Ainda se constroem casas em sítios “indevidos” nos Açores

Zé Pinho / Flickr

Furnas do Enxofre, Açores

Furnas do Enxofre, Açores

O vulcanólogo Victor Hugo Forjaz alertou esta terça-feira para os riscos das construções em sítios “indevidos” nos Açores, salientando que as pessoas têm “memória curta”, apesar dos ensinamentos que foram retirados dos últimos sismos.

“Com o sismo de 80 passou-se a construir melhor, mas é preciso não esquecer o passado”, frisou, em declarações à Lusa, a propósito do lançamento do livro “Terramoto de 1980 – Memória e Sentimentos”, na quarta-feira.

O livro, de que Victor Hugo Forjaz é um dos autores, surgiu precisamente para avivar a memória dos açorianos, que, segundo o vulcanólogo, se esquecem de que a região não está imune a sismos.

“Eu e uns amigos reparámos que o sismo estava a ficar esquecido”, adiantou, salientando que o terramoto de 1980 foi “histórico” para a geologia nos Açores.

O livro tem uma “intenção pedagógica”, mas junta aos ensinamentos científicos textos sentimentais, segundo Victor Hugo Forjaz.

O sismo, com magnitude de 7,2 na escala de Richter, registou-se na tarde do dia 01 de janeiro de 1980, com epicentro a 35 quilómetros a sudoeste de Angra do Heroísmo. As ilhas Terceira e São Jorge foram as mais afetadas, tendo-se contabilizado 61 mortos.

Segundo Victor Hugo Forjaz, este foi o acontecimento geológico com “maior violência” nos Açores a seguir ao sismo de 1757, em São Jorge.

Na altura, o vulcanólogo já era diretor de um projeto geotérmico na ilha de São Miguel, mas foi o sismo de 1980 que levou à criação do Serviço Regional de Proteção Civil dos Açores e da rede de vigilância sismovulcânica da região.

Victor Hugo Forjaz realçou que o terramoto trouxe muitos conhecimentos, tanto ao nível científico, como para a construção de edifícios, apesar de ainda se encontrarem atualmente casas construídas junto à costa e perto de ribeiras.

O vulcanólogo aprendeu, por exemplo, que existe um “efeito de sítio” que faz com que as ondas sísmicas sejam mais aceleradas em determinados locais.

Quando fez o percurso do aeroporto a Angra do Heroísmo, na altura, encontrou uma vila longe do epicentro muito destruída, o que o levou a pensar que a cidade estivesse em pior estado, mas veio depois a descobrir que a justificação estava no “efeito de sítio”.

O livro “Terramoto de 1980 – Memória e Sentimentos” é lançado às 15:30 (hora local), na Biblioteca Pública e Arquivo de Angra do Heroísmo.

A cerimónia será precedida pelo toque dos sinos em todas as igrejas da ilha Terceira, em memória das 61 vítimas mortais.

/Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

AC Milan não esconde: jogos com o FC Porto serão decisivos

Italianos recordam que vão defrontar uma equipa que está quase sempre presente na Liga dos Campeões. "Os nossos dois jogos contra o FC Porto vão ser decisivos para a classificação final do grupo". O treinador do …

Aristides de Sousa Mendes, que salvou milhares de judeus do regime nazi, recebe hoje honras de Panteão Nacional

O antigo cônsul português Aristides de Sousa Mendes, que salvou milhares de judeus do regime nazi, recebe hoje honras de Panteão Nacional, em Lisboa, através de um túmulo sem corpo. Esta cerimónia acontece 67 anos após …

Besiktas avisa os adeptos: "Contra o Sporting...não se sentem nas escadas!"

Turcos e portugueses chegam à terceira jornada na Liga dos Campeões com zero pontos. "Isto não é um caminho fácil", admite o treinador Sergen Yalçın. Um dos primeiros jogos da terceira jornada da Liga dos Campeões …

Real Madrid está disposto a oferecer Hazard por Salah

Mohamed Salah, uma das estrelas do plantel do Liverpool, está a ser adorado pelo Real Madrid. Os merengues estão a pensar apresentar uma proposta que envolve Eden Hazard. Mohamed Salah termina contrato com o Liverpool em …

Rangel: Maioria absoluta é possível, crise política improvável e acordos com o Chega para descartar

Candidato à liderança do PSD diz não ter "estados de alma" sobre os próximos passos de Rio. É da opinião que os portugueses não compreenderiam uma crise política no contexto atual, mas também considera que …

Salários em atraso no Boavista: alguns funcionários já deixaram o clube

Guarda-redes queixou-se mas não é o único jogador a não receber os últimos vencimentos, no Bessa. O Boavista estará a atravessar uma situação financeira delicada. Depois das dúvidas à volta do pagamento do relvado do Estádio …

Football Leaks. Autoridades francesas suspeitam que Rui Pinto também pirateou Paris Saint-Germain

As autoridades francesas suspeitam que Rui Pinto pode ter estado na origem do ataque informático ao clube de futebol Paris Saint-Germain (PSG), que resultou na divulgação de alguns documentos internos. Segundo noticia o Público, a investigação …

"É o melhor depois de Napoleão." Para Cassano, Ronaldo não está entre os cinco melhores da história

O antigo jogador italiano António Cassano não coloca Cristiano Ronaldo no top cinco, depois de Jorge Mendes ter considerado o avançado português "o melhor da história".  Antonio Cassano, o antigo jogador italiano de 39 anos, foi …

O ministro das Finanças, João Leão

"Contas certas" de dentro para fora. Promessa feita a Bruxelas, no esboço orçamental para 2022

O Governo enviou um rascunho do Orçamento do Estado à Comissão Europeia, no qual sublinha a importância das "contas certas". O discurso das "contas certas" repete-se dentro e fora. Esta segunda-feira, o Executivo entregou em Bruxelas …

Ricardo Salgado já admite ser condenado - mas pede pena suspensa

A defesa de Salgado requereu a suspensão do julgamento que decorre no âmbito da Operação Marquês, argumentando que o antigo banqueiro é inimputável por sofrer de Alzheimer. Se o pedido não for atendido, a …