ADN num cachimbo com 200 anos revela detalhes da vida de uma escrava

(dr) Maryland State Highway Administration

Um grupo de arqueólogos e geneticistas dos Estados Unidos mostrou que um fragmento partido de um cachimbo encontrado numa plantação de tabaco pode ser um testemunho substancial da história e da antropologia do século XIX.

O fragmento, que pertencia a uma escrava de uma quinta nos arredores de Annapolis, Maryland, que morava num bairro de escravos há cerca de 200 anos, tem algumas marcas, depois de a mulher o ter apertado com os dentes enquanto trabalhava.

A descoberta pode não servir para ser exposta num museu, mas preservou algo que os cientistas nunca poderiam imaginar: o ADN daquela escrava. Primeiro de tudo, o material genético permitiu determinar que era uma mulher. Além disso, a sua linhagem está ligada à atual Serra Leoa, na África Ocidental, e provavelmente pertencia ao povo mende, que viveu durante séculos naquele país.

Para chegar a esta última conclusão, os investigadores compararam o sequenciamento realizado com as coleções de ADN disponíveis daqueles que hoje habitam nove países africanos que possuem costa atlântica.

Todas estas descobertas foram sistematizadas num artigo que o Journal of Archaeological Science publicou esta semana. Segundo os autores, pode ter sido a primeira vez que uma conexão física foi estabelecida entre um objeto antigo, uma pessoa no passado e um grupo de pessoas em outro continente de onde veio.

A arqueóloga-chefe da Administração de Rodovias do Estado de Maryland, Julie Schablitsky, que participou na investigação, disse ao The Washington Post que “nós sabíamos que era tão vanguardista que poderia ajudar os arqueólogos no futuro”.

“Neste contexto particular e desde aquele período, acho que foi o primeiro”, disse o professor assistente Hannes Schroeder, da Universidade de Copenhague, que também fazia parte do grupo.

“Ser capaz de obter o ADN de um objeto como este é bastante empolgante”, acrescentou. “Também é empolgante para as comunidades descendentes” desses escravos, aos quais a tecnologia permite estabelecer uma conexão tanto com o local histórico como com outro, retroativo com a África, explicou.

De acordo com o artigo científico, é uma “ferramenta viável para abordar questões sobre comunidades e origens ancestrais“. As descobertas feitas em Maryland “têm o potencial de conectar descendentes atuais com as casas dos seus ancestrais”.

O local onde os achados foram encontrados foi descoberto em 2015 durante uma escavação na antiga plantação de Belvoir. Estimava-se que os escravos viveram lá entre 1736 e 1864.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

A Família Real inglesa vai ter um novo membro (e será já no início de 2021)

A Rainha Isabel II vai ter mais um bisneto. A princesa Eugénia anunciou hoje, através das redes sociais, que está à espera do seu primeiro filho. Também a Casa real já se pronunciou sobre a …

Google Maps vai localizar e mapear áreas de contágio de covid-19

O Google Maps, 'website' e aplicação de cartografia da gigante norte-americana Google, vai poder revelar nos mapas, consultados por utilizadores, as áreas de infeção da covid-19. “Ao abrir o Google Maps, clique na guia à direita …

Cabra com mais de 400 anos encontrada mumificada numa montanha de gelo

Uma cabra morta há mais de 400 anos foi descoberta por um esquiador, em Val Aurina, em Itália. Hermann Oberlechner, alpinista e campeão de esqui, estava a caminhar quando encontrou algo invulgar e inesperado no …

Norte-americano morre após overdose de guloseimas

Um homem de 54 anos morreu na sequência de uma paragem cardíaca causada por hipocaliemia severa. A ingestão de alcaçuz preto em altas quantidades é apontada como a causa da morte. Um norte-americano de 54 anos, …

Cidade brasileira de Manaus pode já ter atingido a imunidade de grupo

Um estudo liderado pela Universidade de São Paulo, no Brasil, sugere que a cidade brasileira de Manaus, a capital do estado do Amazonas, pode já ter atingido a imunidade de grupo para o novo coronavírus …

Segunda vaga da covid-19 aumenta fosso entre ricos e os pobres em Madrid

A capital de Espanha foi a mais atingida da Europa ao nível de contágios e mortes por covid-19, situação que levou a presidente da Comunidade de Madrid, Isabel Díaz Ayuso, a decretar o bloqueio parcial …

Sobrinho de Pablo Escobar terá encontrado 18 milhões escondidos na parede do apartamento do traficante

Um sobrinho do traficante colombiano Pablo Escobar disse que encontrou 18 milhões de dólares em dinheiro escondidos dentro de uma parede de um dos apartamento do seu tio. De acordo com o jornal britânico The Independent, …

Bebé nasce durante voo (e companhia aérea oferece-lhe "passagem vitalícia")

Foi durante uma viagem de avião que uma menina resolveu vir ao mundo A mãe da bebé viajava num voo da Egyptair quando entrou em trabalho de parto e teve direito a um presente inesperado. …

Pelo menos 22 mortos em queda de avião militar na Ucrânia

Pelo menos 22 pessoas morreram, esta sexta-feira, na queda de um avião militar no este da Ucrânia, entre as quais estudantes de uma escola militar, havendo ainda registo de dois feridos graves. "Vinte mortos e dois …

Empresas espanholas terão de pagar despesas dos funcionários em teletrabalho

A lei não se aplicará se o teletrabalho tiver sido forçado pela pandemia de covid-19, mas a empresa terá de assumir, porém, as despesas dos funcionários que estejam a trabalhar à distância. De acordo com o …