No Alentejo, há apenas um militar da GNR para 25 mil habitantes

Em alguns turnos do Destacamento da GNR de Évora chega a haver apenas um só militar para patrulhar uma área de mais de dois mil quilómetros quadrados e uma população de 24 705 habitantes.

António Barreira, dirigente da região sul desta Associação que representa o maior número de militares da Guarda, garante que é mesmo assim e que a situação “vai de mal a pior”.

Este Destacamento tem 42 militares, divididos por três concelhos – Évora, Portel e Redondo, mais São Manços, Azaruja e São Miguel de Machede – com 14 em cada um a dividir por três turnos, ou seja, em teoria, quatro militares em cada oito horas.

Falta contar as folgas, férias, baixas, transferências para o GIPS e outras diligências que os guardas têm de fazer frequentemente e assim, sublinha a Associação Profissional da Guarda, “o resultado é que há turnos em que chega a haver um ou dois militares para a segurança de uma tão vasta área”. Um tem sempre de estar no atendimento no posto.

Um militar falou ao Diário de Notícias sob anonimato e confirmou a denúncia da APG. “Estamos exaustos, desmotivados e o pessoal sente muita insegurança quando tem de fazer a patrulha sozinho. Não estamos a aguentar, há muitos que metem baixa”, conta, sublinhando que “a maior parte do efetivo tem entre 47 e 50 anos”.

Esta fonte explica que o comando-geral organizou os postos em agrupamentos, de forma a poder chamar qualquer militar para patrulhas em qualquer zona. “O que acontece é que, quando faltam militares, chega-se ao ponto do posto do Redondo ir buscar o militar de Portel e depois tem de o ir levar de volta a Portel. Com estas duas viagens, ir e vir, estamos a falar em 240 quilómetros só no ir buscar e levar. Depois, pode-se dar o caso de na patrulha seguinte terem de fazer o mesmo pelo facto de Portel só ter um militar”.

A situação agrava-se no turno da noite, das 16.00 às 24.00, como aconteceu no passado dia 20 de abril, em que só estava um militar no posto de Portel “para cobrir as ocorrências de todo o Destacamento de Évora, porque os postos de Redondo e Évora não tinham nenhuma patrulha”.

Um acidente de viação na zona de Portel, cerca das 16.30, teve de ser tratado pela divisão de trânsito de Évora, pois o militar da área estava sozinho a patrulhar noutro ponto. Às 18.00, uma árvore caída na via pública teve de ser removida pelos militares de Reguengos de Monsaraz porque não havia nenhuma patrulha no posto do concelho naquele horário.

A um jornal digital local, o porta-voz do Comando Distrital de Évora disse que “não existe registo de qualquer ocorrência, a que esta Guarda não tenha dado em devido tempo a oportuna resposta”. O oficial alega que “a resposta às ocorrências, na zona de ação dos postos territoriais de Évora, Redondo e Portel, é efetuada não só pelo seu efetivo mas também pelo Destacamento de Trânsito, Destacamento de Intervenção, e pelo efetivo dos postos vizinhos, sendo a sala de situação a ativar a patrulha que estiver mais perto da ocorrência, para minorar o tempo de espera”.

O coordenador da Delegação Sul da APG, António Barreira, contrapõe com as “inúmeras queixas de associados” que têm recebido. Assinala que Évora “recebeu 13 novos elementos do último alistamento, mas este comando terá cerca de 90 saídas de profissionais que vão passar à reserva efetiva”.

Barreira lembra que o problema da falta de efetivos “prende-se, sobretudo, com o reduzido número de ingressos anuais, que tem rondado os 300 e que não chega para colmatar os 600 a 700 profissionais que, todos os anos, transitam para a situação de reserva e isto com consequências mais nefastas na componente operacional da Instituição”.

Além de vários fatores que levam à falta de pessoal há também “uma gestão de recursos humanos deficiente, que mantém uma máquina administrativa e de apoio que absorve muitos recursos humanos e que, na maioria dos casos, trata-se de funções que poderiam ser executadas por civis, sem prejuízo da necessidade de colocação de alguns profissionais em serviços moderados, por questões de saúde”.

ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Em milfontes, uma pequena vila com pouco mais 2000 habitantes tem uns 30 ou 40 dentro do posto….. Para patrulhar a avenida principal de 500 metros chegam a ser 4 a 8….

RESPONDER

Estivadores do Porto de Lisboa iniciam greve de três semanas

Os estivadores do Porto de Lisboa iniciam, esta quarta-feira, uma greve de três semanas em protesto contra os salários em atraso e incumprimento dos acordos celebrados por parte da Associação de Empresas de Trabalho Portuário …

Michael Vang. Passou despercebido por Portugal, mas carrega os sonhos de toda uma etnia

Michael Vang é dos pouquíssimos jogadores de origem Hmong a jogar futebol profissionalmente. Agora nos Estados Unidos, o jovem teve uma passagem apagada por Portugal. Os Hmong são um grupo étnico asiático originário das regiões montanhosas …

Há pessoas sem a parte olfativa do cérebro que conseguem cheirar (e cientistas não sabem porquê)

Cientistas encontraram casos em que as pessoas não tinham bulbo olfativo, a parte do cérebro responsável pelo olfato, mas mesmo assim conseguiam cheirar. Anosmia consiste na perda total ou parcial do olfato e esta é uma …

Cientistas detetam estranhos movimentos de gás na Via Láctea (em redor de algo "invisível")

Os astrónomos detetaram movimentos de nuvens de gás incomuns perto do centro da Via Láctea, que podem sugerir a presença de um desconhecido buraco negro de classe intermediária. Os investigadores que rastrearam os gases no centro …

Hackers podem facilmente piratear satélites (e transformá-los em armas)

Piratear satélites pode não ser assim tão complicado quanto pensamos. Os hackers podem simplesmente desligá-los ou até mesmo usá-los como armas. No mês passado, a SpaceX tornou-se a operadora da maior constelação de satélites ativos do …

Gelo a cair num buraco faz barulhos estranhos (e parece uma batalha de lasers)

Alguma vez pensou o que se ouve quando deixamos cair gelo num buraco gelado profundo? Já não precisamos de pensar mais - e já podemos ouvir. O vídeo do pedaço de gelo a cair num buraco …

Tribunal recusa exumar corpo. Rosa Grilo conhece sentença a 3 de março

A leitura do acórdão no processo do homicídio do triatleta ficou agendada, esta terça-feira, para o dia 3 de março. De acordo com o Diário de Notícias, a defesa de Rosa Grilo pediu a exumação do …

Revelados documentos que provam a investigação de OVNIs por parte do Pentágono

Documentos recentemente divulgados mostram que o Departamento de Defesa dos Estados Unidos (EUA) financiou estudos sobre Objetos Voadores Não Identificados (OVNI's), contradizendo declarações recentes do Pentágono. Em 2017, o New York Times revelou a existência de …

"Nem sei onde é Alcochete". Pinto da Costa ouvido como testemunha de Bruno de Carvalho

O presidente do FC Porto foi ouvido, esta terça-feira, como uma das testemunhas do ex-dirigente leonino no julgamento da invasão à academia do Sporting, em Alcochete, que está a decorrer no tribunal de Monsanto, em …

A nova obra de Banksy só durou dois dias

A nova obra do artista britânico Banksy, que apareceu na véspera do Dia dos Namorados em Bristol, foi coberta por um grafite cor-de-rosa dois dias depois. A imagem de uma menina a atirar flores vermelhas com uma …