230 milhões de crianças não existem

The Forgotten International

foto: The Forgotten International

foto: The Forgotten International

Um relatório do UNICEF, agência da ONU para as crianças, revelou que uma em cada três crianças menores de 5 anos não possuem certidão de nascimento – ou seja, cerca de 230 milhões de crianças não existem oficialmente no mundo, deixando-as em situação de grande vulnerabilidade.

Segundo o relatório, a certidão de nascimento garante às crianças os direitos e serviços básicos, como educação. Os países com os maiores índices de crianças sem registo são os países do sul da Ásia e da África subsariana.

“A certidão de nascimento é mais que um simples direito. É a forma como as sociedades reconhecem a existência e a identidade de uma criança”, segundo Geeta Rao Gupta, vice-diretora executiva da UNICEF, em declarações à BBC.

“A certidão de nascimento também é fundamental para que as crianças não sejam esquecidas, não tenham os direitos negados nem fiquem à margem do progresso”, diz Rao Gupta.

A UNICEF analisou dados de 161 países para o relatório “Every Child’s Birth Right: Inequalities and trends in birth registration“.

Em 2012, apenas 60% dos bebés nascidos no mundo tiveram direito a registo de nascimento. Os índices variam muito em relação aos continentes. Na Somália, na Libéria e na Etiópia, menos de 10% têm certidão. No mesmo continente, na África do Sul, 95% têm certidão, índice próximo ao dos países desenvolvidos.

Um caso de sucesso é Uganda, onde o governo, com o apoio da ONU e da iniciativa privada, introduziu um sistema de certificação por telemóvel, “que em minutos completa os procedimentos do registo, em um processo que normalmente levaria meses”.

Taxas caras, ignorância em relação à necessidade de registo, barreiras culturais e o medo da discriminação são algumas das razões que levam as famílias a não registarem os filhos.

Segundo a UNICEF, crianças sem certidão são geralmente excluídas do acesso a serviços de saúde e educação.

Crianças separadas das famílias em casos de desastre natural ou conflitos também encontram dificuldade em serem reconhecidas, por causa da falta de documentos.

“Se a sociedades fracassar em, pelo menos, reconhecer que uma criança existe, essa criança torna-se mais vulnerável à negligência e ao abuso”, conclui Rao Gupta.

ZAP / BBC

PARTILHAR

RESPONDER

Jerónimo frisa que passes de transportes mais baratos foram obra da CDU

O secretário-geral comunista vincou o papel do PCP e "Os Verdes" na redução dos preços dos passes dos transportes públicos, numa sessão pública com trabalhadores das empresas do setor, na estação de comboios de Santa …

Morte de menina de oito anos com bala perdida revolta Brasil

A morte de Ágatha Félix, uma menina de oito anos atingida, alegadamente, por uma bala perdida da polícia do Rio de Janeiro, está a provocar indignação no Brasil. Ágatha Felix tinha oito anos e foi baleada …

Nós, Cidadãos! defende mudanças na escolha do PGR para combater corrupção

O presidente do partido Nós, Cidadãos! defende mudanças na escolha do Procurador-Geral da República, afirmando que boa parte dos 42 mil milhões de euros que a corrupção custou aos portugueses se deveu à inoperância desta …

"Estranhos sintomas" que afligiam diplomatas em Cuba podem ter sido causados por pesticidas

A misteriosa origem dos estranhos sintomas (entre eles, zumbidos, tonturas, náuseas, perdas de audição e de memória e outras dificuldades cognitivas) que afligiram diplomatas canadianos e norte-americanos em Cuba entre 2016 e 2018 dever-se-á a …

Testes rápidos ao VIH já podem ser feitos em casa

A partir da próxima semana vai ser possível comprar nas farmácias autotestes ao vírus da SIDA para fazer em casa. Os resultados demoram apenas 15 minutos. As farmácias portuguesas vão começar a vender, a partir da …

Polícia dispara balas de borracha sobre manifestantes em Hong Kong

A polícia disparou no domingo balas de borracha em confrontos com manifestantes pró-democracia, em Hong Kong, perto de um centro comercial no qual causaram distúrbios. Pelo décimo sexto fim de semana de mobilização, milhares de manifestantes …

Portugal já paga juros mais baixos que Itália e Espanha, diz Costa

"Todos em Portugal estão hoje a viver melhor do que viviam há quatro anos", afirmou António Costa, durante uma ação de campanha do PS. António Costa disse, este domingo, que Portugal já está a pagar a …

Os últimos cinco anos foram os mais quentes de sempre

Um relatório das Nações Unidas revelou que, entre 2015 e 2019, foram atingidos níveis históricos. Desde 1850, as temperaturas aumentaram 1,1ºC. O período entre 2015 a 2019 é o mais quente alguma vez registado, indicou este …

Duarte Lima perde último recurso e deve ser julgado pela morte de Rosalina Ribeiro em Portugal

O Supremo Tribunal brasileiro indeferiu um novo recurso de Duarte Lima que assim está mais próximo de ser julgado em Portugal, pelo homicídio de Rosalina Ribeiro, em Maricá, em 2009. Ao recurso extraordinário, interposto de uma …

Governo britânico cumprirá decisão do Supremo sobre suspensão do Parlamento

O Governo britânico cumprirá a decisão do Supremo Tribunal do Reino Unido sobre a legalidade ou ilegalidade da suspensão do Parlamento, uma decisão que deverá ser anunciada esta semana. A garantia foi dada este domingo à …