de alojamento para os estudantes universitários.

António Sousa Pereira defendeu então ser necessário “construir mais quartos, rentabilizar de forma mais eficiente aqueles que já existem e enveredar por outras soluções, provavelmente recorrer ao aluguer de quartos a terceiros para disponibilizar a estudantes”.

Questionado sobre esta sugestão, Manuel Heitor referiu que são soluções desse tipo que em diferentes contextos urbanos devem ser feitas de formas diferentes por cada uma das instituições.

“Parecem-me bem todas as soluções que as instituições tenham cada centro urbano tem as suas próprias especificidades, não existe uma solução para todas, hoje temos um leque muito diversificado de situações”, concluiu.

// Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Paulo Rangel reeleito vice-presidente do Partido Popular Europeu

O eurodeputado do PSD foi reeleito, esta quinta-feira, vice-presidente do Partido Popular Europeu (PPE) no congresso desta formação política, que decorre desde quarta-feira em Zagreb, na Croácia. De acordo com uma nota à imprensa, Paulo Rangel …

Ex-eletricista de Picasso condenado por ter escondido 271 obras na garagem durante 40 anos

O último eletricista de Pablo Picasso, Pierre Le Guennec, e a sua mulher foram esta terça-feira condenados em última instância a dois anos de prisão, com pena suspensa. Em causa estava, de acordo com a AFP, …

Álvaro Costa apresenta projeto inédito de streaming

  Um canal inédito de streaming totalmente português é uma das ideias que Álvaro Costa pretende ver avançar já no próximo ano. O projeto será apresentado este sábado, às 21h30, no Mar Shopping. Álvaro Costa já chegou …

Um terço das empresas ainda não revelou o seu dono

As cerca de 600 mil empresas e outras entidades sujeitas a registo comercial que operam em Portugal eram obrigadas pelo Instituto dos Registos e do Notariado a fazer o Registo Central do Beneficiário Efectivo (RCBE) …

Benfica e Porto estarão interessados na contratação de Pepê

FC Porto e SL Benfica, juntamente com outros emblemas, estarão interessados na contratação do jovem brasileiro do Grêmio, Pepê. O clube pede entre 15 e 20 milhões de euros. Aos 22 anos de idade, Pepê tem …

Diamante de 183 quilates está à venda em leilão angolano

A Sodiam, empresa pública de comercialização de diamantes angolana, lançou na quarta-feira o segundo leilão para venda de diamantes brutos, que inclui uma pedra de 183 quilates, e no qual estão já registadas mais de …

Bruxelas aprova compra de Seguradoras Unidas e AdvanceCare pela Generali

A Comissão Europeia aprovou, esta quinta-feira, a compra das portuguesas Seguradoras Unidas e AdvanceCare ao grupo norte-americano Apollo pelo grupo italiano Generali, um negócio no valor estimado de 600 milhões de euros. O Executivo comunitário adiantou, …

"Rebeldes" que saíram do Partido Conservador concorrem como independentes ou pela oposição

Vários deputados dissidentes ou expulsos do Partido Conservador estão a candidatar-se como independentes ou por partidos da oposição nas legislativas de 12 de dezembro por se oporem ao Brexit negociado pelo primeiro-ministro. O antigo procurador-geral Dominic …

CGD já está a cobrar comissões nos depósitos de instituições financeiras

A Caixa Geral de Depósitos (CGD) já começou a cobrar comissões nos depósitos das instituições financeiras, de modo a tentar contornar a política monetária do Banco central Europeu. A intenção de cobrar comissões nos depósitos de …

Câmara de Oliveira de Azeméis pagou contas de concelhia do PSD, acusa Ministério Público

O Ministério Público (MP) deduziu esta quarta-feira acusação contra 68 arguidos no âmbito da operação “Ajuste Secreto”. Entre os acusados está o antigo autarca da Câmara de Oliveira de Azeméis Hermínio Loureiro, que é a …