Agência do Ambiente está a “atrasar” construção da nova ponte sobre o Douro

O presidente da Câmara do Porto afirmou que os técnicos da Agência Portuguesa do Ambiente (APA) estão a “atrasar” a construção da ponte D. António Francisco dos Santos, que ligará Vila Nova de Gaia ao Porto.

“A APA é aquela que nos está a levar a atrasar as questões da ponte com Gaia”, avançou esta terça-feira, durante a Assembleia Municipal, o presidente da Câmara do Porto.

O autarca, que respondia a uma questão levantada pelo deputado socialista Alfredo Fontinha, relativamente à viabilidade do projeto da travessia que vai unir os dois concelhos entre Oliveira do Douro, em Gaia, e a zona de Campanhã, avançou que os técnicos da APA “entendem que a ponte não deve ter a mesma quota relativamente ao rio do tabuleiro inferior da Ponte D. Luís I”.

“Isso quer obrigar a ponte a subir, do lado do Porto, não tem grande problema, é apenas altear, porque depois vamos fazer uma ligação à parte superior, agora vejam do lado de Gaia… do lado de Gaia, a ponte nunca mais acaba”, frisou.

Durante a sessão da Assembleia, Rui Moreira anunciou que vai ter uma reunião com o autarca de Vila Nova de Gaia, mas que o município do Porto “só paga até metade da ponte”. “É um pouco estranho a convicção de que APA tem de que ali vai haver um dilúvio”, disse, adiantando não entender as razões que levam os técnicos afirmar que o “tabuleiro da ponte tem de ser bastante superior” à ponte D. Luís I.

“Posso acreditar que possam haver grandes problemas, mas (…) nós temos que viver na normalidade e considerar que a normalidade é isso mesmo. Infelizmente vivemos num país pobre com vícios de país rico”, concluiu.

As câmaras do Porto e de Vila Nova de Gaia anunciaram a 12 de abril em 2018 a construção de uma nova ponte sobre o rio Douro, um projeto inteiramente financiado pelas duas autarquias, num custo estimado de 12 milhões de euros.

A ponte D. António Francisco dos Santos recebeu o nome em homenagem ao bispo que morreu em setembro do ano passado.

Bairros municipais refletem problemas de policiamento

Também na Assembleia Municipal, o presidente da Câmara do Porto afirmou que, além de “problemas sociais”, os bairros municipais refletem problemas de “policiamento”, “proteção” e de “incumprimento das regras mínimas de convivência” no espaço público.

“É evidente que há problemas sociais e nós estamos muito interessados em ajudar a resolver nos problemas sociais, mas não é só isso, há um problema policial, há um problema de proteção, de segurança e de absoluto incumprimento das regras mínimas de convivência do espaço público”, afirmou o autarca quando confrontado pelo comunista Rui Sá sobre o alargamento do “problema do tráfico de droga” a outros bairros da cidade.

Segundo o deputado da Coligação Democrática Unitária (CDU), a demolição do bairro do Aleixo fez com que o tráfico de droga “se transferisse para outros”, situação que, segundo Rui Sá, “era previsível”.

Durante a sua intervenção, o deputado comunista defendeu por isso a implementação de um “programa social integrado” nos bairros municipais, cujo objetivo passa por envolver as populações com a “as associações e coletividades e com a constituição de equipas pluridisciplinares municipais”. Tudo isto, em “conjunto” com o “necessário reforço do policiamento de proximidade”, frisou o deputado.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Texto final do acordo da Cimeira do Clima aprovado pelos 195 países participantes

Os líderes mundiais presentes comemoraram este sábado a aprovação do texto final da COP21 - Conferência Mundial do Clima, sobre a redução de emissões de gases de efeito estufa. Após 13 dias de debates, os representantes …

Texto final do acordo da Cimeira do Clima aprovado pelos 195 países participantes

Os líderes mundiais presentes comemoraram este sábado a aprovação do texto final da COP21 - Conferência Mundial do Clima, sobre a redução de emissões de gases de efeito estufa. Após 13 dias de debates, os representantes …

COP25: uma traição ao Acordo de Paris "e às pessoas em todo o mundo"

Organizações não governamentais ambientalistas consideraram que os projetos de resolução que a cimeira do clima da ONU tem para aprovar são "uma traição" do Acordo de Paris e dos milhões de pessoas que sofrem com …

Governo admite novo aumento extra das pensões (com a simpatia das Finanças e de olho na geringonça)

O Governo está a equacionar um novo aumento extraordinário das pensões no âmbito da preparação da proposta de Orçamento do Estado para 2020 (OE2020). A medida agrada a PCP e Bloco de Esquerda e terá …

Na última noite no Porto, Óliver foi sozinho à Ponte D. Luís (e vieram-lhe as lágrimas aos olhos)

O médio espanhol Óliver Torres confessa que a sua saída do Porto foi "emotiva" e que se despediu do clube e da cidade na Ponte D. Luís, de noite e sozinho, com "as lágrimas nos …

Costa e Centeno discutiram no Conselho Europeu (e foi Centeno quem ganhou)

António Costa e Mário Centeno envolveram-se numa "discussão directa" em pleno Conselho Europeu que deixou os restantes membros do Eurogrupo perplexos. Em causa esteve o primeiro orçamento da Zona Euro, com o primeiro-ministro de Portugal …

Sondagem: Livre caiu para metade, Montenegro lidera corrida ao PSD

O PS lidera as intenções de voto com 37,1% e um avanço de 10,2 pontos percentuais sobre o PSD numa sondagem em que o Livre surge com metade da votação alcançada nas legislativas em outubro. Num …

ONU chama a atenção para consumo de tramadol (erradamente considerado menos letal que fentanil)

A crise derivada do consumo excessivo de opóides e as mortes daí decorrentes já levaram empresas norte-americanas que os produzem a receber milhares de ações judiciais. Contudo, a Organização das Nações Unidas (ONU) chama a …

Mais de 50 jornalistas subscrevem abaixo-assinado em defesa de Maria Flor Pedroso

Mais de 50 jornalistas, entre os quais Adelino Gomes, Henrique Monteiro, Anabela Neves e Francisco Sena Santos, subscreveram esta sexta-feira um abaixo-assinado em defesa da jornalista Maria Flor Pedroso, diretora de informação da RTP. "Confrontados com …

O maior sítio arqueológico submerso do mundo mora no México (e está a surpreender os especialistas)

Uma equipa de especialistas está a explorar há cerca de quatro anos o Grande Aquífero Maia, localizado no México, e tem feito descobertas surpreendentes que vão desde numerosos sítios arqueológicos a vestígios de homens primitivos.  Durante …