A ideia do Holocausto foi de um palestiniano (diz Netanyahu)

World Economic Forum / Flickr

Benjamin Netanyahu, primeiro-ministro de Israel

Benjamin Netanyahu, primeiro-ministro de Israel

O primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, alega que o Holocausto contra os Judeus não foi ideia de Adolf Hitler, mas do líder palestino da altura, Haj Amín al Huseini.

Uma declaração que está a causar polémica e que Netanyahu proferiu durante um discurso no 27.º Congresso Sionista, na terça-feira à noite, em Jerusalém.

“Hitler não queria exterminar os judeus naquele momento, Novembro de 1941, queria expulsá-los, disse o governante israelita em declarações divulgadas pelo jornal Haaretz, acrescentando que foi o líder palestino da altura, Haj Amín al Huseini, que convenceu o ditador Nazi a enveredar pelo caminho, após um encontro entre ambos em Berlim.

Haj Amín al Huseini não queria que os judeus se refugiassem na Palestina, argumentou ainda Netanyahu.

Esta tese é corroborada por alguns historiadores, mas há vários que se afastam dela, nomeadamente a historiadora do Museu do Holocausto, Dina Porta, que diz que as alegações de Netanyahu são “factualmente incorrectas”.

O líder da oposição israelita, o trabalhista Isaac Herzog, fala numa “perigosa distorção da História” e até o ministro da Defesa, Moshe Yaalon, aliado de Netanyahu, se demarca desta posição do primeiro-ministro de Israel.

O secretário da Organização para a Libertação da Palestina, Saeb Erekat, diz, por seu turno, que “Netanyahu parece odiar tanto os palestinianos que está disposto a absolver Hitler pela matança de seis milhões de judeus”.

Uma ideia que Netanyahu refuta antes de partir para a Alemanha em visita oficial.

“Não quis dizer que absolvia Hitler da sua responsabilidade, mas sim que o fundador da nação Palestina [Al Huseini] queria destruir os judeus, mesmo antes da existência da ocupação dos territórios”, disse o primeiro-ministro israelita.

O governante, que é filho do historiador Benzion Netanyahu, já tinha dito, em 2012, numa intervenção no Parlamento de Israel, que Al Huseini foi “um dos principais arquitectos” da “solução final” imposta por Hitler.

SV, ZAP

PARTILHAR

7 COMENTÁRIOS

  1. É a Era da Desinformação!.. Agora só falta os Americanos virem dizer que quem mandou deitar a bomba em Hiroshima foi o Estado Islâmico.

  2. Facto: Amin al-Husayni era nazi, trabalhou sob as ordens de Himmler e era tratado pelas cúpulas do Partido Nacional Socialista por “o Grande Mufti de Jerusalém”.

  3. Este sionista é parvo todos os dias… Agora anda a inventar coisas para atacar os palestinianos… O mundo ainda não percebeu que isto está tudo f0did0 por culpa dos sionistas e que o mesmo mundo só terá paz quando esta raça for “reeducada em campos próprios” para o efeito ???
    A terceira guerra mundial e o fim disto tudo, terá origem nos sionistas !!!

  4. Na realidade o “Grande Mufti de Jerusalém” na altura da 2ª Grande Guerra era um nazi convicto e foi recebido por Hitler com honras de Chefe de Estado. Icentivou inclusive a adesão de muitos muçulmanos, principalmente na Albânia e na Europa de Leste ás SS nazis, que tiveram participação activa no massacre de prisioneiros soviéticos, judeus, ciganos, etc. Dizer no entanto que ele foi o ideólogo da solução final, apesar de concordar com ela, é uma “inverdade” histórica, sem possuir argumentação séria ou factos que o comprovem.

RESPONDER

Uma só teoria da conspiração sobre a covid-19 matou 800 pessoas. 60 ficaram totalmente cegas

Pelo menos 800 pessoas morreram e 60 ficaram cegas na sequência de uma teoria da conspiração sobre a covid-19, concluiu um novo estudo. A investigação, cujos resultados foram esta semana publicados na revista científica American Journal …

Apple e Google removem das suas lojas de aplicações um dos jogos mais populares do mundo

As gigantes tecnológicas Apple e Google removeram esta semana das suas lojas de aplicações, a App Store e a Google Play Store, respetivamente, o Fortnite, um dos jogos mais populares de todo o mundo. As …

Encontrado tesouro de artefactos nazis no "Covil do Lobo", o quartel-general ultrassecreto de Hitler

Quando os nazis se prepararam para invadir a União Soviética, em 1941, construíram um quartel-general militar secreto na floresta Masúria, na Polónia, ao qual chamaram "Wolfsschanze" ou "Covil do Lobo". Desde a sua descoberta após a …

Itália vai construir um túnel submarino para unir Sicília ao continente

Itália está a planear construir um túnel para ligar a região insular da Sicília ao continente italiano. O projeto de cinco mil milhões de euros vai ser pago com a parte do Fundo de Recuperação …

Point Roberts tinha um pé nos EUA e outro no Canadá (mas agora não "pertence" a nenhum)

Point Roberts, em Washington, está numa posição única. Localizada na ponta da Península de Tsawwassen, a cidade fica totalmente abaixo do paralelo 49, a linha que separa o Canadá dos Estados Unidos. Agora, a cidade …

Milhares de processadores quebraram um trilião de chaves para resgatar um Zip com bitcoins

Um misterioso homem perdeu o acesso a um ficheiro Zip onde estavam encriptadas as suas chaves privadas de bitcoins. Os 300 mil dólares foram resgatados por dois especialistas em criptografia — e por muitos milhares …

Reino Unido com mais de mil novas infeções pelo quarto dia consecutivo

O Reino Unido registou mais 11 mortos e 1.441 infeções de covid-19 nas últimas 24 horas, anunciou o Ministério da Saúde britânico, que manteve restrições sobre a área metropolitana de Manchester e parte do norte …

Governo não pondera (para já) proibição de fumar ao ar livre

O Governo não está a ponderar, neste momento, proibir fumar ao ar livre como foi decretado em Espanha, mas há “muitos aspetos em aberto” que serão acompanhados, disse esta sexta-feira a ministra da Saúde, Marta …

Lotação do Avante reduzida a um terço. Visitantes terão uma "área superior à que está estabelecida para as praias"

O PCP anunciou que vai limitar a entrada na sua anual Festa do "Avante!" a um terço da capacidade total, em virtude do contexto de pandemia de covid-19. O espaço de 30 hectares das Quinta da …

Governo da Guiné Equatorial demitiu-se em bloco

O Governo da Guiné Equatorial, liderado pelo primeiro-ministro Francisco Pascual Obama Asue, apresentou a sua demissão em bloco. Em declarações aos jornalistas, o ministro da Comunicação e porta-voz do Governo em funções, Eugenio Nze Obiang, explicou …