Afinal, o bosão mais pesado que o de Higgs não existe

A descoberta de uma partícula seis vezes mais pesada do que o Bosão de Higgs deixou os cientistas perplexos. No entanto, afinal havia motivo mesmo para isso, já que fica agora provado que a descoberta foi apenas “uma flutuação estatística”.

Depois de os primeiros sinais de uma nova partícula sub-atómica terem surgido nas experiências do Grande Colisor de Hadrões (LHC), em Dezembro de 2015, físicos de todo o mundo procuraram explicar como é que esta nova descoberta poderia existir dentro do contexto da nossa actual compreensão das leis da física.

Centenas de estudos tentaram encontrar explicações, mas foi tudo em vão: tal partícula seis vezes mais massiva do que o Bosão de Higgs não existe.

Esta revelação foi feita pela Organização Europeia para a Pesquisa Nuclear (CERN) durante a Conferência Internacional de Física de Alta Energia (ICHEP).

CMS / CERN

Pares de fotões (a verde) produzidos nas colisões do LHC sugerem a existência de um bosão com massa de 750 GeV

Pares de fotões (a verde) produzidos nas colisões do LHC sugeriam a existência de um bosão com massa de 750 GeV.

“A acumulação de novos dados experimentais no CERN refuta a existência desta nova partícula. Trata-se de uma mera flutuação estatística“, explicou uma fonte do CERN ao site Hipertextual.

As experiências CMS e ATLAS, levadas a cabo no LHC, tinham registado um pico de actividade num nível de energia correspondendo a cerca de 750 giga eletrões-volts (GeV) – ou cerca de 750 mil milhões de eletrões volts.

Os cientistas do CERN mostraram-se, na altura, muito cautelosos com os resultados obtidos e o físico John Ellis, investigador da King’s College London, ex-chefe do departamento de teoria no CERN, o laboratório onde fica o LHC, confessou então, que não estava “muito optimista”.

Seria uma descoberta fantástica se fosse verdade, precisamente porque é inesperada e seria a ponta de um iceberg de novas formas de matéria”, salientou o físico.

Agora, sabe-se que “depois de recolher cinco vezes mais de dados que em 2015, o CERN demonstrou que os excessos observados pela experiência CMS e ATLAS desaparecem”, cita o Hipertextual.

“A ausência de sinal sobre esta hipotética partícula não causa surpresa, já que com o grande número de buscas realizadas é possível detectar, por vezes, meras flutuações”, conclui o CERN.

ZAP / HypeScience

PARTILHAR

RESPONDER

Novas demissões na Agência de Informações Financeiras do Vaticano

Um membro da entidade de regulação financeira do Estado do Vaticano, Marc Odendall, demitiu-se na sequência de buscas realizadas pela polícia e que originaram na suspensão do organismo do sistema de comunicações global. Marc Odendall, banqueiro …

Governo e Liga de clubes discutem redução do IVA para espetáculos desportivos

Secretário de Estado do Desporto afirma querer ouvir as reivindicações do organismo, mas sem se comprometer. O secretário de Estado da Juventude e do Desporto anunciou ontem que vai reunir-se com representantes da Liga Portuguesa de …

Tufão obriga a retirada de cerca de cinco mil pessoas do norte das Filipinas

Cerca de cinco mil pessoas foram retiradas do norte das Filipinas devido à aproximação do tufão Kalamaegi, que deverá tocar terra na província de Cagayan nas próximas horas, disseram esta terça-feira as autoridades locais. "Estamos preparados …

Acabaram-se as trotinetas no Algarve. Duraram 10 meses

A vereadora considera, no entanto, que a experiência foi “positiva”, já que permitiu recolher dados de mobilidade, nomeadamente, da utilização destas soluções em pequenos trajetos, ao mesmo tempo que colocou a questão na agenda pública. Sophie …

EasyJet diz que será a primeira a alcançar a neutralidade carbónica na aviação

A companhia aérea britânica easyJet afirmou esta terça-feira que será a primeira no mundo a alcançar a neutralidade carbónica através das compensações. Num comunicado publicado no seu site oficial, a companhia low cost anuncia ainda um …

Número de pré-avisos de greve até outubro é o mais alto dos últimos quatro anos

O número de pré-avisos de greve até outubro foi o mais alto dos últimos quatro anos, totalizando 781, segundo dados da Direção Geral do Emprego e das Relações do Trabalho (DGERT). Entre janeiro e outubro deste …

Na Índia, já há "bares de oxigénio" para quem quiser respirar ar puro

A Índia é um dos países mais contaminado do mundo. Desde o final de outubro, a poluição alcançou um nível crítico devido à queimada de restolhos nos campos. Agora, há uma solução arrojada para que os …

Depois do Papão Harrison, o novo exame foi "duro" (e muitos jovens médicos já pensam em emigrar)

Foram quatro horas de exame, com 150 perguntas, na temida Prova Nacional de Acesso para a Formação Especializada em Medicina e muitos dos jovens médicos não conseguiram concluí-la. Os que temem não conseguir aceder à …

Situação trágica. "Veneza está a desaparecer"

A situação em Veneza é trágica, com 85% da cidade italiana inundada depois das piores cheias dos últimos anos. Mas estas inundações são apenas um alerta para o que pode vir a seguir, já que …

Documentos internos do governo chinês revelam plano "sem piedade" contra muçulmanos

O jornal norte-americano New York Times recebeu 403 páginas de documentos internos do governo chinês relacionados com a limpeza étnica na província de Xinjiang. Nesta província, foram criados mais de 500 campos de concentração onde uigures, …