90% dos idosos preferem ficar a viver em casa

(dr) Stannah

-

90% das pessoas com mais de 65 anos querem ficar na sua própria casa, por tanto tempo quanto possível – mesmo que, por razões de segurança, tenham que efetuar estruturais alterações na residência.

Quando compramos uma casa, por vezes, não nos lembramos de que com o passar dos anos esta poderá não estar devidamente adaptada para envelhecermos de forma segura e independente.

Há dez ou 15 anos atrás, comprar o duplex dos seus sonhos parecia-lhe uma grande ideia, não era?

Infelizmente, a maior parte das casas não foram construídas a pensar nas exigências de mobilidade que vão crescendo à medida que a nossa idade aumenta.

A par desta situação, diversos estudos de entidades como a Organização Mundial da Saúde comprovam que é no conforto do nosso lar que os acidentes graves acontecem, sendo as pessoas com mais de 65 anos as mais afetadas.

Estes estudos dão especial destaque às quedas nas escadas, que são a principal causa de morte nos idosos em acidentes que acontecem em casa.

No entanto, cair das escadas não é um resultado inevitável do envelhecimento. Adotar algumas das melhores práticas de prevenção de quedas permite diminuir dramaticamente este tipo de acidentes.

De acordo com um estudo realizado pela National Conference of State Legistatures em conjunto com a AARP, cerca de 90% das pessoas com mais de 65 anos desejam ficar na sua própria casa, por tanto tempo quanto possível, e 80% acredita que a sua residência atual é onde vão viver para sempre.

Do total dos inquiridos que admitiram já ter efetuado alterações nas suas casas com o objetivo de envelhecer no conforto do seu lar, 70% assumiram que o fizeram por razões de segurança e 60% afirmaram que queriam aumentar a sua capacidade de viver de forma independente.

Um elevador de escadas é muitas vezes a solução ideal para reclamar a mobilidade em casa

Um elevador de escadas é muitas vezes a solução ideal para recuperar a mobilidade em casa

Das diversas adaptações efetuadas para aumentar a segurança e a capacidade de viver de forma independente em casa, destaca-se a preocupação com o risco de queda nas escadas de casa, situação que leva a maior parte dos idosos a viverem inseguros e a dependerem de terceiros para conseguirem ter uma vida ativa.

Recupere o segundo andar da sua casa

Se pertence ao grupo de pessoas que preferem envelhecer em casa, mas para quem as escadas que há 15 anos atrás lhe pareciam “um problema menor” são agora um obstáculo, não desespere e pense duas vezes antes de mudar de casa.

A Stannah, empresa especialista em soluções de mobilidade para idosos, enumerou alguns cuidados simples a ter para prevenir a queda nas escadas da sua casa.

  • Suba e desça as escadas sempre com a luz acesa: certifique-se de que as escadas da sua casa estão iluminadas quando pretende utilizá-las. Objetos espalhados pelas escadas são mais fáceis de serem vistos quando existe uma boa iluminação.
  • Prefira corrimões fortes: um corrimão pode ajudá-lo a manter o equilíbrio enquanto sobe ou desce as escadas da sua casa, mas certifique-se que este equipamento é suficientemente resistente.
  • Utilize calçado apropriado: normalmente, preferimos andar descalços ou de chinelos quando estamos em casa, mas esta pode não ser uma boa solução especialmente quando as nossas escadas de casa são de madeira lisa. Sugerimos que calce uns sapatos quando pretender subir ou descer as escadas da sua residência.
  • Antes de subir, analise com atenção as suas escadas: principalmente se é frequente ter crianças em casa. Por vezes, os netos deixam objetos espalhados pelas escadas como brinquedos e nunca é demais verificar se as suas escadas estão desimpedidas deste tipo de obstáculos antes de subi-las ou desce-las.
  • Escolha um elevador de escadas de qualidade: poderá tomar várias precauções para evitar a queda nas escadas, mas a obtenção de um elevador de escadas é muitas vezes a melhor opção e, sem dúvida, a mais segura. Os elevadores de escadas praticamente eliminam o risco de queda nas escadas e este equipamento está munido de vários sistemas de segurança, desde sensores de paragem automática para evitar a colisão com algum obstáculo nas escadas, cinto de segurança ou a rotação automática da cadeira no topo das escadas.

Apesar de a Stannah considerar que um elevador de escadas é a solução mais segura quando se trata de reduzir o risco de queda nas escadas, poderá combinar algumas das sugestões acima com a instalação de um destes equipamentos.

Afinal, ter as escadas iluminadas e sem obstruções é sempre uma boa prática, mesmo com um elevador de escadas instalado – e como diz o ditado, “mais vale prevenir que remediar”.

AEIOU / Stannah

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

RESPONDER

Joacine quer mais direitos para deputados sem partido. "Está a antecipar" o futuro

A deputada Joacine Katar Moreira, do partido Livre, defendeu esta sexta-feira o alargamento dos direitos regimentais dos deputados não inscritos em partidos. A deputada única do Livre assumiu esta posição no final de uma reunião do …

França confirma 3 casos de coronavírus chinês. Já chegou à Austrália e Malásia

Depois de França ter confirmado três pessoas infetadas com o novo coronavírus oriundo da China, também a Austrália e Malásia reportaram casos. As autoridades da Malásia anunciaram este sábado terem registado os primeiros três casos de …

Amadora. Agredido motorista de autocarro que denunciou Cláudia Simões

Foi agredido o motorista de autocarro que chamou a PSP para denunciar a passageira Cláudia Simões, que alegou posteriormente ter sido agredida pelos agentes da polícia. As agressões tiveram lugar na noite desta sexta-feira, em …

"Dos 4 mil euros que ganho, 3 mil vão para os frades". O padre Vítor Melícias recusa que Tomás Correia ainda controle o Montepio

O padre Vítor Melícias, presidente da Assembleia Geral do Montepio, diz que Tomás Correia "faz falta, mas fez muito bem" em abandonar a liderança da mutualista Montepio. "Dizer que Tomás Correia continua a controlar através …

Amesterdão prepara-se para comprar dívidas dos seus jovens

A partir de fevereiro, a capital dos Países Baixos vai comprar dívidas dos seus jovens para ajudá-los a recomeçar e a construir um futuro. Numa nota publicada esta semana na página oficial do Governo local …

PJ acredita que Rui Pinto é o denunciante dos Luanda Leaks

A Polícia Judiciária acredita que o hacker português Rui Pinto é o denunciante dos Luanda Leaks, que revelou mais 715 mil ficheiros sobre alegados esquemas fraudulentos que envolvem a empresária angolana Isabel dos Santos. A …

Descobertos na Sibéria vestígios de um mítico povo que "vivia debaixo da terra"

Uma equipa de arqueólogos russos encontrou na península de Taimyr, na Sibéria, vestígios do mítico povo Sikhirtia, avança a Russia Today. Os investigadores encontraram na pequena baía de Makárov uma caverna reforçada com uma estrutura de …

Greenpeace na lista de grupos extremistas da polícia britânica

As organizações ambientalistas Greenpeace e Extinction Rebellion foram incluídas num documento da polícia britânica contraterrorismo que elenca grupos extremistas e potencialmente perigosos, escreve o jornal The Guardian. De acordo com o diário britânico, que avança a …

PGR de Angola quer julgar portugueses em Angola (e admite ir atrás de outros "poderosos")

O procurador-geral da República de Angola, Hélder Pitta Grós, considerou, em entrevista ao jornal Expresso, que os os três arguidos portugueses envolvidos na investigação à empresária Isabel dos Santos devem ser julgados em Angola. “Nós achamos …

Há dezenas de medicamentos não oncológicos capazes de matar células cancerígenas

Uma nova investigação concluiu que existem dezenas de medicamentos não oncológicos capazes de matar células cancerígenas em laboratório. O estudo, cujos resultados foram esta semana publicados na revista Nature, descobriu que alguns medicamentos para a diabetes, …