Afinal, furar o recolher obrigatório dá direito a prisão ou multa até 350 euros

Estela Silva / EPA

GNR com máscara em Ovar

António Costa disse que as pessoas que fossem encontradas a violar o recolher obrigatório seriam reencaminhadas para as suas casas, dando a ideia de que não haveria sanções. Mas, afinal, quem violar as regras do Estado de Emergência arrisca pena de prisão ou uma multa.

A violação do recolher obrigatório previsto no decreto-lei que determinou o novo Estado de Emergência constitui um crime de desobediência que é punível com pena de prisão até um ano ou pena de multa até 120 dias.

Na prática, significa que as pessoas arriscam uma multa entre os 120 e os 350 euros, já que não se prevê que haja pessoas detidas por causa desta questão.

As medidas sancionatórias estão incluídas no decreto-lei que determina o recolher obrigatório para os 121 concelhos assinalados como de maior risco, entre as 23 horas e as 5 da manhã aos dias de semana e entre as 13 horas e as 5 da manhã nos próximos dois fins-de-semana.

O primeiro-ministro tinha referido que o Estado de Emergência previa “simplesmente que as forças da autoridade possam conduzir as pessoas ao domicílio”, conforme vincou na
conferência de imprensa de apresentação das novas medidas para o combate à pandemia de covid-19.

Contudo, o decreto-lei define uma moldura penal para quem não cumprir com o recolher obrigatório, não estando abrangido pelas diversas excepções previstas.

As autoridades deverão assumir uma postura de sensibilização da população para o cumprimento das regras. Contudo, pode sempre haver lugar à aplicação de sanções.

A GNR e a PSP devem ainda “reportar” ao Governo o “grau de cumprimento” das medidas definidas.

António Costa voltou a apelar aos portugueses para a necessidade de cumprir as regras para “salvar a saúde de todos”, conforme referiu em entrevista à TVI.

“Não vale a pena termos a ilusão de que enfrentamos esta pandemia sem dor”, realçou.

  ZAP //

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

    • O problema é mesmo esse. Para continuarmos a respirar e não apanhar o covid e consequente insuficiência respiratória fiquem em casa sossegadinhos e deem Graças a Deus por nao estarem nos cuidados intensivos.
      È tão dificil de perceber? Os que fingem que não percebem vão para os Centros Comerciais com o fundamentalismo das compras de Natal.

RESPONDER

Rorhwerk, o maior instrumento musical do mundo

Rohrwerk, uma obra de arte efémera, é a maior "fábrica do som" do mundo

Uma espécie de "pavilhão do som". Alunos da Escola Politécnica de Lausanne (EPFL), na Suíça, criaram um novo instrumento musical, o maior alguma vez construído. Com 45 metros de altura, a obra de arte imponente …

Costa já pediu desculpas às confederações patronais. "Houve um lapso"

O primeiro-ministro afirmou, esta sexta-feira, que já apresentou um pedido de desculpas às confederações patronais por o Governo ter aprovado duas medidas na área do trabalho sem antes as ter apresentado em Concertação Social. À chegada …

Luxemburgo torna-se o primeiro país da Europa a legalizar o cultivo e consumo de canábis

O Governo luxemburguês anunciou, esta sexta-feira, que o país será a primeira nação do Velho Continente a legalizar o cultivo e o consumo de canábis. De acordo com a nova legislação, explica o jornal The …

Prisão preventiva para suspeitos da morte de jovem no metro das Laranjeiras

Os quatro suspeitos da morte de um jovem, na quarta-feira, na estação de metro das Laranjeiras, em Lisboa, ficaram em prisão preventiva, depois de presentes a primeiro interrogatório judicial. Os quatro arguidos, com idades entre os …

Cristiano vs. Salah: Klopp não queria comparar mas comparou

Treinador do Liverpool não acredita que vai encontrar um adversário debilitado: "Eles são capazes de fazer coisas incríveis". É o grande jogo de futebol no Reino Unido e um dos mais aguardados em todos os países: …

Bastonário dos Médicos considera direção executiva do SNS "um disparate"

O bastonário da Ordem dos Médicos considera que a criação da direção executiva do Serviço Nacional de Saúde, proposta no Estatuto do SNS aprovado esta quinta-feira, é "um disparate" e que há estruturas que podem …

João Leão no Parlamento: "A alternativa é um Orçamento apresentado pelo PSD"

O ministro das Finanças afirmou, esta sexta-feira, na Assembleia da República, que a alternativa à viabilização à esquerda da proposta de Orçamento do Estado para 2022 (OE2022) é um Orçamento feito pelo PSD. "A alternativa que …

Mais de 30 mil mulheres polacas recorreram a métodos de aborto ilegais ou no estrangeiro desde a alteração na lei

Proibição à interrupção voluntária da gravidez entrou em vigor no início deste ano e as  exceções só se aplicam a casos de violações, incestos ou quando a saúde da mãe está em risco. Pelo menos 34 …

Fenprof anuncia nova greve no dia 12 e concentração em frente ao Parlamento

A Federação Nacional dos Professores (Fenprof) anunciou, esta sexta-feira, a realização de uma concentração em frente à Assembleia da República no dia 5 de novembro e a adesão à greve nacional da Administração Pública marcada …

Luis Díaz será a prioridade do Newcastle

Valor de mercado será agora inacessível para os clubes italianos, escreve-se... em Itália. O novo Newcastle deverá atacar o mercado do futebol com estrondo, possivelmente já daqui a pouco mais de dois meses, e a prioridade …