Descoberto em Israel um mosaico que retrata os “espiões bíblicos” de Moisés

Jim Haberman

Mosaico com 1600 anos ilustra 2 dos 12 “espiões” enviados por Moisés a Canã para investigarem Terra Prometida, como é descrito na Bíblia.

A descoberta de uma série de mosaicos que datam de há 1600 anos, no interior de uma antiga sinagoga, em Israel, está a “revolucionar” tudo o que sabíamos sobre o Judaísmo dessa época, apresentando “novas pistas” sobre como era a vida numa antiga aldeia judia da Galileia.

Arqueólogos da Universidade da Carolina do Norte (UNC) em Chapel Hill, nos EUA, descobriram uma série de mosaicos “incomparáveis” no interior de uma antiga sinagoga na região da Galileia, em Israel.

Os painéis foram encontrados na que foi a antiga localidade judia de Huqoq ajudam a compreender melhor a vida e a cultura do povo judeu da antiguidade.

Alguns dos mosaicos ilustram cenas da Bíblia, como é o caso de um exemplar que mostra dois dos 12 “espiões” enviados por Moisés a Canã para investigarem as abundâncias que haveria na Terra Prometida.

O painel bíblico ilustra especificamente o momento em que esses “espiões” cortaram um cacho de uvas que era tão grande e tão pesado que tiveram que o carregar os dois em conjunto, com a ajuda de um pau.

Há ainda outro mosaico que inclui a inscrição “uma criança pequena vos guiará”, com a ilustração de um menino a puxar um animal com uma corda.

“O que é verdadeiramente surpreendente nestes painéis é a abundância de cor e as cenas humanas, o que vem revolucionar a compreensão do Judaísmo deste período”, explica o líder da equipa de arqueologia, Jodi Magness, em comunicado da UNC.

O professor de Judaísmo Antigo no Departamento de Estudos Religiosos da UNC nota que “a antiga Arte Judia é vista, muitas vezes, como sendo anicónica ou carente de imagens”. “Mas estes mosaicos coloridos e cheios de cenas figuradas, atestam uma cultura visual rica, bem como o dinamismo e a diversidade do Judaísmo nos finais dos períodos Romano e Bizantino”, acrescenta Magness.

Os mosaicos também revelam “novas pistas” sobre como era a vida numa antiga aldeia judia da Galileia, apresentando sinais de um “nível inesperado de prosperidade”, sustenta a UCN.

“As descobertas indicam que os aldeões floresceram sob o domínio cristão do início do Século V, contradizendo uma visão generalizada de que os assentamentos judaicos na região declinaram” nessa altura, explica ainda a Universidade.

A par destes mosaicos, os arqueólogos, que contam com a colaboração da Autoridade das Antiguidades de Israel, também encontraram colunas cobertas de gesso pintado e colorido, ainda intacto, mesmo após passados 1600 anos, o que constitui uma “descoberta rara em sinagogas antigas”.

SV, ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Austrália não quer que turistas caminhem na famosa rocha sagrada Uluru (nem no Google Maps)

A Austrália pediu ao Google que remova do seu serviço Maps fotografias tiradas do topo de Uluru, o monólito aborígine sagrado que os visitantes estão proibidos de escalar desde o ano passado. De acordo com a …

NASA vai procurar aquíferos nos desertos com tecnologia já usada em Marte

Uma parceria entre a NASA e a Fundação Qatar tem como objetivo procurar as cada vez mais escassas águas que estão enterradas nos desertos do Saara e da Península Arábica. Este processo deverá ser desenvolvido …

Os aeroportos mudam o nome das pistas (e a culpa é dos pólos magnéticos da Terra)

O pólo norte magnético pode mover-se até 64 quilómetros por ano. Isto pode ser um problema para os pilotos de aviões. A pista 17L/35R, no Aeroporto Internacional de Austin-Bergstrom, no estado norte-americano do Texas, não terá …

Rússia quer ultrapassar Tom Cruise e ser a primeira a gravar um filme no Espaço

O ator Tom Cruise quer rodar um filme no Espaço, mas a Rússia quer ser a primeira, de acordo com um comunicado da agência espacial Roscosmos. Os Estados Unidos e a Rússia são, novamente, os protagonistas …

Os animais perdem o medo dos predadores depois de contactarem com o Homem

Uma nova investigação concluiu que os animais selvagens perdem rapidamente o medo dos seus predadores depois de entrarem em contacto com o Homem. A maioria dos animais selvagens, como é o caso dos leões, exibe …

Há mais 884 casos confirmados e oito óbitos por covid-19 em Portugal

De acordo com o último boletim divulgado epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS), Portugal regista, este sábado, mais oito óbitos e 884 novos casos de infeção pelo novo coronavírus. Assim, Portugal contabiliza, desde o início da …

Negros norte-americanos estão a comprar armas em valores recorde

O número de afro-americanos a comprar armas aumentou drasticamente. Em causa, estará uma resposta ao agravar das tensões sociais no país devido ao movimento Black Lives Matter. Nos Estados Unidos, os protestos do movimento Black Lives …

Sporting paga 5 milhões e "rouba" Bruno Tabata ao Braga

O Sporting conseguiu 'roubar' Bruno Tabata ao Sporting de Braga. O extremo do Portimonense assina pelos 'leões' num contrato válido por cinco temporadas. Bruno Tabata está a caminho do Sporting CP, avança este sábado o jornal …

Há (pelo menos) 16 escolas com casos de covid-19, mas não há dados oficiais

Nem o Ministério da Educação, nem a Direcção Geral de Saúde (DGS) revelam o número de casos de covid-19 nas escolas, depois da reabertura do ano lectivo. Mesmo sem dados oficiais, é possível contabilizar, pelo …

Deixar Bilbau não dá bom resultado (lembra-se da grande equipa de Bielsa?)

Javi Martínez tenta contrariar a tendência dos seus antigos companheiros de equipa no famoso Atlético de Bilbau, que só aceita no seu plantel futebolistas nascidos no País Basco ou com ascendência familiar basca. Javi Martínez, herói …