A NASA tem um “plano imperialista” para colonizar o Sistema Solar com robôs

Dennis M. Davidson / NASA

Conceito artístico de uma base lunar, com astronautas e um rover lunar semelhante aos 3 usados nos programas Apollo da NASA

Conceito artístico de uma base lunar, com astronautas e um rover lunar semelhante aos 3 usados nos programas Apollo da NASA

Cientistas da NASA dizem que nas próximas décadas a agência espacial norte-americana poderia estabelecer uma colónia autónoma de robots na Lua como um primeiro passo de um plano de imperialização espacial.

A NASA estará a planear colonizar o Sistema Solar com robôs – a começar pela Lua.

A informação é do site russo Lenta.ru, que diz estar na posse do relatório preliminar de um estudo de uma equipa de especialistas do Centro Espacial Kennedy, que descreve a forma com o sistema solar poderia ser conquistado por colónias de robôs autónomos.

O estudo especifica que seria necessário colonizar antes de mais a Lua, como um primeiro passo para “criar condições para a imperialização do sistema solar“.

De acordo com o estudo da NASA, seria necessário enviar pelo menos 12 toneladas de carga útil para o nosso satélite natural para criar com sucesso uma colónia autónoma de robots.

Essa população robótica seria inicialmente controlada remotamente a partir da Terra.

A colónia iria então gradualmente tornar-se independente, com a ajuda de recursos minerais e energia praticamente ilimitados – provenientes quer da própria Lua quer de asteróides capturados no espaço.

Os especialistas citados prevêem que dentro de algumas décadas, após um investimento adicional, o volume de produção industrial na Lua poderá ser milhões de vezes maior do que o actualmente registado nos Estados Unidos da América (da Terra).

Não é a primeira vez que são revelados “planos secretos da NASA” para colonizar a Lua com robôs.

Em julho do ano passado, o jornal britânico Express revelou que a NASA planeava enviar robôs à Lua, para a tornar habitável para os seus futuros colonos humanos.

E em 2013 a própria NASA desvendou planos para lançar uma missão com o objectivo de investigar formas de capturar e extrair minério de asteróides – alguns dos quais poderão guardar riquezas incomensuráveis.

Como é o caso, por exemplo, do asteróide de 4,9 biliões de euros que em 2015 passou por perto da Terra…

ZAP //

PARTILHAR

9 COMENTÁRIOS

    • Talvez a solução seja Portugal lá voltar de novo pôr toda a escumalha fora do país e devolvê-lo aos poucos índios nativos que restam uma vez que as riquezas não chegam para tanto corrupto lá existente.

  1. o que eu acho mesmo estranho é não existir uma unica foto da terra que seja verdadeira.. não é estranho ser tudo compósito em photoshop com tanto satelite supostamente lá em cima?

  2. A Lua é como a Madeira e Açores, não tem indígenas. Quando chegámos às nossas ilhas não havia habitantes e tomámos posse delas. Os EU foram os primeiros a chegar à Lua, a pisar o solo e colocar uma bandeira lá. Investiram milhares de milhões no projeto espacial e todos desfrutaram, quer do conhecimento quer dos avanços científicos daí provenientes. Não concordando com a política de hegemonia que os EU têm em relação ao nosso planeta, sou obrigado a aceitar que eles têm direito à Lua. A questão é, Marte está ao alcance? Então é melhor enviar o Herman José (o primeiro astronauta Português) para lá com o seu funil na cabeça para colocar um dos nossos padrões e a nossa bandeira antes que seja tarde. Basta usar os milhões do idiótico aeroporto do Montijo.
    A bem da Nação.

    Slan

  3. Não quero refutar o comentário dos patrícios portugueses quanto a corrupção em meu país; porém devo lembrar-lhes que os primeiros que aqui chegaram foram as tranqueiras que vosso rei queria limpar de suas prisões. 500 anos passados eles se multiplicaram aqui no além mar!

    • Meu amigo é mais aquém mar, o além já foi, a corrupção, vem do passado longínquo, mas os novos políticos pós implantação da república refinaram debaixo do estandarte da democracia a corrupção em benefício próprio conivente entre todas as cores. Enfim, os povos têm os governos que merecem.

  4. Interessantes comentários nobres cidadãos lusitanos! Porém devemos nos lembrar que vosso rei, no início de nossa colonização da qual herdamos a língua Pátria, seus costumes
    , tradições culturais, e gastronomicas; porém vosso rei também nos enviou muito do que não prestavam e apodrecido em suas prisões. O resultado disso e que essa praga se multiplicou em terras tupiniquins e o resultado disso podemos observar 500 anos depois desenvolvendo essa tecnologia made um Portugal/Brasil para o mundo! Não é impressionante!

  5. Pois é ! não sei de quem são as culpas, mas se for possível comparem as “colonizações” entre o Brasil e a Austrália. Este país recebeu da Inglaterra o que pior lá havia para colonizar (ladrões, prostitutas , só gente reles). Fez pouco caso dos habitantes existentes e no entanto conseguiu um alto nível de vida!!! A sua independência é muito mais recente que a do Brasil… dá que pensar e analisar, não!

RESPONDER

Parar de comer quando se está cheio nem sempre é fácil (e há uma razão para isso)

Com alguns alimentos, parar de comer — mesmo quando se está cheio — nem sempre é fácil. Isto porque algumas destas comidas podem ter sido feitas de forma a que tal aconteça. Nenhum alimento é criado …

Há milhares de misteriosos buracos no fundo do mar da Califórnia

Surgiu um novo mistério perto da costa de Big Sur, na Califórnia, no fundo do Oceano Pacífico: há milhares de pequenos fragmentos redondos retirados dos sedimentos do fundo do mar.   A descoberta foi feita como parte …

NASA apresenta "mapa do tesouro" para encontrar água em Marte

Uma equipa de cientistas da NASA elaborou um mapa da água congelada que existe em Marte e que se acredita estar a apenas 2,5 centímetros abaixo da superfície do Planeta Vermelho - isto é, à …

Já se sabe como é que planetas florescem a partir de pequenos pedaços de poeira

Uma equipa de investigadores validou uma teoria que pode explicar como é que os planetas crescem a partir de pequenos pedaços de poeira interestelar. O crescimento de um pequeno pedaço de poeira até um planeta inteiro …

Rainha Isabel II está a procura de um gestor de redes sociais

A família real britânica está à procura de um gestor de redes sociais. O salário vai oscilar entre os 53 e 59 mil euros anuais por 37 horas semanais, de segunda a sexta-feira. A rainha Isabel II …

Cinco antepassados de crocodilos viveram há 150 milhões de anos na Lourinhã

Pelo menos cinco crocodilomorfos, antepassados dos crocodilos, viveram na região da Lourinhã há 150 milhões de anos, durante o período do Jurássico. Num artigo publicado na Zoological Journal of the Linnean Society, os paleontólogos Alexandre Guillaume, …

A radiação de Chernobyl está a deixar as vespas esfomeadas (e isso é má notícia)

A Zona de Exclusão de Chernobyl é a área em torno da cidade ucraniana de Pripyat, onde a Central Nuclear de Chernobyl entrou em colapso em 1986. Apesar de não haver humanos na região, e …

Beethoven deixou a 10.ª sinfonia inacabada (e a IA vai completá-la)

Um dos maiores dilemas da história da música é a obra inacabada de Ludwig van Beethoven (1770-1827), a "10ª sinfonia", com muitos músicos a esforçar-se para finalizá-la, utilizando alguns dos fragmentos disponíveis, mas sem sucesso. Desta …

Orcas bebé têm maior probabilidade de sobreviver se viverem com a avó

Crias de orca que vivam com a avó têm uma maior probabilidade de sobreviver quando comparadas às outras orcas. A experiência destas espécimes mais velhas é essencial para o grupo. Tal como nos humanos, as avós …

A "capital mundial das pessoas feias" mora na Itália

Piobbico, na Itália, é uma cidade medieval repleta de grandes edifícios de pedra cercados por florestas exuberantes. No entanto, a cidade é conhecida pela feiura dos seus habitantes. Esta cidade, com cerca de 2.000 habitantes, alberga …