Acabámos de enviar uma mensagem para o espaço à espera que os ETs nos descubram

Danielle Futselaar / METI

Astrónomos do SETI criaram o METI, Messaging Extraterrestrial Intelligence, cujo objetivo é enviar uma mensagem para o espaço, sob a forma de ondas de rádio, na esperança de que os ETs a perceba – e decidam entrar em contacto connosco.

A equipa do famoso programa SETI, Search for Extraterrestrial Intelligence, pretende enviar uma mensagem com objetivo de obter um dia uma resposta – caso uma qualquer civilização de um planeta potencialmente habitável a receba. Mas essa resposta pode demorar mais de duas décadas a chegar.

Acho que este é um resultado improvável, mas seria um resultado bem-vindo”, disse Douglas Vakoch, presidente e fundador da Messaging Extraterrestrial Intelligence.

As ondas de rádio usadas para enviar a mensagem espacial são conhecidas como Sonar Calling GJ273b. Segundo Vakoch, este é o tipo de onda que podeeria ser recebida por outras vidas inteligentes que possam existir noutros planetas.

O objetivo original do SETI é estudar as ondas de rádio provenientes do espaço na expectativa de que um dia se descubra um qualquer padrão nas ondas que não possa ter sido criado por processos naturais – ou seja, uma prova de inteligência extraterrestre.

O METI quer agora fazer exactamente o contrário: enviar para o espaço sideral ondas de rádio que claramente apenas seriam produzidas tecnologicamente – para que quaisquer ETs que, tal como nós, se entretenham a analisar ondas de rádio vindas do espaço, percebam que a mensagem tem origem inteligente, e saibam que nós existimos.

A mensagem foi enviada em outubro em direção à estrela GJ 273, também conhecida como estrela de Luyten, uma anã vermelha na constelação do norte de Canis Minor, que fica a uma distância de 12 anos-luz da Terra.

A mensagem inclui detalhes de matemática e ciência, além de uma descrição das sondas de rádio que proporcionam o envio da mensagem. Além disso, foi também enviado um “tutorial” sobre relógios e cronogramas, para averiguar se a compreensão do tempo dos habitantes de GJ 273b é semelhante à nossa.

Segundo os astrónomos do METI, a maneira mais rápida de os alienígenas responderem à nossa mensagem é repetir a mensagem na nossa direção com cálculos semelhantes, para provar que entenderam o recado.

Nós dizemos-lhes que 1+1=2. Os alienígenas poderiam responder a informar-nos que entendem que 10+10=20” explicou um dos membros do projeto. Contudo, devido à distância entre a Terra e o planeta GJ 273b, que orbita a estrela para onde a mensagem foi enviada, a resposta levaria pelo menos 25 anos a chegar até nós.

As ondas de rádio são justamente uma das tecnologias capazes de proporcionar uma comunicação entre a humanidade e outra civilização inteligente que, possivelmente, exista por esse espaço fora.

“É tarde demais para nos escondermos no Universo. Os extraterrestres podem estar à espera de uma indicação clara que mostre que estamos preparados para falar com eles”, disse Vakoch em dezembro do ano passado, na altura da apresentação do projeto.

A ideia de enviar mensagens para o espaço sempre foi controversa. Stephen Hawking, por exemplo, acha que é perigoso querermos dizer um olá aos extraterrestres, e alerta para as repercussões de encontrar uma civilização alienígena – certamente muito mais antiga e avançada tecnologicamente do que a nossa.

Mas esta não é, no entanto, a primeira vez que a Humanidade envia mensagens para o espaço com o objectivo de se dar a conhecer aos nossos vizinhos extraterrestres. Em 1977, a missão Voyager, da NASA, enviou para o espaço sideral duas naves, cada uma com um disco de ouro gravado com sons, imagens e mensagens da Terra.

RED ICE / JPL-Caltech / NASA

A sonda Voyager e o famoso disco dourado que levou para o espaço informação sobre a Humanidade. Ao fundo, o astrofísico Carl Sagan, mentor da ideia.

“Noventa e oito por cento dos astrónomos da SETI, eu inclusivamente, pensam que o METI é potencialmente perigoso”, afirma Dan Werthimer, cientista do SETI na Universidade da Califórnia, em Berkeley. “É como gritar numa floresta sem saber se lá há tigres, leões, ursos ou outros animais perigosos”.

ZAP ZAP // CanalTech

PARTILHAR

20 COMENTÁRIOS

  1. Imaginem que esses ETs são seres belicistas e que a maquina de guerra deles é superior à nossa.
    Agora eles vão saber onde estamos e nós só o vamos saber tarde demais.

  2. Sim pronto envias-te…e não te esqueças-te que eles vem cá mais vezes á mais tempo,desda a era medieval ou á mais tempo como está pintado nas imagens, ou é preciso saber mesmo de onde vem só para provar ao mundo…

  3. Eles já sabem a bastante tempo que nós existimos….não sabemos ao certo é porque ainda não se manifestaram de forma clara. Motivos existem e muitos!…

  4. Tudo isto a respeito de ET’s é só conversa fiada. Não existem ET’s até que se comprove. É viajar na maionese.

    • Se não existem ETs, o que são esses ‘estranhos objetos’ que atravessam nossos céus, cuja existência até mesmo a Aeronáutica brasileira já admitiu publicamente, mais precisamente na famosa vaga de 1986; que Inteligência é a responsável por suas manifestações e evoluções em nossos céus? Não se esqueça do episódio da queda de um avião da FAB em evento público no Rio de Janeiro, que teve a rede Globo como protagonista ao demonstrar através de gravações de vídeo pela própria emissora, que o motivo da queda foi um ‘estranho objeto'[comumente chamado OVNI] que em altíssima velocidade [impossível de ser visto pelo olho humano] tangenciou uma das asas da aeronave motivando sua queda. Dá para o Sr. explicar – racionalmente?

    • Se os ETs não existem que “objetos vadores” eram aqueles perseguidos pelos aviões-caça da FAB em 1986, fenômeno conhecido como Vaga Ufológica de 1986, que resultou em confirmação da veracidade e realidade do fenômeno pelo governo brasilieiro através do Ministro da Aeronáutica? Que “objeto voador” era aquele que derrubou um avião da FAB em plena exibição em evento público no Rio de Janeiro, capturado pela filmagens da Rede Globo e francamente exibido pela TV. enquanto mostrava ao tripulante do avião sinistrado, que se salvou ejetando-se, e questionando-lhe se ele teria visto o “objeto voador” que em velocidade incrível (não perceptível pelo olho humano, por isso só apareceu nas filmagens) o qual respondeu francamente que desconhecia o que o havia abatido de forma tão magistral? Que Inteligência estão por trás desses “estranhos objetos” foi claramente reconhecido pelo equipamentos de controle aéreo brasileiro e pelos experts da própria Aeronáutica que vieram a público declarar. Que Inteligências são essas e de onde vêm, já que da Terra não podem provir como declararam os analistas e especialistas do setor aeroespacial brasileiro? O Sr. poderia me esclarecer, então?

    • Não… Eles só precisam de esperar um pouco. Nós rebentamos com isto tudo sózinhos. Não precisamos de ajuda de nenhum extra terrestre!

  5. Conteúdo da mensagem: Não venham! Se nós somos um povo que se autodestrói, imaginem o que vamos fazer convosco. Somos um vírus letal que acabará por destruir este planeta (e talvez outros). Para vosso bem, não venham… Fujam!!!!”

  6. Outras civilizações podem ver-nos como concorrência e decidir destruir-nos, por isso, enviar mensagens a anunciar a nossa presença é estúpido e perigoso.

  7. Eu vi um corpo preto a planar a uma velocidade suave para eles mas muito alta para qualquer aviao no ceu em Londres este verao, fixei o olhar para ficar na minha memoria do informacao possivel.

    Eu acho que sao criados pela natureza, temos de provar isto como, tendo camara de vigilancia para gravar estes fenomenos naturais…

RESPONDER

FPF abre processo contra Teo Fonseca por intermediação ilegal de jogadores

A FPF abriu um processo disciplinar a Teodoro Fonseca, dono da SAD do Portimonense, por intermediação ilegal de jogadores em transferências para o FC Porto. Teodoro Panagopoulos, mais conhecido no mundo do futebol como Teo Fonseca, …

Cabrita fala em "ano terrível" e rejeita alívio de medidas para já

O ministro da Administração Interna, Eduardo Cabrita, fez o balanço de um ano de pandemia em Portugal, admitindo ter sido um "ano terrível" para os portugueses e afastando perspetivas de um alívio de medidas por …

Muçulmanos invadiram a Sicília e revolucionaram o comércio de vinho

Uma equipa de investigadores da Universidade de York encontrou resíduos químicos de uvas em ânforas, um tipo de recipiente medieval, sugerindo um próspero comércio de vinho na Sicília islâmica. Foram ainda encontrados cacos encharcados de vinho …

Com as famílias em dificuldades, escolas alimentam 40% dos alunos que serviam antes do confinamento

Mesmo com as aulas online, as cantinas continuam a trabalhar para alimentar alunos com carências. Só na última semana, as escolas públicas serviram em média 45 mil refeições por dia. O número significa que estão …

2 de março de 2020. Confinamentos, recordes, três vagas e um "milagre" depois

O primeiro caso de covid-19 em Portugal foi registado há, precisamente, um ano. 365 dias depois, o medo esfumou-se, mas a incerteza permanece. A 2 de março de 2020 foram confirmados em Portugal os primeiros casos …

Genoma do urso-das-cavernas sequenciado graças a minúsculo osso com 360 mil anos

Investigadores sequenciaram o genoma do urso-das-cavernas graças a um pequeno osso com 360 mil anos. A história evolutiva deste animal mudou drasticamente. Os ursos-das-cavernas eram enormes ursos herbívoros que vagueavam pela Europa e norte da Ásia …

Um ano após o primeiro caso, Marcelo elogia SNS, mas relembra que a pandemia ainda não acabou

Para o chefe de Estado, ao longo de 12 meses, Portugal "foi-se ajustando à pandemia, umas vezes mais proativamente outras, infelizmente, mais reativamente". Marcelo diz que "é desejável" melhorar a "capacidade de planear e antecipar …

Plano de Recuperação tem alto risco de fraude (e chovem críticas)

Um grupo de reflexão, constituído no âmbito do Departamento Central de Investigação e Ação Penal (DCIAP), concluiu que o Programa de Recuperação e Resiliência (PRR) comporta um sério risco de fraude e necessita de várias …

Moedas quer unir a direita contra Medina. Objetivo é incluir IL e Aliança na coligação PSD/CDS

Carlos Moedas está a tentar alargar a coligação PSD/CDS para construir uma frente de direita contra o socialista Fernando Medina, atual presidente da Câmara Municipal de Lisboa. O Público avança esta terça-feira que Carlos Moedas, candidato do …

Faz pequenas pausas antes de responder a uma questão? Pode parecer menos sincero

Costuma fazer pequenas pausas antes de responder a uma questão? Este comportamento pode fazer com que a resposta pareça menos sincera e confiável, de acordo com uma nova investigação da American Psychological Association. Segundo a …