Alemanha está a preparar-se para um possível acidente nuclear na Bélgica

maol / Flickr

Central nuclear de Tihange 3, na Bélgica

Central nuclear de Tihange 3, na Bélgica

As autoridades alemãs estão a aumentar as suas reservas de Iodo, como medida preventiva, para diminuir o impacto da radiação caso ocorra uma fuga nuclear em alguma das centrais nucleares da sua vizinha Bélgica.

As autoridades de saúde do estado da Renânia-Vestfalia, no oeste da Alemanha, estão preocupadas com a falta de segurança das centrais nucleares belgas, motivo pelo qual terão decidido criar reservas de medicamentos contra os efeitos da radiação nuclear.

Segundo a agência Deutsche Welle, o estado adquiriu para já um primeiro lote de cápsulas de iodo, mas planeia adquirir no outono milhões de unidades adicionais, para garantir a segurança dos cidadãos em caso de acidente nuclear nas proximidades.

As centrais belgas de Tihange 2 e Doel 3 não se encontram muito longe da fronteira com a Alemanha. Tihange 2 está a apenas 60 quilómetros de Aachen, cidade renana com cerca de 240 mil habitantes.

(dr) Deutsche Welle

mapa de instalações nucleares na Bélgica

Mapa de instalações nucleares na Bélgica

Estas duas centrais deveriam ter encerrado em 2015, mas as autoridades belgas prolongaram o seu período de exploração por mais 10 anos, até 2025, para manter os postos de trabalho – decisão que despertou fortes críticas na Alemanha.

A tensão entre os dois países aumentou após a divulgação de relatórios segundo os quais alguns componentes de ambas as centrais começaram a dar sinais de fadiga dos metais, fenómeno de ruptura progressiva de materiais sujeitos a ciclos repetidos de tensão ou deformação.

Peritos alemães citados pela Deutsche Welle consideram que esta decisão “pode causar um desastre nuclear, motivado pelo desgaste dos materiais e metais usados na construção das duas centrais”.

E um desastre nuclear pode provocar uma fuga radioactiva.

As preocupações alemãs são ainda agravadas pelos recentes atentados terroristas em Bruxelas, havendo receios de que os terroristas possam em qualquer altura desviar as suas atenções para as centrais nucleares belgas.

Mais ainda depois de as autoridades belgas terem considerado, em dezembro de 2014, que a causa da paragem do reactor Doel 4, numa central nuclear no norte do país, e que obrigou ao seu encerramento, foi um acto terrorista de sabotagem.

No mesmo mês, um incêndio obrigou à paragem do reactor da central de Tihange 3, elevando para quatro o número de reactores nucleares então encerrados por motivos de segurança na Bélgica.

Bruxelas rejeita no entanto os argumentos alemães, garantindo que as duas centrais “cumprem os mais estritos requisitos de segurança”.

seanbonner / Flickr

O iodeto de potássio protege a tiróide contra a radiação nuclear, porque a glândula absorve o iodo do sal em vez do iodo radioactivo

O iodeto de potássio protege a tiróide contra a radiação nuclear, porque a glândula absorve o iodo do sal em vez do iodo radioactivo

As garantias belgas parecem não ter convencido as autoridades da vizinha Renânia-Vestfalia, que, demasiado longe do mar, demasiado perto das centrais, decidiram abastecer as suas reservas de iodo.

O uso do iodo – mais concretamente, de iodeto de potássio, KI – contra a radioactividade é uma estratégia utilizada para evitar as lesões causadas pela radiação nuclear.

O iodeto de potássio administrado preventivamente protege a tiróide da forma radioactiva de iodo libertada por acidentes nucleares.

Os lotes de iodo já adquiridos destinam-se a mulheres grávidas ou lactantes, crianças até 14 anos ou adultos maiores de 45 anos que residam na Renânia-Vestfalia.

Estes grupos populacionais deverão tomar o medicamento como medida preventiva, antes de um hipotético acidente nuclear.

Se o impensável acontecer mesmo, o procedimento será estendido a toda a população, em todo o território alemão.

Por cá, neste jardim à beira-mar plantado, resta esperar que as nuvens radioactivas nunca cheguem – e se tal acontecer, que o iodo que absorvemos nas nossas santas praias seja suficiente.

AJB, ZAP

PARTILHAR

9 COMENTÁRIOS

  1. SIM SIM! Até porque nós nem temos uma central nuclear a 100 km da nossa fronteira, que já ultrapassou o tempo de vida normal e mesmo assim continua em funcionamento..

  2. Ora aí está uma notícia que os próprios jornalistas deveriam evitar.
    Já chegam os terroristas inteligentes que são capazes de pensar no assunto. É inútil dar ideias e inspiração aos outros – os dementes, que são os mais numerosos, como os recentes de Charleroi e Rouen.
    E, obviamente, incutir ainda maior terror nas populações. Neste caso, saber do problema não ajuda nada, porque nada se pode fazer individualmente.

  3. Ora aqui está uma notícia que os jornalistas deveriam não dar.
    É escusado dar ideias e inspirar os terroristas auto-proclamados, quase sempre malucos dementes. Já chegam os que são verdadeiramente inteligentes e capazes de pensar nestas coisas (e, infelizmente, há-os).
    Só serve para aumentar o senso de terror nas populações e ajudar os energúmenos a ganhar a guerra contra nós.
    Neste caso, saber a informação não ajuda nada, porque o indivíduo singular não pode fazer nada.

    • Caro senhor,
      Não é provável que os terroristas precisem das ideias do ZAP.
      Em contrapartida, o resto da população não devia meter a cabeça na areia – nem andar na rua de palas.

  4. Podemos não ser ricos como os belgas, espanhóis e outros, mas não fazemos porcarias destas. Aliás, no primeiro semestre do corrente ano estivemos quatro dias a consumir apenas energias renováveis.

  5. K mundo espetacular onde vivemos, em que as pessoas k mandam nisto não têm sensibilidade para tomar decisões a não ser k entre €€ no bolso!! Ainda dizem k a sociedade está a evoluir?! Discordo completamente. Trocava todos os políticos por um murro nas minhas trombas….

RESPONDER

Governo reabre processo para corrigir mapa das freguesias

O Governo reabriu o processo para a correção ao mapa de freguesias, num compromisso com as associações de municípios e de freguesias, anunciou o secretário de Estado da Descentralização e Administração Local, Jorge Botelho. “Iremos retomar …

Google cria modelo de cérebro mais detalhado (e com maior resolução) de sempre

A recriação 3D do cérebro de uma mosca da fruta - que mostra 20 milhões de sinapses e 25 mil neurónios - é a que tem a maior resolução até ao momento. Uma equipa de …

Morreu Kobe Bryant, uma das maiores estrelas de sempre da NBA

Kobe Bryant, um dos maiores basquetebolistas de sempre, morreu na manhã deste domingo em Calabasas, Califórnia, num desastre de helicóptero. De acordo com a TMZ, Bryant viajava com, pelo menos, três outras pessoas num helicóptero privado, …

Há seis queixas de violência policial por semana

Em Portugal, são apresentadas em média seis queixas semanais por violência policial, escreve o semanário Expresso na sua edição deste fim-de-semana, citando os dados mais recentes da Procuradoria-Geral da República. De acordo com os números, relativos …

CRISPR tornou galinhas resistentes a um vírus comum

A técnica de edição genética CRISPR tem sido usada para tornar as galinhas resistentes a um vírus comum, uma abordagem que poderia aumentar a produção de ovos e de carne em todo o mundo. Mesmo quando …

A Cybertruck de Musk poderá ser "incrivelmente barata" de produzir

A Cybertruck de Elon Musk, CEO da Tesla e da Space X, pode ser "incrivelmente barata" de produzir graças à sua inovadora tecnologia de carroçaria, afirmou um especialista em entrevista à Autoline Network. O engenheiro Sandy …

Novo estudo associa o burnout a uma consequência fatal

Uma nova investigação associa o burnout a um aumento de até 20% no risco de desenvolver fibrilhação auricular, a arritmia crónica mais frequente. O burnout é uma perturbação psicológica causada pelo stress excessivo devido a uma …

Pinto da Costa diz ter total confiança em Sérgio Conceição

O presidente do FC Porto, Pinto da Costa, garantiu que tem "total confiança nos jogadores e no treinador", Sérgio Conceição, que no sábado colocou o lugar à disposição, de acordo com a newsletter oficial dos …

Isabel dos Santos utilizou três identidades para entrar e sair de Portugal

A empresária angola Isabel dos Santos utilizou três documentos de identificação distintos durante as últimas viagens que fez entre Portugal e o Reino Unido. "Izabel Dosovna Kukanova", "Isabel José dos Santos" e "Santos Isabel" foram as …

Voar nunca foi tão seguro, garante a Estatística

Voar em companhias áreas comerciais nunca foi tão seguro, garante um estudo levado a cabo por um professor do Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT) que monitoriza o número de mortes de passageiros de todo o …