Se não quer que a Alexa e a Siri ouçam a sua vida privada, basta usar uma “pulseira do silêncio”

Uma equipa de professores de ciência da computação da Universidade de Chicago inventou uma pulseira especial que interfere com todos os microfones próximos, incluindo os dos altifalantes e assistentes inteligentes.

As câmaras de segurança e altifalantes inteligentes da Amazon e da Google, que já venderam milhões de unidades em todo o mundo, podem representar um grande risco para a segurança e privacidade tanto no caso da possível monitorização das empresas de tecnologia quanto no caso de hackers.

De acordo com o jornal norte-americano The New York Times, 24% dos adultos norte-americanos têm um altifalante inteligente nas suas casas.

Para os que acreditam que estes aparelhos estão de “ouvidos” bem abertos, a gravar conversas particulares, os investigadores começam a desenvolver acessórios para preservar a privacidade das suas interações.

Uma equipe de professores de ciência da computação da Universidade de Chicago, nos Estados Unidos, inventou um bracelete que interfere com todos os microfones próximos para impedir qualquer captura sonora.

A robusta “pulseira do silêncio” possui 24 altifalantes que emitem sinais ultrassónicos impercetíveis. Qualquer microfone próximo deteta as altas frequências como ruído estático que abafa a fala do utilizador.

“É tão fácil gravar hoje em dia”, explicou Pedro Lopes, professor da Universidade de Chicago. “Esta é uma defesa útil. Quando tem algo particular a dizer, pode ativá-lo em tempo real. Quando reproduzirem a gravação, o som desaparecerá”, comentou o professor sobre as possíveis aplicações do acessório.

A privacidade é um direito e, em tese, acessórios como este não deveriam ter de existir. Isso está escrito no artigo 12 da Declaração Universal dos Direitos Humanos: “o direito à privacidade nos dá a capacidade de escolher que partes neste domínio podem ser acedidas por outras pessoas, e para controlar a extensão, formato e o momento do uso dessas informações que escolhemos para divulgar.”

“O futuro é ter todos estes dispositivos [como altifalantes inteligentes e câmaras de segurança] ao seu redor, mas teremos de assumir que estão potencialmente comprometidos”, explicou Ben Zhao, professor de ciência da computação da Universidade de Chicago. “O seu círculo de confiança terá de ser muito mais pequeno, às vezes até ao seu corpo”.

Sobre a importância do bracelete do silêncio, “as novas tecnologias estão a corroer continuamente a nossa privacidade e anonimato. As pessoas estão à procura de uma opção de não participação, que é o que estou a tentar oferecer”, completou Lopes.

Por enquanto, o acessório é um protótipo, mas, de acordo com os investigadores, poderia ser fabricado por apenas 20 dólares (cerca de 18 euros).

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Autarca de Cascais associa festa privada de luxo a “número muito expressivo” de casos

O presidente da Câmara Municipal de Cascais associou este sábado uma festa privada, organizada num clube de luxo na Avenida de Liberdade, a "um número muito expressivo de casos" registado no concelho. "A festa de aniversário …

João Almeida acaba em 4.º e faz história no Giro. É o melhor português de sempre na prova

O português João Almeida (Deceuninck-QuickStep) subiu este domingo ao quarto lugar final da 103.ª edição da Volta a Itália em bicicleta, no contrarrelógio da 21.ª etapa, que 'coroou' o britânico Tao Geoghegan Hart (INEOS). O português …

Santo Stefano paga 8.000 euros por ano a quem quiser viver na vila medieval italiana

Santo Stefano di Sessanio, uma vila medieval em Abruzzo, uma região no lado leste do centro-sul da Itália, está disposta a pagar a quem quiser mudar-se e começar um negócio nesta pequena localidade. Uma pequena vila medieval …

Portugal com mais 19 mortos e 2.577 casos confirmados

Portugal contabiliza este domingo mais 19 mortos relacionados com a covid-19 e 2.577 casos confirmados de infeção com o novo coronavírus, segundo o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS). De acordo com o boletim este …

Espanha decreta novo estado de emergência. Durará seis meses e terá recolher obrigatório

O Governo de Espanha aprovou este domingo o estado de emergência sanitária que permitirá a instauração do recolher obrigatório em todo o país para travar a de casos do novo coronavírus, anunciou o primeiro-ministro. O estado …

CDS quer saber se proibição de deslocações entre concelhos exclui assistir a espetáculos

O grupo parlamentar do CDS-PP questionou este sábado o Governo se a proibição de deslocações durante o fim de semana dos Fiéis Defuntos exclui deslocações para assistir a espetáculos culturais, querendo saber como justifica a …

Pandemia "roubou" dez anos à almofada financeira das reformas

O jornal Público escreve este domingo que dez meses de pandemia foram o suficiente para encurtar em uma década o prazo previsto até ao esgotamento do fundo que serve de almofada financeira para o sistema …

Chicago tem a maior praga de ratos dos Estados Unidos (pelo 6.º ano consecutivo)

Chicago, a cidade mais populosa do estado do Illinois, é, pelo sexto ano consecutivo, aquela que tem a maior praga de ratos dos Estados Unidos. Uma empresa de controlo de pragas garante receber mais chamadas …

Presidente da Samsung morre aos 78 anos

O presidente da Samsung Electronics, Lee Kun-hee, morreu este domingo aos 78 anos, disse o grupo sul-coreano em comunicado. Lee, que transformou o grupo num gigante global das telecomunicações, estava acamado desde um ataque cardíaco em …

Chuva de críticas à F1 em Portimão. Organização promete expulsar quem não cumprir distanciamento

Fotografias das bancadas da Fórmula 1 em Portimão começaram a correr este sábado nas redes sociais, gerando alguma polémica e descansando uma série de críticas, uma vez que as bancadas pareciam ter mais público do …