A ideia do Holocausto foi de um palestiniano (diz Netanyahu)

World Economic Forum / Flickr

Benjamin Netanyahu, primeiro-ministro de Israel

Benjamin Netanyahu, primeiro-ministro de Israel

O primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, alega que o Holocausto contra os Judeus não foi ideia de Adolf Hitler, mas do líder palestino da altura, Haj Amín al Huseini.

Uma declaração que está a causar polémica e que Netanyahu proferiu durante um discurso no 27.º Congresso Sionista, na terça-feira à noite, em Jerusalém.

“Hitler não queria exterminar os judeus naquele momento, Novembro de 1941, queria expulsá-los, disse o governante israelita em declarações divulgadas pelo jornal Haaretz, acrescentando que foi o líder palestino da altura, Haj Amín al Huseini, que convenceu o ditador Nazi a enveredar pelo caminho, após um encontro entre ambos em Berlim.

Haj Amín al Huseini não queria que os judeus se refugiassem na Palestina, argumentou ainda Netanyahu.

Esta tese é corroborada por alguns historiadores, mas há vários que se afastam dela, nomeadamente a historiadora do Museu do Holocausto, Dina Porta, que diz que as alegações de Netanyahu são “factualmente incorrectas”.

O líder da oposição israelita, o trabalhista Isaac Herzog, fala numa “perigosa distorção da História” e até o ministro da Defesa, Moshe Yaalon, aliado de Netanyahu, se demarca desta posição do primeiro-ministro de Israel.

O secretário da Organização para a Libertação da Palestina, Saeb Erekat, diz, por seu turno, que “Netanyahu parece odiar tanto os palestinianos que está disposto a absolver Hitler pela matança de seis milhões de judeus”.

Uma ideia que Netanyahu refuta antes de partir para a Alemanha em visita oficial.

“Não quis dizer que absolvia Hitler da sua responsabilidade, mas sim que o fundador da nação Palestina [Al Huseini] queria destruir os judeus, mesmo antes da existência da ocupação dos territórios”, disse o primeiro-ministro israelita.

O governante, que é filho do historiador Benzion Netanyahu, já tinha dito, em 2012, numa intervenção no Parlamento de Israel, que Al Huseini foi “um dos principais arquitectos” da “solução final” imposta por Hitler.

SV, ZAP

PARTILHAR

7 COMENTÁRIOS

  1. É a Era da Desinformação!.. Agora só falta os Americanos virem dizer que quem mandou deitar a bomba em Hiroshima foi o Estado Islâmico.

  2. Facto: Amin al-Husayni era nazi, trabalhou sob as ordens de Himmler e era tratado pelas cúpulas do Partido Nacional Socialista por “o Grande Mufti de Jerusalém”.

  3. Este sionista é parvo todos os dias… Agora anda a inventar coisas para atacar os palestinianos… O mundo ainda não percebeu que isto está tudo f0did0 por culpa dos sionistas e que o mesmo mundo só terá paz quando esta raça for “reeducada em campos próprios” para o efeito ???
    A terceira guerra mundial e o fim disto tudo, terá origem nos sionistas !!!

  4. Na realidade o “Grande Mufti de Jerusalém” na altura da 2ª Grande Guerra era um nazi convicto e foi recebido por Hitler com honras de Chefe de Estado. Icentivou inclusive a adesão de muitos muçulmanos, principalmente na Albânia e na Europa de Leste ás SS nazis, que tiveram participação activa no massacre de prisioneiros soviéticos, judeus, ciganos, etc. Dizer no entanto que ele foi o ideólogo da solução final, apesar de concordar com ela, é uma “inverdade” histórica, sem possuir argumentação séria ou factos que o comprovem.

RESPONDER

Na Saúde, Warren torna-se alvo de ataques. Mas o foco é "derrotar Trump"

O maior debate televisivo para umas eleições primárias na história dos EUA juntou 12 candidatos num só palco. Foi o primeiro debate para o qual o ex-vice-Presidente Joe Biden não partiu com vantagem, tendo a …

Trump sugere que os mexicanos são uma ameaça terrorista maior do que o Daesh

O Presidente Donald Trump sugeriu que os mexicanos são uma ameaça muito maior do que o Daesh. Respondendo uma vez mais às críticas sobre ter retirado as tropas dos Estados Unidos (EUA) junto à fronteira …

Grécia. Incêndio em campo de refugiados deixa 600 pessoas sem alojamento

Um incêndio no campo de identificação e registo de migrantes de Vathy, na ilha grega de Samos, deixou 600 refugiados sem alojamento, alertou na terça-feira a organização não-governamental (ONG) Médicos Sem Fronteiras (MSF). "Em Vathy, seis …

Lista candidata à Ordem dos Enfermeiros excluída por ter poucos homens

Uma das listas candidatas às eleições para a Ordem dos Enfermeiros foi excluída por ter poucos homens. A comissão eleitoral nomeada explica que a lista não respeita a lei da paridade, aprovada pela Assembleia da …

“É a desilusão”. PSD queria novos ministros na Saúde, Educação e Justiça

  O PSD defendeu esta quarta-feira que "não há um novo Governo", mas "uma remodelação com alargamento", com um executivo aumentado e "mais partidário", considerando "uma desilusão" a continuidade em pastas como Saúde, Educação e Justiça. "Não …

Dobradinha poderá render 1,6 milhões de euros a Bruno Lage

Caso consiga alcançar a dobradinha, isto é, vencer o campeonato e a Taça de Portugal, o treinador do Benfica, Bruno Lage, receberá em prémios cerca de 1,6 milhões de euros brutos, avança a imprensa desportiva. A …

Lisboa aumenta seis vezes IMI de prédios devolutos nos centros

A Câmara de Lisboa vai aumentar, em 2020, seis vezes a taxa do Imposto Municipal sobre Imóveis (IMI) para os prédios devolutos nas zonas de maior pressão urbanística, anunciou esta quarta-feira o vereador das Finanças, …

Polícia entrou na federação de futebol da Bulgária e deteve cinco pessoas

Já depois de Borislav Mihailov se ter demitido da presidência da federação da Bulgária, uma unidade da estrutura policial que luta contra o crime organizado no país entrou esta terça-feira na sede da federação, em …

Família holandesa vivia há 9 anos numa cave à espera “do fim dos tempos”

A policia holandesa encontrou uma família de seis pessoas na cave de uma quinta no nordeste do país, onde viviam em isolamento há nove anos e, segundo a imprensa, esperavam “o fim dos tempos”. A polícia …

Kim Jong-un subiu montanha sagrada a cavalo (e deixou a Coreia à espera de um grande anúncio)

O líder norte-coreano, Kim Jong-un, foi ao monte Paektu, a montanha considerada sagrada pelos norte-coreanos, dar um passeio a cavalo. As imagens foram divulgadas pela agência estatal KCNA, tendo surgido especulações de que virá aí …