/

Com as “melhores regalias do Estado”, Adão e Silva tem 5 anos para organizar comemorações do 25 de Abril

26

Salário de topo, motorista privado e uma equipa com, pelo menos, outras oito pessoas. Pedro Adão e Silva tem cinco anos para organizar as comemorações dos 50 anos do 25 de Abril.

O ex-secretário nacional do PS Pedro Adão e Silva foi o escolhido de António Costa para preparar o programa oficial das comemorações dos 50 anos do 25 de Abril. O comissário executivo vai ter um salário de topo, um motorista privado e vai liderar uma equipa com, pelo menos, outras oito pessoas.

A equipa pode crescer, explica o Observador, caso sejam recrutados “até quatro técnicos superiores”, como é admitido na resolução do Conselho de Ministros.

Nas comemorações dos 30 anos do 25 de Abril, António Costa Pinto foi convidado para ser comissário executivo de uma equipa de apenas três pessoas. Além disso, não acumulou o salário com qualquer outro tipo de rendimentos.

O salário de Pedro Adão e Silva andará à volta dos 320 mil euros até ao final de 2026. Embora a data da celebração seja em 2024, o tempo de vida da estrutura de missão das comemorações vai alargar-se até 2026.

De acordo com o estatuto remuneratório da Administração Pública, o cargo de direção superior de 1.º grau é equivalente ao de diretor-geral, o mais alto cargo da carreira, e tem direito a uma remuneração mensal de 3.745,26 euros, acrescidos de 780,36 euros para despesas de representação.

Assim, como apontou Rui Pinto num tweet, “durante 5 anos, 6 meses e 24 dias, Pedro Adão e Silva vai usufruir das melhores regalias que o Estado tem para oferecer.

O líder do PSD, Rui Rio, também criticou a escolha de Pedro Adão e Silva e pediu explicações ao primeiro-ministro.

“Para que é que é necessário nomear um comissário executivo com toda esta antecedência para comemorações que vão decorrer em 2024 e com o lugar a terminar em 2026? Vai ficar ao todo cinco anos e meio, a 4.500 euros por mês, dá seguramente mais de 320 mil euros ao todo”, criticou.

O líder do PSD afirmou que o Governo quer que, dos impostos dos portugueses, “paguem ao dr. Pedro Adão e Silva mais de 300 mil euros para organizar ou ajudar a organizar as comemorações” dos 50 anos do 25 de Abril.

“Considero isto absolutamente escandaloso e considero mesmo que se pode ler que é um pagamento pelos serviços prestados ao Partido Socialista com os impostos dos portugueses”, acusou.

Por sua vez, Francisco Rodrigues dos Santos, líder do CDS, acusou o Governo de “não olhar a meios para promover um dos protegidos do ‘socialistão’.

A exposição do caso por parte do diretor de informação do Porto Canal, Tiago Girão, no Jornal Editorial, também tem corrido as redes sociais.

António Costa considerou insultuosas as acusações proferidas por Rui Rio. Confrontado pela agência Lusa com esta posição do líder social-democrata, Costa respondeu: “É uma declaração tão insultuosa que, por uma questão de respeito com o líder da oposição, me exige que a ignore”.

O Presidente da República disse também esta terça-feira que a escolha de Pedro Adão e Silva pelo Governo para comissário executivo das comemorações dos 50 anos do 25 de Abril teve o seu aval e considerou-o “muito consensual”.

Questionado pelos jornalistas sobre esta escolha, durante um percurso a pé no concelho de Câmara de Lobos, na Madeira, Marcelo Rebelo de Sousa respondeu: “Foi uma escolha do Governo, mas com o meu aval”.

  Daniel Costa, ZAP //

26 Comments

  1. Pedro Adão e Silva teve a recompensa merecida pelos fretes que andou anos a fazer ao PS.
    Uma vez mais, os contribuintes pagarão a fatura desta grande festarola do regime.

  2. Claro que o Fidel Costa ignora comentários, não dá para comentar quando se é apanhado em flagrante a gozar com os portugueses. Dêem-lhe mais 40% nas próximas eleições. O verdadeiro 25 de abril é este, um ragabofe de desvios, roubalheira e corrupção. Nojo de país

    • Começo a perceber a morosidade do Estado e a sua ineficiência. Tanta gente (e mais do que isso tanto tempo) para tratar da organização uma comemoração, ainda que tão importante, não é eticamente defensável, independente da escolha. Há momentos em que os políticos, mesmo os melhores, se esquecem da razão da sua existência.

  3. Ao ler tudo isto que acabo de ler sobre Pedro Adão e Silva, “dá-me vómitos” e demostra a mesquinhez de certas pessoas que apenas servem para denegrir a imagem das pessoas. Que conhecimento têm certos energúmenos sobre a competência ou incompetência da pessoa em causa? A inveja impera e as pessoas independentemente da sua competência ou não são desde logo conotadas:
    1- Pelo Porto Canal e pelo “génio” Rui Pinto”, por se tratar de um adepto do Benfica, “com cultura, formação e nível” acima da média. Inveja apenas. Porque carga de água as pessoas são desde logo rotuladas sem terem prestado provas?
    2 – Já não valo do Observador qe todos conhecemos que acima de tudo apenas sabe disparar para a esquerda!
    3 – E é pena que o Dr Rui Rio a quem reconheço grandes qualidades democráticas, se tenha transformado num André Ventura que infelizmente é do meu clube e que apenas sabe falar!-Fazer dá um trabalhão terrível
    Não sejam invejosos e trabalhem em prol do país em vez de apenas escreverem ou falarem!

    • Meu caro Fernando,
      Tenho uma vaga para si e para o Sr. Adão e Silva na minha empresa.
      A atividade é Abate e Corte de Árvores e pago-lhe o Dobro.
      Aceita? se sim convide lá o seu amigo Adão…
      Abraço e até breve

      • Votem neles… Em democracia os votos é que mostram a vontade do povo. Por mim, o PS e amigos do PCP e BE são cartas fora do baralho.

    • Não se trata de inveja nem de clubite, trata-se honestidade. Se o país está cada vez mais endividado, o que manda a sensatez é cortar nas despesas e não aumentar. E porque não se fez um concurso público? Se calhar não dava jeito, porque depois tinham que fazer a mesma vergonha como fizeram com o Juiz Guerra!

    • “Não sejam invejosos e trabalhem em prol do país em vez de apenas escreverem ou falarem!”

      Concordo absolutamente. Dê-me ai 320k + regalias para eu organizar uma festa em 2024 em prol do país.

      Não podemos passar a vida toda sem baixar as palas por clubismo político…

    • Só alguém com muito pouca lucidez e amigo do outro é que pode fazer um comentário destes. Se ele é assim tão competente e isso não discuto não deveria aceitar ser o mestre de cerimónias , a não ser que esteja tão incapacitado que só lhe resta organizar uma coisa tão simples e de importância tão reduzida onde será pago a peso de ouro.
      Isto só visto porque contado ninguém acredita.

    • Caro Sr. Fernando Figueiredo
      Dá-lhe vómitos a indignação das pessoas por esta pouca vergonha ? Tome um qualquer remédio para esses sintomas , porque por este andar, é natural que vá passar o resto da sua vida com eles, tal a roubalheira e descaramento a que estes políticos chegaram .
      Aqui não interessa se a pessoa em causa é competente ou não . O que causa revolta, é montar uma equipa de várias pessoas pagas a peso de ouro com os impostos dos portugueses, para durante 5 anos prepararem uma data . Qualquer dia o 25 é considerado não o dia da liberdade , mas o dia da roubalheira .

  4. Só tenho um comentário sobre este assunto.Não é por acaso que Portugal continua um país miserável com um povo que tolera estas poucas vergonhas.

  5. Muito tempo, muitas regalias, enfim… um tacho de luxo!!
    Se o 50° aniversário é em 2024, porque razão ficam até 2026?!
    Tudo mal…

    • Pouco tempo, muitas regalias, enfim… um tacho de luxo!
      Se o quinquagésimo (50) aniversário é em 2024, porque é que ficam até 2027?!
      Tudo bem…

  6. As comemorações do 25 de abril, deveriam ser exatamente o contrário de despesismo, de faustoso e formalismo. Não a um 25 de Abril totalmente aburguesado….

  7. É um escândalo vergonhoso que insulta todos os portugueses e nada tenho contra Adão e Silva.
    Ser nomeado como comissário executivo para as comemorações do 25 de Abril, só por si, já é uma distinção. Mas quando essa distinção ainda é reforçada com um salário obsceno mais restantes mordomias e colaboradores, atinge as raias do desprezo por quem trabalha e paga os seus impostos. O Primeiro ministro e seus acólitos, não têm mesmo vergonha e gozam diariamente com os portugueses. Inadmissível!
    Só mais um desabafo: PS? nem pensar. Nunca mais.

  8. Mas então que presidente da republica é este que concorda com tudo que o amigo Costa propõem?
    Que presidente é este, que se diz de todos os portugueses, e assina um nomeação destas?
    Que presidente é este que não tem tomates para dizer não ao Costa e salvaguardar as finanças de Portugal?
    Que presidente é este que sabe que o país está falido e aceita esta vergonhosa nomeação?
    Onde estão os deputados da assembleia da republica (das bananas) e que nada dizem?
    Onde estão os partidos da esquerda que tanto dizem defender os “pobrezinhos” e estão calados que nem ratos?

  9. A culpa é de todos nós que continuamos a aceitar este tipo de situações sem reagir. E o país cada vez mais pobre economicamente e na mentalidade.

  10. O estranho desta História, é a necessidade de cinco Anos para preparar un evento !….. Que razão para tal ou Agenda ocultada aos Portugueses, está nesta decisão ?????….como sempre afirmei em certos casos, não é o que vem a Publico que me inquieta mas sim o que o Governo não divulga !

  11. comemorar o quê? Passamos dos salazarentos para os socialentos( grupo de organizado para fazer de parvos todos os Portugueses e extorquir dinheiro do erário publico).Este mestre de cerimonias sai caro aos contribuintes. Organizar estes acasalamentos poderá ser feito por qualquer empresa de eventos muito mais barata e ainda oferece: Alianças, o fato para padrinho diga-se presidente da republica , o véu para o Sr.primeiro ministro, o a indumentária para toda a classe politica( meninos das alianças), que não passa de um grupo organizado de corruptos. Mais uma maçon que vai comer à conta d todos nós.
    Tenho vergonha e emigrem…

  12. Nem questiono a competência ou não do dito senhor, só pergunto o porquê de tantas regalias e 5 anos para organizar a festa que certamente será um festão à custa dos nossos impostos que tanta falta fazem logo a começar na saúde que está a cair de podre. Pouca-vergonha de governantes oportunistas, a mim a tal festa já me mete nojo sem sequer ter começado!

  13. É irónico que os 50 anos do 25 de Abril sejam festejados desta forma. É a festa de quem dá graças por ter a liberdade de poder roubar os Portugueses descaradamente durante 50 anos. Nada melhor do que a criação de toda uma nova categoria de tachos para celebrar em grande… Continuem a votar à esquerda e depois queixem-se.

  14. Porque raio vai la estar 5 anos e meio a preparar uma comemoração de um único dia? E depois com aquela equipa toda atrás . Assim se parasita o contribuinte .

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.