Sonda Schiaparelli chegou a Marte e perdeu-se

A Europa conseguiu colocar, na quarta-feira, a sonda europeia-russa TGO na órbita de Marte, mas está sem notícias do módulo de aterragem Schiaparelli, anunciou a Agência Espacial Europeia (ESA).

ExoMars

“Temos uma missão à volta de Marte”, declarou Michel Denis, diretor das operações de voo da missão ExoMars, referindo-se à sonda.

Com a Mars Express lançada há 13 anos e que ainda funciona, a Europa dispõe agora de duas sondas na órbita do planeta vermelho.

Em contrapartida, para o módulo de aterragem da sonda europeia, “é claro que os indícios não são bons, mas precisamos de mais informações”, disse Paolo Ferri, chefe da divisão de operações da ESA.

O módulo Schiaparelli, que se separou no domingo da sonda científica TGO, “acordou”, como previsto, pouco antes da aterragem, como permitiu constatar um radiotelescópio indiano que captou um sinal rádio, indicou a ESA.

Mas o fraco sinal de rádio emitido parou de ser recebido pelo radiotelescópio “pouco antes ou no momento da aterragem”, agendada para as 14:48 TMG (15:48 em Lisboa), indicou Thierry Blancquaert, responsável pela Schiaparelli.

O Schiaparelli estava programado para entrar em contacto com a sonda da NASA Mars Reconaissance Orbiter às 20:00 (menos uma hora em Portugal), mas o aparelho permaneceu silencioso.

(dr) ESA

“Não se deve retirar conclusões precipitadas”, declarou Andrea Accommazzo.

São as sondas em torno de Marte que vão permitir saber onde está a Schiaparelli.

Trata-se da segunda vez que a Europa tenta aterrar em solo marciano, depois de há 13 anos a sonda europeia Mars Express ter lançado uma mini-sonda Beagle 2, que nunca deu sinal de vida.

O grande voo da Schiaparelli é a primeira etapa da ExoMars, uma ambiciosa missão científica europeia e russa que visa procurar indícios de vida atual e passada em Marte.

A sonda TGO vai começar a trabalhar em 2018 e está encarregada de “cheirar” a atmosfera marciana para detetar vestígios de gases como o metano, que poderão indicar a presença de uma forma de vida presente no planeta.

Em 2020, a Europa e a Rússia enviarão para Marte um grande ‘rover’ que beneficiará da evolução tecnológica da Schiaparelli e realizará perfurações no solo para tentar encontrar vestígios de vide bacteriana passada.

Ambas com componentes ‘made in Portugal’, a TGO e a Schiaparelli percorreram quase 500 milhões de quilómetros desde o seu lançamento em março por um foguetão russo Proton-M a partir de Baïkonur, no Cazaquistão.

ZAP / Lusa

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

O Ártico pode ficar sem gelo no verão de 2044

As mudanças climáticas provocadas pelo Homem estão muito perto de tornar o Ártico livre de gelo, já a partir do verão de 2044. Um artigo científico, publicado recentemente na Nature Climate Change por investigadores da Universidade …

Estamos sozinhos no Universo? Cientistas detalham que exoplanetas poderiam albergar vida

Através da modelagem climática, uma equipa de cientistas da Universidade de Northwestern, nos Estados Unidos, apontou que tipo de planetas têm maior probabilidade de serem habitáveis. A descoberta pode ajudar os astrónomos a selecionar áreas …

Viagens ao Espaço têm um novo perigo desconhecido para os astronautas

Há um perigo inerente às longas viagens espaciais dos astronautas desconhecido até aos dias de hoje. Um novo estudo aponta que os cosmonautas podem ver o seu fluxo sanguíneo revertido na parte superior do corpo. A …

Macrocilix maia, a misteriosa traça que tem moscas a comer fezes nas suas asas

Macrocilix maia é uma espécie de traça que se destaca pela forma como se camufla dos seus predadores. Nas suas asas vê-se duas moscas a comer excrementos de pássaro. A natureza nunca falha em surpreender-nos e …

Há provas que ligam misteriosa doença que paralisa crianças a vírus raro

Pela primeira vez, foram encontradas provas da associação do Enterovírus D68, um vírus raro até há algum tempo, à Mielite Flácida Aguda, uma doença semelhante à poliomielite que tem afectado centenas de crianças, provocando a …

Antigos egípcios podem ter encurralado milhões de pássaros só para os mumificar

Novas evidências de ADN sugerem que os antigos Egípcios capturavam pássaros selvagens para sacrifícios ritualísticos (e para os poderem mumificar depois). As catacumbas egípcias contêm milhares de pássaros mumificados, especificamente íbis-sagrados (Threskiornis aethiopicus), empilhados uns sobre …

Estudo mostra que sondagens tendenciosas enviesam eleições políticas

Através de experiências práticas, uma investigação recente sugere que as sondagens tendenciosas podem influenciar e enviesar as eleições políticas, até mesmo nas grandes democracias. Enquanto uma eleição se aproxima no Reino Unido e uma votação presidencial …

A Rússia criou a arma mais mortífera da história. Foi há 72 anos

Comummente conhecida por AK-47, a espingarda Kalashnikov foi responsável por milhões de mortes durante a nossa História, sendo uma das armas mais populares do mundo e a mais fabricada pela indústria de armamento. Segundo o The Conversation, …

Luxemburgo 0-2 Portugal | Campeão marca presença no Euro

Portugal venceu o Luxemburgo por 2-0 e apurou-se para a fase final do Euro2020 – a 11ª presença consecutiva da turma das “quinas” em fases finais de grandes competições. Num encontro mal jogado, em parte pelas …

Hologramas e outras tecnologias podem ajudar a combater incêndios florestais

Portugal continua a ser assombrado pela destruição sem precedentes dos incêndios florestais. Agora é a hora de aproveitar as nossas ferramentas tecnológicas e encontrar maneiras inovadoras de ajudar a aliviar o problema e também evitar …