Acordo para o Brexit chumbado. Plano de May esmagado no Parlamento

O Parlamento britânico chumbou, por uma esmagadora maioria, o acordo de saída da União Europeia negociado pela primeira-ministra Theresa May. O líder da oposição, o trabalhista Jeremy Corbyn, aproveitou a derrota histórica de May para apresentar uma moção de censura.

Os deputados do Parlamento britânico chumbaram esta terça-feira o acordo assinado entre Theresa May e a União Europeia para o Brexit. Nesta votação, que arrancou às 19h00, a primeira-ministra precisava de 318 votos a favor para fazer aprovar o seu plano.

Mas, naquela que é agora a maior derrota parlamentar de um governo britânico em 100 anos, o Parlamento do Reino Unido rejeitou por esmagadora maioria o plano da primeira-ministra para o Brexit – a saída do país da União Europeia.

O plano de May recebeu o apoio de 202 votos, contra 432 votos de deputados que rejeitaram o acordo proposto – o que significa que 118 deputados do próprio Partido Conservador, da primeira-ministra, votaram contra o seu plano.

“O voto de hoje não é sobre o que é melhor para o líder da oposição, é sobre o que é melhor para o país”, disse Theresa May no final do debate e momentos antes da votação, referindo que “uma saída sem acordo não foi o que os britânicos votaram”, e um segundo referendo daria origem a “mais 2 meses de incerteza e divisão”.

Moção de censura de Corbyn

Esta é um derrota catastrófica para este governo. O Parlamento entregou o seu veredito sobre o acordo dela. Atrasar e negar chegou ao fim da linha. Anuncio que vou submeter uma moção de censura contra este governo“, anunciou Jeremy Corbyn, líder do partido trabalhista Labour, na oposição.

O texto da moção de Corbyn garantiu o apoio de todos os partidos da oposição – Partido Trabalhista, SNP, Liberais Democratas, Verdes e Plaid Cymru.

A moção de censura trabalhista, que poderá fazer cair de imediato o governo de Theresa May, será votada já esta quarta-feira. Se a moção de censura for aprovada, o Parlamento tem 15 dias para encontrar um governo alternativo que reúna o apoio da Câmara e evitar  eleições antecipadas.

Quem tem “coragem de dizer a única solução positiva”?

O presidente da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker, reagiu aos resultados da votação no Twitter, lamentando a rejeição do acordo e deixando um aviso: “O tempo está a esgotar-se.”

O presidente do Conselho Europeu, Donald Tusk, por seu turno, reagiu à rejeição do acordo de saída do Reino Unido da União Europeia pelo parlamento britânico questionando quem terá a “coragem de dizer qual é a única solução positiva”.

Se um acordo é impossível, e ninguém quer um «não acordo», então quem terá finalmente a coragem de dizer qual é a única solução positiva?”, escreveu Tusk na sua conta oficial na rede social Twitter.

A mensagem de Tusk foi publicada imediatamente após ser conhecido o resultado da votação na Câmara dos Comuns, que rejeitou de forma expressiva o acordo de saída negociado entre o Governo da primeira-ministra Theresa May e a União Europeia (432 votos contra e somente 202 a favor).

Esta é para já a única reacção do presidente do Conselho Europeu, que poderá convocar para breve uma cimeira de chefes de Estado e de Governo da União a 27 para discutir os passos a seguir após o “chumbo” de hoje.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

  1. Ja fizeram os estragos todos no euro, portanto agora é obrigar a sair no tempo que está estipulado no tratado de Lisboa ou se ficam, ficam como todos os outros, com euro em vez de libra e deixam de gozar com todos europeus.

Só pela profissão, professores "não são grupo de risco"

Graça Freitas reconheceu a importância dos professores "para o funcionamento do país", mas rejeitou considerá-los um grupo de risco esta sexta-feira. Os professores não são considerados um grupo de risco que deva ser integrado entre as …

João Leão infetado com covid-19

João Leão, ministro das Finanças, testou positivo à covid-19. O governante encontra-se assintomático e em confinamento domiciliário. O ministro de Estado e das Finanças, João Leão, testou positivo à covid-19. A informação foi adiantada este sábado …

Ricardo Salgado quer anular multa de 75 mil euros

A defesa de Ricardo Salgado recorreu ao Supremo Tribunal de Justiça para tentar anular uma decisão do Tribunal da Relação de Lisboa que confirmou uma multa de 75 mil do Banco de Portugal por causa …

Portugueses começam a votar nas Presidenciais este domingo. Há 246 mil inscritos

Os portugueses começam a votar já neste domingo, uma semana antes das eleições Presidenciais de 24 de janeiro, no chamado voto antecipado em mobilidade para que se inscreveram mais de 246 mil eleitores. As europeias e …

Maduro ofereceu oxigénio ao Amazonas (quando há venezuelanos a morrerem por falta dele)

O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, ofereceu oxigénio hospitalar ao Estado do Amazonas, no Brasil, para ajudar a combater a falta deste gás devido ao elevado número de casos de covid-19. Uma generosidade que está …

Pior dia da pandemia. Portugal regista 10.947 infetados e 166 mortos em 24 horas

O boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS) revela que, este sábado, Portugal atingiu dois recordes num só dia. Portugal voltou a registar um novo máximo este sábado, no dia dois do novo confinamento. Nas últimas …

Vírus duplica incidência em Espanha. Já provocou quase 2.500 mortos em 2021

Nos primeiros 15 dias de 2021, o número de infeções por covid-19 duplicaram em Espanha, com mais 300 mil novos contágios e 2.477 mortes, segundo números das autoridades sanitárias. Espanha começou o ano de 2021 com …

Apoio do Governo para pagar conta da luz em Janeiro não passa dos 2,40 euros por família

O apoio extraordinário que o Governo vai dar às famílias portuguesas para o pagamento da conta da luz, neste mês de Janeiro, devido ao confinamento e às temperaturas anormalmente baixas, é modesto. A verba máxima …

Crónica ZAP - Nota Artística por Nuno Miguel Teixeira

Nota artística: um clássico que valia 14 pontos

https://soundcloud.com/nuno-teixeira-264830877/fc-porto-1-1-benfica-o-musical-1 Chegámos.   Chegámos ao grande jogo do campeonato. Desta vez aparece no calendário só a meio de Janeiro, mas cá está ele. O grande jogo. "Ai não! Há Sporting, há Boavista, há Braga!". O Sporting e o …

Armin Laschet sucede a Angela Merkel na liderança da CDU

Este sábado, Armin Laschet foi eleito líder do partido alemão União Democrata-Cristã (CDU), depois de Angela Merkel ter abandonado o cargo, em setembro. Armin Laschet, chefe do governo da Renânia do Norte-Vestfália, é o novo líder …