Adolescente constrói o satélite mais leve do mundo (e a NASA vai lançá-lo)

(dr) Rifarh Shaarook / Facebook

Rifarh Shaarook, o criador do satélite KalamSat

Rifarh Shaarook, o criador do satélite KalamSat

A NASA vai lançar, no próximo mês, um satélite que é supostamente o mais leve do mundo, criado por um adolescente indiano.

Rifath Shaarook, de 18 anos, ganhou a competição internacional Cubes in Space para construir o minúsculo satélite. O desafio era inventar um dispositivo que pudesse encaixar-se num cubo de 4 metros e que não pesasse mais de 64 gramas.

O objeto vai ser lançado numa missão suborbital de 4 horas da Wallops Flight Facility, na Virgínia, no dia 21 de junho. O principal objetivo da missão será testar a durabilidade do invólucro extremamente leve, impresso em 3D.

O satélite foi apelidado de KalamSat, em homenagem ao cientista nuclear indiano e ex-presidente A. P. J. Abdul Kalam. “Desenhamos o satélite completamente do zero”, disse Rifath Shaarook ao Business Standard.

“Terá um novo tipo de computador de bordo e oito sensores incorporados para medir a aceleração, a rotação e a magnetosfera da Terra”, destacou.

A leveza do objeto deve-se a uma estrutura de polímero de fibra de carbono reforçada – um material que tem uma grande relação força-peso e é utilizado em várias aéreas, desde engenharia aeroespacial a materiais de pesca.

Em junho, o satélite vai completar uma viagem de ida e volta ao espaço e estará operacional durante 12 minutos num ambiente de microgravidade.

Os adolescentes da NASA

Mas esta não é a primeira vez que a NASA aceita ideias que não vêm de cientistas e engenheiros profissionais. Em março, os dados da agência espacial foram corrigidos por um estudante de 17 anos do Reino Unido.

Miles Soloman estudou os dados registados por detectores de radiação na Estação Espacial Internacional (EEI) durante a estadia de seis meses do astronauta britânico Tim Peake, e apercebeu-se de um erro nos níveis de energia relatados.

E, há algumas semanas, a agência norte-americana anunciou que iria lançar um dispositivo chamado miniPCR para testar micróbios espaciais pela primeira vez. O dispositivo foi inventado por uma estudante de 17 anos chamada Anna-Sophia Boguraev.

2 COMENTÁRIOS

  1. “O desafio era inventar um dispositivo que pudesse encaixar-se num cubo de 4 metros”
    Com o cuidado que tiveram em publicar duas fotos bem explícitas da dimensão, este erro parece ainda mais estranho: são 4 centímetros, não metros.
    Parabéns ao miúdo indiano, tivessem eles mais condições e seriam um dos povos mais avançados tecnologicamente. Nunca deixam de me surpreender.

RESPONDER

-

EUA desenvolvem avião hipersónico secreto

O Pentágono planeia lançar um avião experimental hipersónico secreto que pode funcionar como um foguete, segundo informa o jornal britânico The Independent. A DARPA – Agência de Pesquisa de Projetos Avançados de Defesa, em parceria com …

-

Sindicato da ASAE ameaça pôr Ministério da Economia em tribunal

A Associação Sindical dos Funcionários da ASAE (ASFASAE), reunida no sábado em Lisboa, aprovou “intentar, no imediato”, uma ação judicial contra o Ministério da Economia para pedir indemnizações para os inspetores. A violação do princípio constitucional …

A nova camada de placas tectónicas foi descoberta abaixo de Tonga, no Pacífico

Placas tectónicas recém-descobertas podem explicar terremotos misteriosos no Pacífico

Dentro do manto terrestre, uma imensa camada rochosa que fica entre a crosta e o núcleo da Terra, há uma nova camada de placas tectónicas, diz um novo estudo da Universidade de Houston, no Texas. E …

-

Cientistas descobrem o que causa a queda do cabelo (e como o fazer crescer)

Investigadores da Universidade da Califórnia, em San Francisco, nos EUA, descobriram que as células T reguladoras, um tipo de célula imunológica geralmente associada ao controlo de inflamações, e que induz directamente as células estaminais na …

-

Mulher Maravilha: Sessão exclusiva para mulheres gera polémica

Uma sessão exclusiva para mulheres do filme Mulher Maravilha gerou controvérsia nas redes sociais. A iniciativa veio da parte do Alamo Drafthouse de Austin – cidade onde nasceu esta cadeia de cinemas e capital do estado …

-

Primeiro transplante de medula óssea em Portugal foi há 30 anos

O primeiro transplante de medula óssea foi feito há 30 anos no IPO de Lisboa a uma criança de seis anos e foi “um sucesso”. Cientificamente, a evolução nunca parou neste instituto, faltando agora capacidade …

-

Escola vai usar reconhecimento facial para apanhar alunos desatentos

A Escola Superior de Gestão de Paris vai adoptar um software chamado Nestor, que usa reconhecimento facial para detetar quando os alunos não estão a prestar atenção e inteligência artificial para melhorar as aulas. Numa primeira fase, …

Impressão de artista de um quasar e de uma galáxia vizinha em fusão

Astrónomos detetam galáxias de crescimento rápido que podem resolver puzzle cósmico

Astrónomos descobriram um novo tipo de galáxia no início do Universo, menos de mil milhões de anos após o Big Bang, que estão a formar estrelas a um ritmo cem vezes superior ao da nossa …

-

Médico holandês usou o próprio esperma para inseminar dezenas de mulheres

Jan Karbaat, um médico que morreu em abril, com 89 anos, inseminou em segredo durante décadas dezenas de mulheres que passaram pela sua clínica de fertilidade na Holanda. Em vez de usar o esperma de doadores …

O terrorista suicida de Manchester, Salman Abedi

Polícia de Manchester revela fotografias do terrorista na noite do atentado

A polícia britânica revelou imagens de câmaras de vigilância nas quais aparece o alegado autor do atentado terrorista de Manchester, Salman Abedi, informou o jornal Manchester Evening News. Segundo a polícia, as imagens foram registadas algumas horas …