Afinal, o “ouro dos tolos” pode mesmo ser valioso

Uma equipa de cientistas e engenheiros da Universidade do Minnesota, nos Estados Unidos, transformou eletricamente sulfureto de ferro (pirita), um material abundante e não magnético, num outro material magnético.

Este material, recorda o jornal espanhol ABC, é bastante semelhante com o ouro: possui um brilho metálico e um tom dourado. Por isso, e tendo em conta que é menos valioso do que este metal, é também comummente mencionado como “ouro dos tolos”.

Agora, uma nova investigação destaca que é possível que este “ouro dos tolos” seja, afinal, valioso para algumas componentes tecnológicas, por exemplo.

O estudo, cujos resultados foram esta semana publicados na revista Science Advances, demonstrou pela primeira vez um elemento não magnético a ser transformado num outro magnético, avanço que pode ser importante para criar novos dispositivos que melhoram, por exemplo, a memória dos computadores e tornam o consumo de energia mais eficiente.

“A maioria das pessoas com formação em magnetismo dirá, muito provavelmente, que é impossível transformar eletricamente um material não magnético em material magnético”, começou por explicar o autor principal do estudo, Chris Leighton, citado pelo mesmo diário.

E acrescentou: “No entanto, quando analisamos um pouco mais [o material], encontramos um rota potencial e fizemos com que esta acontecesse“, disse.

Leighton e a sua equipa estudam o sulfureto de ferro há mais de uma década, visando encontrar um caminho para usar este material em células solares. O enxofre, particularmente, tem um custo muito baixo e é um sub-produto abundante na produção de petróleo. No entanto, para já, não foi ainda encontrada a “chave”.

A pirita, recorde-se, é a combinação de enxofre com um qualquer metal.

“Voltamos realmente ao material de sulfureto de ferro para tentar descobrir os obstáculos fundamentais às células solares baratas e não tóxicas“, explicou Leighton.

“Simultaneamente, a minha equipa também trabalhava no campo emergente da magneto-iónica, onde tentamos usar tensões elétricas para controlar as propriedades magnéticas dos metais para possíveis aplicações em dispositivos de armazenamento de dados magnéticos. Em algum momento, percebemos que deveríamos combinar estas duas direções de pesquisa – e valeu a pena”, continuou o investigador.

Para chegar à conversão do material, os cientistas recorreram à ativação de eletrólitos.

“Surpreendeu-nos bastante o facto de ter funcionado (…) Essencialmente, aplicar a voltagem despejamos eletrões no material”.

De acordo com a equipa, os próximos passos passam por continuar as investigações de forma a replicar o processo em temperaturas mais altas, uma vez que os dados preliminares indicam que deverá ser possível. Os especialistas esperam também testar o processo com outros materiais que não o sulfureto de ferro e demonstrar o potencial desta transformação para dispositivos reais.

ZAP //

 

 

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

RESPONDER

"Adiem a Liga dos Campeões", pede o Borussia Dortmund

Sorteio está marcado para esta quinta-feira mas Michael Zorc avisa: "Faltam requisitos legais para a fase de grupos arrancar". A fase de grupos da Liga dos Campeões vai começar, pela primeira vez, em outubro. A primeira …

Artista "ressuscita" 54 Imperadores Romanos com ajuda da Inteligência Artificial

Artista canadiano usou um ramo da Inteligência Artificial para criar retratos ultra-realistas de antigos Imperadores Romanos como, por exemplo, Calígula, Nero e Adriano. A aparência física destes antigos Imperadores Romanos foi preservada em centenas de esculturas …

Cantar pode ser uma má ideia durante a pandemia

Uma nova pesquisa revelou que cantar em grupo pode ser perigoso em termos de propagação de patógenos. Esta é só mais uma prova de que 2020 chegou para pôr um travão na diversão. A Universidade de …

Emirados Árabes Unidos anunciam missão espacial à Lua para 2024

Um alto responsável dos Emirados Árabes Unidos disse hoje que o país tenciona enviar para a Lua uma nave com um veículo não tripulado em 2024. O desejo de pisar a lua é uma ambição de …

Exército norte-americano quer ter acesso à rede de satélites da SpaceX

O exército dos Estados Unidos está de olho na Starlink, a constelação de satélites da SpaceX, cujo CEO é o multimilionário Elon Musk e que tem como objetivo levar Internet de banda larga a todos …

Portugal tem cada vez menos água disponível

Portugal tem cada vez menos água disponível e nos próximos cem anos a precipitação em certas regiões do país, como o Algarve, pode sofrer uma redução de até 30%, alertou esta terça-feira a Associação Natureza …

Tel Aviv vai ter estradas elétricas que recarregam autocarros em movimento

Tel Aviv, em Israel, está a trabalhar na criação de estradas elétricas sem fios para carregar e fornecer energia aos transportes públicos da cidade. As estradas elétricas são parte de um programa piloto liderado pelo município …

Suicídio entre militares norte-americanos aumenta 20% em época de covid-19

Os suicídios entre os militares subiram 20% este ano em comparação com o mesmo período de 2019, registando-se um aumento nos incidentes de comportamento violento à medida que as tropas lutam contra a covid-19 e …

Turista apanhado a gravar as suas iniciais no Coliseu de Roma. Arrisca ser condenado a prisão

Um turista foi apanhado a gravar as suas iniciais no Coliseu de Roma, em Itália, e arrisca ser punido com um até um ano de prisão. De acordo com o diário italiano La Repubblica, o turista, …

Função Pública. Fesap exige subida de remuneração mínima para 693 euros

A Federação de Sindicatos da Administração Pública (Fesap) exige que a primeira posição da Tabela Remuneratória Única avance para 693,13 euros em 2021 e uma atualização do subsídio de refeição para seis euros. Estas duas medidas …