Afinal não houve Big Bang. O Universo nunca teve princípio

NASA

Big Bang: conceito artístico da expansão do Universo

Big Bang: conceito artístico da expansão do Universo

O Universo poderá nunca ter tido um início, e ter existido desde sempre, defende um novo modelo teórico que aplica fórmulas de correcção quântica que complementam a teoria de Einstein da Relatividade Geral.

É normalmente aceite como idade do Universo, tal como estimada pela Relatividade Geral, o valor de 13.8 mil milhões de anos.

E pensa-se que, no início do Universo, toda a matéria terá ocupado um único ponto infinitamente denso, a singularidade, que após um “Big Bang” explodiu e iniciou a sua expansão.

De acordo com a Teoria do Big Bang, esse instante é oficialmente o início do Universo.

Mas apesar de a singularidade do Big Bang emanar directamente da matemática da Relatividade Geral, alguns cientistas encontram-lhe um pequeno problema: essa matemática apenas explica o que se passa imediatamente a seguir ao Big Bang.

A teoria não explica o que se passa exactamente na singularidade – ou antes dela.

“A singularidade do Big Bang é o mais sério problema da Relatividade Geral, porque nesse ponto parece que as leis da física são suspensas”, explica ao Phys.org o físico teórico Ahmed Farag Ali, da Universidade de Benha, no Egipto.

Mas Farag Ali e o seu colega Saurya Das, investigador da Universidade de Lethbridge, em Alberta, no Canadá, defendem que a singularidade do Big Bang pode ser explicada por um novo modelo teórico, no qual o Universo não tem início – nem fim.

ahmedfaragali / Linkedin, Saurya_Das / Research Gate

Os físicos Ahmed Farag Ali (esq) e Saurya Das (dir)

Os físicos Ahmed Farag Ali (esq) e Saurya Das (dir)

Não há princípio, nem fim, nem matéria negra – apenas o sempre

Os dois cientistas aplicaram o trabalho sobre trajectórias quânticas de David Bohm, físico dos anos 50, às equações quânticas de Amal Kumar Raychaudhuri, físico indiano dos anos 90, para obter uma derivação corrigida das equações de Friedmann, que descrevem a expansão e evolução do Universo, incluindo o Big Bang, no contexto da Relatividade Geral.

Ahmed Farag Ali, Saurya Das et al

As curvas da equação quântica de Raychaudhuri, corrigidas pelas trajectórias de Bohm, no modelo de Ahmed Farag Ali e Saurya Das

As curvas da equação quântica de Raychaudhuri, corrigidas pelas trajectórias de Bohm, no modelo de Ahmed Farag Ali e Saurya Das

Embora não seja exactamente uma Teoria da Gravidade Quântica, o modelo proposto pelos dois cientistas, publicado na Science Direct, tem elementos quer da Teoria Quântica quer da Relatividade Geral.

Segundo os cientistas, os modelos cosmológicos tradicionais são baseados em trajectórias quânticas geodésicas clássicas, que inevitavelmente se intersectam – no ponto da singularidade.

Mas as correcções quânticas introduzidas no novo modelo, baseadas nas trajectórias de Bohn, que nunca se intersectam, prevêem um Universo sem singularidade, com massa constante, radiação constante e tamanho finito – logo, com uma idade infinita.

Segundo Ali e Das, o seu modelo dispensa a ideia de que o Universo está cheio de “matéria negra”. Em termos físicos, o modelo descreve o Universo como estando preenchido por um “fluido quântico” composto por gravitões – partículas hipotéticas, sem massa, que intermedeiam a força da gravidade.

Os investigadores planeiam agora aprofundar o estudo do seu modelo, que acreditam que “tem o potencial de resolver a singularidade do Big Bang, levando em conta tanto a matéria negra como a energia negra“.

Depois de o maior físico do nosso tempo, Stephen Hawking, ter vindo dizer que os buracos negros afinal não existem, já não estranha nem incomoda ao comum dos mortais que se venha agora a revelar que afinal o Universo não teve início, não é infinito, nem vai ter o seu fim anunciado daqui a uns biliões de anos.

Até porque quase de certeza nenhum de nós cá estará na altura para se preocupar em desligar a luz.

AJB, ZAP

PARTILHAR

31 COMENTÁRIOS

  1. Deus criou o mundo, por isso, é o princípio e o fim do universo (o Alfa e o Ómega). Não há teorias humanas (Big-Bang, evolucionistas etc.), que alguma vez, consigam explicar aquilo que é Divino!

    • Ó Amigo Jorge Calmeiro, acorde para a vida, já ouviu falar em Ciência? Ou ainda vive na Idade da Pedra, em que as pessoas pensavam que as trovoadas eram castigos de Deus contra a Humanidade? O aparecimento da vida na Terra está provado que começou com vida bacteriana e evolui durante milhões de anos até aos dias de hoje… ou ainda acredita que Adão e Eva apareceram de repente na Terra? LOL, haja paciência….

      • Oh Sr. Frlash (iluminado), vc que já ouviu falar tanto de ciência e acha que a vida começou nas bactérias, diga-me lá onde estão as descobertas arqueológico/paleontológicas dos fosseis desses seres metamorfoseados que como vc diz vieram das bactérias até à descoberta dos 1ºs e únicos corpos já formados como humanos? heim?
        Onde podemos pesquisar as descobertas dos fosseis ou múmias desses seres “meios-homens-meios-bactérias”? LOL… vcs os sabichões desta Terra só vão descobrir a verdade depois de baterem a bota… rssss

      • Amigo Flash, o seu comentário tão peremptório “está provado” tem tanto de “prova” como o comentário do Jorge Calmeiro. A “comprová-lo” está a própria Ciência, que constantemente revê as suas posições – precisamente o conteúdo desta notícia. Assim, como o meu amigo seguramente concordará, o que hoje é “provado” pela Ciência poderá ser “des-provado” amanhã. E isso não é necessariamente uma coisa má!
        Um dos princípios fundamentais da Ciência e o que a tem feito avançar é precisamente a necessidade de se questionar a si própria, de desafiar as suas próprias “certezas. Não há verdades absolutas, e assim, tudo deve ser questionado – até aquilo que se tem como “provado” hoje.
        Desta forma, o Jorge, como tantos milhares de outros Cristãos, escolhe – de forma racional – acreditar que a vida não é resultado de um acaso, mas sim o resultado de um Plano executado na perfeição por um Ser Todo-Poderoso. O amigo Flash pode provar que não foi assim? Parece-me que não… 🙂

  2. A ciência não risca nada..a ciência anda ás voltas. mente, desmente, mente, desmente. Entao falar do tempo, nem se fala..Quem somos nós para falar do tempo? Não podemos dar um passo fora da nossa mente nem pensar fora de um dado espaço ou tempo, logo, como referiu Kant e muito bem, o tempo é uma característica do entendimento À priori. Tudo o que supostamente sabemos sobre o universo está reduzido a uma palavra de Platão, que é “doxa”. Ou então consigam-me provar como se pode refutar a teoria do mundo das Ideias, também do mesmo filósofo. Tudo o que se lhe seguiu em 25 séculos são notas de rodapé ao seu edifício filosófico. Matrix

    • Desculpe o meu amigo, mas aceite uma pequena correção: em Kant, o espaço e o tempo são os «á priori» da sensibilidade e não do entendimento. Deste são as categorias, que Kant reduziu a quatro: quantidade, qualidade, relação e modalidade. Queira ter a bondade de ler «Kritik der Reinen Vernunft» e lá se explica bem o assunto. E já agora, uma vez que falou também em Platão, sabe perfeitamente que ele estabeleceu claramente a distinção entre doxa e epistemê em várias das suas obras, mas principalmente na «República». Aí, ele diz que a doxa é a mera opinião ou conhecimento vulgar, enquanto a espistemê e o conhecimento certo pelas causas acessível apenas aos filosósofos (dizia ele). Confira por favor, e não tome a mal, pois todos confluímos na procura da verdade.

    • Quer melhor prova que houve uma Energia Criadora Inteligente do que aquela que existe à nossa volta?! TUDO PODE SER TRADUZIDO EM EQUAÇÕES MATEMÁTICAS/FÍSICAS. Tudo é perfeito. Veja o conceito de Geometria “Sagrada” e veja que nada é por acaso. NADA.
      Ah, e eu apesar de espiritual, acredito na ciência também. Acreditar em Deus não descarta esse facto,sabia? O que vem na bíblia sobre a criação já eu questiono há muito, os Sumérios têm as mesmas histórias, mas muito mais detalhadas e directas, que realmente faz parecer a bíblia como a história da carochinha, apesar de a bíblia também conter factos históricos que a ciência tem vindo a comprovar…
      “God does not play dice with the Universe” – Einstein

  3. Primeiro foi criada a Terra e depois veio o resto. Esta é a minha teoria, a da Biblia. Quanto à ciencia infelizmente não só se deve aprofundar a questão da física (que compromete a teoria do Big Bang)… como a do isótopo 14 (a base da teoria evolucionista). Pois a teoria do Big Bang é reiteirad, segundo este estudo, pela questão discrita acima. A teoria evolucionista é reiteirada já por alguns testemunhos (aliás, uns quantos) na medida em que a medida dos anos pelo isótopo 14 não é feito com base na realidade (datação apartir de elementos variáveis reais), mas com base na teoria (datação apartir de elementos não variáveis e estacionários) segundo o que entendi das explicações. Hoje temos 3 tipos de ciencia, na minha opinião: a dos cientistas agnósticos (ateus – reiteiram mesmo que irracionalmente a existência de um Criador adotando crenças de verdade variável ou mentira de falsa verdade… como se contam os relativistas, entre outros), a dos cientistas abrahamicos (crêm no Criador e na Biblia, e apartir daí procuram aprofundar toda a ciencia, mas sem mudar as verdades universais… as da palavra de Deus pois nós é que nos precisamos de nos justificar perante o Criador – abrahamicos em lembrança a Abraão, ou o “pai da fé”… aquele que creu sem qualquer dúvida no Criador e na “verdade”), e a dos cientistas cientifistas/neutros (não têm a certeza nas suas crenças da origem do ser humano apartir do Criador). De qualquer forma há sempre que notar, na minha opinião, que ciencia trata praticamente do estudo do “material” enquanto que crença já é do plano “espiritual”. O espiritual pode justificar o material, mas o material não pode justificar o espiritual. Assim é, na minha opinião quando falamos de ciencia e espiritualidade… 2 assuntos que nada têm a vêr um com o outro. Pois o homem não é um animal ou um monte de carne com cérebro. O homem é um ser espiritual. Porém é também um ser que tem corpo de carne, pois assim foi feito pelo Criador. Porém com o objetivo de se deleitar na espiritualidade e descobrir a questão da espiritualidade, e não simplesmente deitar-se nas coisas do mundo e da carne, como a cobiça, o orgulho, a altivez, vaidade, prepotência, a ganância, a prostituição, a libertinagem. Disto tem-se enchido o mundo. Embora por Jesus Cristo, a justiça e bem é possivel. “Pois maior é aquele que está em nós que o que está no mundo” (1João4). Mas para isto é necessário entendimento. Discutir ciencia do “material” e associar qualquer coisa disso com espiritualidade, é falta de bom senso no que toca ao que referi na frase anterior, na minha opinião.

  4. Boa tarde, na notícia há várias imprecisões (muitas delas tão flagrantes que nem vou comentar), mas há uma que pode passar despercebida aos mais leigos e que convém clarificar: embora indiquem que “o modelo proposto pelos dois cientistas foi publicado na Science Direct”, na realidade, o “Journal” onde foi publicado o artigo científico em questão é o “Physics Letters B”.

    Quando dizem “publicado no ScienceDirect” é o mesmo que dizer “publicado no Google”, ou seja, além de incorrecto, não tem sentido nenhum. O ScienceDirect é um motor de busca para publicações da editora Elsevier; a publicação em questão é na realidade o Journal Physics Letters B, que é editado pela Elsevier (daí aparecer listado quando se efectua uma pesquisa no ScienceDirect).

  5. Se não há princípio nem fim trata-se do modelo geoestacionário (universo parado), que se contrapõe ao modelo inflacionário (em expansão ) ou ao modelo deflacionário (em contração). Qualquer um dos modelos tem defensores e detratores há mais de 50 anos e, por isso, não vejo onde está a novidade da teoria destes senhores, que parecem, à última da hora, ter descoberto a pólvora. Leiam o cosmologista inglês Fred Hoyle e têm lá descrito a teoria de um universo geoestacionário. Este modelo de universo acabará sempre por colapsar por arrefecimento lento e diminuição da velocidade de expansão… Bons tempos em que passávamos noites a discutir isto – eram autenticas universidades abertas de alto gabarito intelectual. Lembro-me de um grupo de americanos dizer por que não íamos para Harvard, já que os cosmologistas de lá, sendo bons, eram egoístas e utilizavam uma linguagem cerrada.

  6. Eu sou um ser finito e vulnerável que vou mudando de opinião e de alguns hábitos com o passar do tempo e sem que muitas vezes consiga explicar a mim mesmo o porquê de tais mudanças.
    Como hei-de eu ter a petulância de querer explicar alguma coisa que me antecede e me ultrapassa no tempo e me é superior em tamanho e organização como é o funcionamento autónomo do Universo e da mãe Natureza?
    A maior estupidez da vida humana, é desperdiçar tempo e energia a tentar que a Ciência explique DEUS!
    A Ciência é apenas um exercício e concentração e esforço mental através do qual vamos enxergando a nossa pequenez

  7. muito interessante a visão dos singulares que por aqui escrevem..
    e muito interessante a “descoberta”.
    o tempo perguntou ao tempo, quanto tempo o tempo tem e o tempo respondeu ao tempo, que o tempo tem tanto tempo quanto tempo o tempo tem.
    existem dúvidas que somos a evolução do infinito?

  8. Como é que, em pleno Século XXI ainda há tantos ignorantes?

    Usam um dos mais avançados produtos da Ciência (um computador) para vir aqui dizer mal dela?

    Cambada de gente atrasada e burra! E INGRATA!

  9. acredito que teoria de que não houve big-bang tem pernas para andar, pela simples razão que o nosso universo e tudo o que ele contém é virtual, logo uma projecção duma mente comum no estado de inconsciente, pois tudo o que ele produz é mutável, limitado e perecível…há é incontáveis inícios e fins de universos, porque a realidade virtual “alimenta-se” de si mesma, até que um dia constatará o seu estado de inconsciência e despertará…

  10. Gostava de saber sobre o que está a ser estudado sobre o movimento ser o responsáve pela existencia de tudo pois a sua ausencia anula toda a materia tal clmo a conhecemos.  

  11. A prova de existência de Deus não se faz através da religião mas só através da matemática!!
    E sim, Deus existe, foi o homem que o criou!!!

          • Se não fumasses tanto, serias capaz de verificar que o João Barradas tem razão! A matemática não foi inventada ó menino.
            Isso é mesmo ignorância da tua parte e depois desculpas-te com supostas “falhas” dos outros, quando a falha de ignorância é somente tua…Enfim, já não é a primeira vez que fazes esses comentários ocos.

  12. E se houver muitos universos? E se cada universo for apenas um corpo de um ser de dimensão “universal” a crescer como uma criança, e nós (insignificantes humanos), tal como uma célula do nosso corpo, apenas a pensarmos que o universo termina na nossa envolvente externa (pele).
    Esta é a teoria que há muitos anos defendo, e com direito de Autor.
    Cumprimentos aos ilustres participantes.

  13. Deus?
    É possível!
    Energia?
    Sim, existe.

    A energia não se vê, pode não se sentir, mas se ela se manifestar podemos ver e sentir. O que significa energia para a ciência? Talvez o mesmo que deus significa para a espiritualidade.
    Não conhecemos verdadeiramente nenhuma delas em sua plenitude. Apenas tentamos recriar ambas, cada uma na sua perspectiva.
    Contudo conseguimos ver o manifesto da energia através de variadíssimas formas.
    Ela está sempre presente em todo o lugar.

    Deus será uma forma de manifesto a que chamamos de espiritualidade? Talvez!
    Acendemos uma lâmpada. Ninguém tem medo da luz, certo? Agora se partirem a lâmpada e tentarem tocar nos seus filamento energizados. Aí talvez, ninguém se atreva a tocar.
    É uma reação ao desconhecido! O medo… o medo que domina a mente porque não está no nosso pleno conhecimento.

    Acredito que somos energia, energia que se renova, mas que se manifesta sempre de variadas formas. Somos um sistema de um corpo complexo, mas que o fazemos funcionar.
    A ciência é a procura constante pela descoberta que resulta numa evolução. Tentamos todos os dias procurar algo? É ciência. Se descobrimos algo, também evoluímos. Certezas é aquilo em que acreditamos. Absolutas, na minha opinião, não existem.

    Quanto a Deus, talvez, seja a forma mais engenhosa de manipular a energia espiritual de milhões de pessoas. Criando um medo em algo que não se consegue explicar. Tal como não conseguimos explicar, por exemplo, a energia que sustenta o universo, nem a energia que comanda um “simples” cérebro.

    O que fomos, o que somos e o que seremos?
    Se todos contribuirmos com as nossas melhores capacidade, um futuro melhor esperará por alguém.
    Se nos opusermos uns aos outros retardaremos a evolução do futuro.

    Penso, logo existo? Acho que não. Pensamos, logo poderemos evoluir… talvez!

    …………..
    Ass:NFC

  14. Graças a “Deus” que as “bíblias” ou “textos sagrados” já não ditam a verdade (e quando digo “ditam” quero dizer “forçam”).
    Durante largas centenas de anos a humanidade andou escravizada pelas seitas religiosas, que mataram, torturaram, violaram em nome de uma “verdade absoluta” que nada mais era do que ficção, escrita por homens comuns, com agenda por de trás. Verdades distorcidas proclamadas com autoridade pelas igrejas. Antigamente quem buscava a verdade tinha que o fazer em sociedades secretas, para não ser torturado ou morto pelas forças autodenominadas “divinas” ou “serventes de Deus”. Hoje, na era da informação, só se deixa enganar quem quer.
    Deus está na Terra, dentro de cada um de nós, não é num céu cor de rosa hipotético. É uma realidade subjectiva com base na busca interna de cada um.
    A sociedade humana só evoluiu verdadeiramente quando houve separação entre os poderes políticos e religiosos dentro dos países. Podem ver à volta do mundo, nos países onde tal ainda não ocorreu há perseguição, desigualdades, mortes, desentendimentos constantes com base em sistemas de crenças caquéticos e absurdos. As pessoas que estão dentro de um sistema de crenças geralmente têm dificuldade em questionar as “pseudo-verdades” porque foram programadas para temerem a um “deus” castigador que pune os “desobedientes” e os “não-crentes”. Abram os olhos, a bem do progresso da humanidade, mais senso comum é necessário e menos “livros sagrados”, que nada têm de divino e apenas visam escravizar as consciências.
    Um abraço, e boa busca pela verdade.

  15. Desculpe – me flash, para começar estudo física teórica a 20 anos , e digo a vc , apesar do evolucionismo ser a teoria mais aceita , ainda não explica de forma comprovada o seguinte momento do “flash” da vida do primeiro ser.
    Segundo , o tempo , como os Gravions , são conceitos e não existem de forma absoluta , ou seja , a gravidade existe mas ainda não existe uma matéria que a compõe , assim como o tempo , ele apenas acontece , ele não é provado como sendo algo concreto , em outras palavras , ele é apenas um referencial.

RESPONDER

Selfies estão a destruir muralha romana considerada Património Mundial da UNESCO

Uma parte da antiga Muralha de Adriano, no Reino Unido, está a colapsar por causa dos turistas que procuram o local para tirar selfies. O monumento, que em 1987 foi considerado Património Mundial da UNESCO, inspirou …

Carros vão mudar mais numa década do que aquilo que mudaram num século

Embora a aparência dos carros tenha mudado nos últimos cem anos, a maneira como os conduzimos pouco ou nada mudou. Contudo, acredita-se que na próxima década, além da forma como se movimentam ser diferente, também …

São Francisco lidera ranking das cidades onde se recebe melhor

O American Dream está claramente destacado no ranking das cidades onde se recebe melhor, mas há alguns "intrusos" no meio desta lista. Das dez cidades eleitas, há apenas quatro europeias. Apenas três continentes estão representados no …

Em 30 anos, Amazónia perdeu 953 mil hectares de áreas protegidas

Nos últimos 30 anos, a Amazónia perdeu 953 mil hectares em áreas pertencentes a unidades de conservação e terras indígenas que deveriam estar preservadas. A Amazónia brasileira perdeu 953 mil quilómetros em áreas que foram desflorestadas …

Mulheres e meninas norte-coreanas forçadas a prostituir-se e a casar-se na China

Mulheres e meninas norte-coreanas são coagidas, vendidas ou raptadas na China ou traficadas diretamente da Coreia do Norte, denuncia a Korea Future Initiative. As mulheres são forçadas a casar-se, violadas e sujeitas a outros tipos …

Trump corta financiamento para centros de investigação de saúde infantil

A administração de Trump está a terminar o financiamento para uma rede de centro de investigação focados em ameaças ambientais para crianças, colocando em risco vários estudos de longa data sobre os efeitos dos poluentes …

PJ detém ex-diretor da Santa Casa de Ponte de Sor

Um antigo diretor e contabilista de uma Santa Casa da Misericórdia do distrito de Portalegre foi esta quarta-feira detido pela Polícia Judiciária (PJ) por suspeitas dos crimes de peculato e participação económica em negócio, foi …

Costa diz que só soube do memorando de Tancos no dia da demissão de Azeredo

O primeiro-ministro, António Costa, diz que só soube do memorando da Polícia Judiciária Militar (PJM) sobre o assalto a Tancos no dia em que o então ministro da Defesa, Azeredo Lopes, apresentou a sua demissão. A …

Jasper Cillessen muito perto da baliza do Benfica

O guarda-redes do Barcelona Jasper Cillessen está muito perto de reforçar a baliza do Benfica, escreve o jornal Record esta quarta-feira. De acordo com o desportivo, o negócio ronda os 20 milhões de euros. O Benfica …

Brexit. Demissão no Governo deixa Theresa May por um fio

A ministra dos Assuntos Parlamentares britânica, Andrea Leadsom, anunciou esta quarta-feira a demissão do Governo em desacordo com o plano da primeira-ministra, Theresa May, para tentar aplicar o ‘Brexit'. "Não acreditamos que sejamos um Reino Unido …