A cada 5 segundos morre uma criança no mundo por causas evitáveis

Wikimedia

Em 2017 morreram 6,3 milhões de crianças e adolescentes em todo o mundo vítimas de violência, doenças ou acidentes. Este valor representa uma morte evitável de uma criança a cada 5 segundos. 

Quando tiver acabado de ler esta notícia, terão morrido 18 crianças por uma causa que podia ter sido evitada.

Os dados, avançados pela agência ANSA, foram divulgados através de um relatório conjunto da Organização Mundial de Saúde (OMS), da UNIFEC, da divisão de população do Departamento de Assuntos Económicos e Sociais das Nações Unidas e do Banco Mundial publicado nesta terça-feira.

De acordo com o documento, e apesar dos avanços alcançados nos últimos 25 anos no combate contra a pobreza no mundo, o número de mortes de crianças é ainda inaceitável. Só em 2017, morreram 6,3 milhões de crianças, e nota o relatório, a maior parte das mortes poderia ter sido evitada.

“Estas mortes são reflexo do acesso limitado das crianças e das comunidades a atos médicos como vacinação e o tratamento de doenças infecciosas, à nutrição adequada, água limpa e ao saneamento”, analisam os autores do documento citados pelo jornal Público.

“Alcançar metas de sobrevivência infantil ambiciosas requer que haja acesso universal a cuidados efetivos, de alta qualidade e acessíveis para mulheres, crianças e adolescentes”.

Do número total de mortes, 5,4 milhões das vítimas eram crianças com menos de 5 anos. Apesar do número continuar alto, é muito inferior às 12,6 milhões que morreram em 1990.

“Sem uma intervenção urgente, 56 milhões de crianças morrerão até 2030. Fizemos enormes progressos para salvar crianças desde 1990, mas ainda há milhões que estão a morrer e devido ao local onde nasceram. Soluções médicas fáceis, água limpa, eletricidade e vacinas podem mudar a vida de muita gente”, alertou Laurence Chandy, responsável pelo levantamento dos dados.

Metade das mortes de 2017 foram registadas nos países da África Subsariana, como Níger, Burúndi, Chade, e República Centro-Africana – alguns dos países com os piores Índices de Desenvolvimento Humano do Mundo.

Já na Europa, por exemplo, morre uma criança a cada 185 com menos de 5 anos. Na África, a proporção dispara para 13 a cada 15.

O documento revelou ainda que um recém-nascido na África ou em outro qualquer país do sudeste Asiático tem nove vezes mais probabilidade de morrer no primeiro mês de vida comparativamente aos países ricos.

“Devemos priorizar o fornecimento de acesso universal a serviços de saúde de qualidade para todas as crianças, em particular logo após o nascimento e nos primeiros anos de vida, para que estas crianças tenham as melhores hipóteses de sobreviver e prosperar”, disse Nono Simelela, diretor geral da saúde da Família, da mulher e da criança da OMS.

Nos 120 segundos que demorou a chegar ao fim deste texto, morreram 18 crianças cujas mortes podiam ter sido evitadas.

ZAP // ANSA

PARTILHAR

RESPONDER

Leiloada carta de Nobel antissemita a desprezar Einstein e os judeus

Uma carta escrita em 1927 pelo Prémio Nobel Philipp Lenard a um colega a reclamar das conquistas de Einstein e do suposto domínio judaico da ciência foi a leilão no Nate D. Sanders Auctions, em …

Sue, o T-rex, terá tido uma forte dor de dentes devido a uma infeção

Sue, o T-rex cujo esqueleto é um dos mais completos já descobertos até aos dias de hoje, terá sofrido uma forte dor de dentes durante a sua existência. "Dois dentes estão realmente fundidos e um terceiro …

Câmara com IA confundiu careca do bandeirinha com a bola (e arruinou o jogo de futebol)

Os adeptos da equipa de futebol escocesa Inverness Caledonian Thistle FC experimentaram uma hilariante falha tecnológica durante um jogo no fim de semana passado. De acordo com o IFLScience, o clube escocês anunciou há algumas semanas …

"Francisco Louçã fez bullying para precipitar ruptura do Bloco com o PS"

O PS acredita que foi a postura de "bullying" de Francisco Louçã que forçou o Bloco de Esquerda a precipitar uma "ruptura com o PS", conforme avança o deputado João Paulo Correia, vice-presidente da bancada …

Remdesivir: de droga milagrosa a negócio milionário com "muito, muito mau aspeto"

Apresentado como único medicamento anti-viral eficaz no combate à covid-19, foi o primeiro medicamento aprovado pela FDA, regulador farmacêutico americano, no tratamento da doença. Agora, a sua eficácia é contestada — e os negócios milionários …

"Imagine there is no corruption". Há uma campanha contra a corrupção em Portugal nas ruas de Nova Iorque

Um professor português da Universidade de Columbia, nos EUA, tem em marcha uma campanha contra a corrupção em Portugal, com várias acções nas ruas de Nova Iorque. De guitarra em punho e a cantar "Imagine there …

Morreu Sean Connery, Sir James Bond

O actor escocês Sean Connery morreu, neste sábado, aos 90 anos de idade, conforme avança a BBC. As causas da morte não são ainda conhecidas. Sean Connery tornou-se conhecido como "James Bond", tendo sido o primeiro …

"Uma das actividades de maior risco é ir ao restaurante"

Medidas como a proibição de circulação entre concelhos e o recolher obrigatório "são mais simbólicas do que eficazes e efectivas" no combate à covid-19, defende o médico e investigador Carlos Martins, considerando que seria mais …

Vieira da Silva escolhido para conselheiro da CE na presidência portuguesa da UE

O ex-ministro do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, José António Vieira da Silva, foi escolhido como conselheiro especial da Comissão Europeia para preparar o trabalho na área dos direitos sociais durante a presidência portuguesa …

Supremo dá razão a juiz afastado por ter "mau feitio"

O juiz desembargador Eurico Reis viu o Supremo Tribunal de Justiça dar-lhe razão, anulando o concurso interno no Tribunal da Relação de Lisboa onde foi afastado por, alegadamente, ter "mau feitio". O Supremo anula, assim, a …