Afinal os gatos são sensíveis às emoções dos donos

Xava du / Flickr

-

A nossa espécie adora gatos, mas o que eles sentem por nós é bastante mais difícil de identificar. Comparados com os devotos cães, os felinos parecem razoavelmente indiferentes às aflições humanas.

Contudo, aparentemente, os gatos estão mais ligados a nós do que pensamos: podem mesmo reconhecer quando estamos felizes, por exemplo.

Um estudo realizado na Universidade Oakland, no Michigan (EUA), e publicado na revista Animal Cognition, encontrou as primeiras provas sólidas de que os gatos são sensíveis aos gestos emocionais humanos.

Para a pesquisa, as psicólogas Moriah Galvan e Jennifer Vonk estudaram 12 gatos e os respectivos donos e descobriram que os animais se comportavam de maneiras diferentes quando o dono sorria ou quando exibia uma expressão mais triste.

Durante a experiência, quando o dono se mostrava alegre, a probabilidade de o gato reagir com comportamentos “positivos” aumentava significativamente, ronronando, esfregando-se ou aninhando-se no colo do dono. Os felinos também pareciam querer passar mais tempo perto do indivíduo quando ele parecia estar feliz do que quando parecia triste.

Este padrão de comportamento, no entanto, foi completamente diferente quando os 12 gatos foram apresentados a estranhos, em vez dos seus donos. Nestas condições, eles demonstraram ter o mesmo comportamento positivo, independentemente da emoção expressada pela pessoa.

Os resultados sugerem duas coisas: que os gatos podem “ler” as expressões faciais humanas, e que aprendem a fazer isso com o tempo.

Aprendendo a sentir

A Ciência já sabe há muitos anos que cães são bons a identificar os gestos do homem, mas este estudo recente é a primeira prova convincente de que os gatos também têm essa capacidade.

Antes disso, apenas um estudo tinha sido feito para tentar perceber essa capacidade dos gatos, mas os resultados mostraram-se ambíguos.

As descobertas de Galvan e Vonks sugerem que os felinos estão mais em sintonia com as emoções humanas do que pensávamos – o que, no entanto, não quer dizer que sintam empatia.

O mais provável é que o animal tenha aprendido a associar o sorriso do seu dono a recompensas – as pessoas têm mais probabilidade de mimar o gato se estiverem de bom humor.

O estudo também sugere algo mais básico: os gatos estão, sim, interessados em nós.

“Perguntamo-nos se os felinos percebem os donos e prestam-lhes atenção, e o nosso trabalho mostra que eles não são tão indiferentes como algumas pessoas os acusam de ser“, afirma Vonks.

Subtilezas pré-históricas

Segundo as psicólogas, a descoberta sobre a inteligência emocional dos gatos pode ter demorado a ocorrer porque as reações desses animais são bastante subtis.

Além dos atos obviamente “positivos” descritos anteriormente, Galvan e Vonk notaram que os gatos adotam certas posições corporais e fazem movimentos com as orelhas e a cauda que estão associados à sensação de satisfação.

Por contraste, os investigadores já sabem há vários anos que os cães respondem de forma diferente a rostos felizes e irritados, o que se deve em parte ao facto de as suas reações serem mais óbvias.

Um estudo realizado em 2011 mostrou que os cães evitam ativamente alguém que pareça estar com raiva, não se limitando a apenas uma linguagem corporal.

A diferença entre as reações dos cães e dos gatos às emoções humanas pode ter raiz na pré-História.

Os cães foram domesticados há mais tempo: um estudo genético divulgado este ano pela Universidade de Harvard sugere que o processo começou há mais de 30 mil anos. Já os gatos domésticos surgiram há cerca de 10 mil anos, provavelmente na região do Médio Oriente.

As reações mais veementes dos cães aos nossos gestos emocionais podem ter surgido simplesmente porque tiveram mais tempo para se adaptar à vida ao lado do homem.

Mas, para já, ainda é cedo para se chegar a alguma conclusão, pelo menos enquanto houver tão poucos estudos sobre as reações dos felinos ao homem. Apesar de serem dos animais de estimação mais populares do mundo, ainda temos muito o que aprender sobre eles – afinal, não sabemos ao certo sequer porque é que ronronam.

ZAP / BBC

PARTILHAR

RESPONDER

Boris responsabiliza Irão por ataque a petrolífera saudita

Boris Johnson diz que o país atribui ao Irão, "com muito alto grau de probabilidade, os ataques à gigante petrolífera saudita". O primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, acusou esta segunda-feira o Irão de ser, muito provavelmente, responsável …

41 países comprometem-se com iniciativa "Clima e Qualidade do Ar"

A iniciativa "Clima e Qualidade do Ar", apresentada na véspera da Cimeira da Ação Climática, propõe alcançar até 2030 uma qualidade do ar saudável e a harmonização das políticas de luta contra as alterações …

Reino Unido. Trabalhistas querem abolir ensino privado se forem Governo

O Partido Trabalhista britânico compromete-se a abolir o ensino privado no Reino Unido caso venha a formar Governo. O plano do partido liderado por Jeremy Corbyn implica nacionalizar e integrar no sistema educativo público todas …

Rio acusa PS de se comportar como "dono disto tudo" (e diz que também tem um "Centeno")

No último debate a dois antes das legislativas de 6 outubro, os líderes do PSD e PS trocaram esta segunda-feira críticas - em tom leve e cordial -, recordando telhados de vidro de cada força …

Em decisão histórica, partidos árabes recomendam Gantz como primeiro-ministro de Israel

O Presidente de Israel, Reuven Rivlin, iniciou este domingo as suas consultas para a formação de um novo Governo. A Lista Conjunta, uma coligação que reúne os principais partidos árabes do país (Balad, Hadash, Ta’al …

Tancos. Azeredo Lopes teve "exercício perverso" de funções públicas, diz Ministério Público

O Ministério Público (MP) já terá terminado a acusação do caso de Tancos, na qual sustenta que o antigo ministro da Defesa Azeredo Lopes soube de toda a encenação, tendo ainda tentado tirar louros políticos …

Salário de 273 mil euros brutos anuais para Varandas revolta accionistas do Sporting

Um grupo de acionistas do Sporting fez chegar ao presidente da Mesa da Assembleia Geral (AG) da Sporting SAD, Bernardo Ayala, um pedido em que exige a retirada da proposta de aumento salarial para o …

Eleições na Madeira. A noite em que quem perdeu ganhou e quem ganhou perdeu

Depois de 43 anos de poder absoluto, o PSD perdeu este domingo pela primeira vez a maioria do parlamento da Madeira. O PS, que atingiu um valor histórico na região, também reclamou louros de vitória. …

Jesus "nunca treinou um grande clube da Europa" e "nunca conquistou nada"

O treinador do Grémio, Renato Gaúcho, voltou a criticar Jorge Jesus, dizendo que o técnico português, aos 65 anos, nunca treinou um grande clube na Europa. "O Jorge Jesus ganhou 2/3 títulos portugueses. Saiu de Portugal …

Governo promove 5.000 militares antes das eleições

Quase 5.000 militares dos três ramos das Forças Armadas, Exército, Marinha e Força Aérea vão ser promovidos este ano. De acordo com o Correio da Manhã, o Ministério da Defesa enviou a lista dos 4.945 nomes …