Infestação de proporções bíblicas. Quénia invadido por 200 mil milhões de gafanhotos

Milhares de milhões de gafanhotos destrutivos chegaram a África oriental e agora estão a invadir o Quénia. É a pior infestação de gafanhotos que o país já viu em 70 anos.

De acordo com o Al Jazeera, a invasão de gafanhotos migrou da Etiópia e da Somália, chegando agora ao Quénia. O enxame de gafanhotos começou a chegar em dezembro e, desde então, o número destes insetos cresceram rapidamente, dificultando a visão dos habitantes da região, que são envolvidos por uma nuvem espessa de insetos.

A Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação (FAO) estimou um enxame no Quénia de 1.496 quilómetros quadrados – equivalente à área de Moscovo, capital da Rússia. Com base nesta estimativa, pode haver até 200 mil milhões de gafanhotos a invadir os céus e as terras agrícolas do país.

Residentes como Ndunda Makanga tentaram espantar os gafanhotos a bater com panelas e a balançar paus no ar, em vão. “Até as vacas se estão a perguntar o que é que está a acontecer”, disse Makanga, que é agricultor e passou horas a tentar afugentar as pragas destrutivas das suas plantações. “Milho, sorgo, feijão-de-corda, comeram tudo.”

O Quénia já sofreu invasões de gafanhotos, mas há décadas que os enxames não apareciam nesta escala. Quando as pragas destrutivas invadem toda a região, é conhecido como um “surto”. Porém, as autoridades alertam que, se a população de gafanhotos não estiver contida, pode-se transformar numa “praga” e espalhar-se ainda mais pelo continente africano. Houve seis grandes pragas de gafanhotos nos anos 1900, a última das quais ocorreu no final dos anos 80.

Estes insetos aparentemente inofensivos podem causar destruição em massa em grande número, à medida que comem culturas como repolho e milho diariamente, destruindo rapidamente culturas e forragens no processo. Segundo Jens Laerke, do Escritório Humanitário da ONU, um pequeno enxame de gafanhotos do deserto pode consumir suficiente comida para 35 mil pessoas num só dia.

Além doo seu apetite voraz, a espécie é notoriamente difícil de controlar, uma vez que se consegue mover facilmente durante mais de 140 quilómetros de terra por dia.

Se a invasão de gafanhotos piorar, especialistas alertam para uma possível escassez de alimentos no Quénia e em outras partes da África, áreas onde a segurança alimentar já é uma questão importante.

Conter as infestações de gafanhotos não é fácil. Para combater completamente o seu grande número, a ONU estimou que o Quénia precisaria de 70 milhões de dólares (63 milhões de euros) em pulverização aérea de pesticidas, a forma mais eficaz de matar os gafanhotos. Mesmo que tivesse suficiente spray antiparasitário, a distribuição seria difícil de ser realizada em áreas de conflito como a Somália.

Guleid Artan, representante do grupo regional de especialistas, o Centro de Previsão e Aplicações Climáticas (ICPAC), disse que a invasão de gafanhotos do Quénia pode ser o resultado do aquecimento extremo do Oceano Índico, uma condição climática conhecida como dipolo do Oceano Índico. O fenómeno ambiental causou padrões climáticos extremos nas regiões, incluindo uma seca devastadora e oito ciclones na África Oriental no ano passado.

ZAP ZAP //

PARTILHAR

4 COMENTÁRIOS

  1. …..não tenho a certeza porque ainda não provei, mas filete de gafanhoto frito crocante, parece ser um petisco, para acompanhar o cervejal!!

    • Venha disso que tenho curiosidade. Se estiverem estaladiçoes e bem temperados nem devem ser maus. Entre isso e caracóis…

  2. Pequeno erro de contagem…….200 mil milhões, 01 “faganhotos”…..sim !!!!!”faganhotos”, é uma nova espécie !. Dei-me ao trabalho de os contar um a um !

RESPONDER

Ventura tem "receio" que partido seja ilegalizado

Este domingo, o Chega vai organizar uma manifestação contra a ilegalização do partido. André Ventura admitiu ter um "receio muito significativo". O Observador avança que a manifestação tem início no Príncipe Real, passa pelo Tribunal Constitucional …

Três mortos e 441 novos casos em Portugal

Este domingo, Portugal regista mais três mortes e 441 novos casos de infeção, de acordo com o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS). De acordo com o último boletim da Direção-Geral da Saúde, o país …

Grande Crise do Ketchup. A pandemia atacou um mercado improvável (e já há um mercado negro para o molho)

Os problemas da cadeia de suprimentos estão a chegar a um canto distante do universo empresarial: os pacotes de ketchup. O ketchup é o molho de mesa mais consumido nos restaurantes dos Estados Unidos, com cerca …

Autoridades brasileiras ilibam João Loureiro

João Loureiro já não é suspeito no processo que envolve a apreensão de um avião com 500 quilos de cocaína, segundo as autoridades brasileiras. As autoridades brasileiras descartaram, este sábado, qualquer ligação do advogado português João …

No Canadá, há dois rios que se encontram (mas não se misturam)

Em Nunavut, no Canadá, há dois rios que se encontram, mas não perdem a sua aparência individual enquanto se movem sinuosamente pela tundra. O Back River flui para o norte em direção ao Oceano Ártico. Ao …

Russos acusados de explosão na República Checa são suspeitos de envenenar Skripal

Os dois suspeitos russos, envolvidos na explosão que matou duas pessoas em 2014 na República Checa, têm os mesmos passaportes que os dois homens acusados de envenenar, com o agente nervoso novichok, o espião Sergei …

Numa cidade na Nova Zelândia, a Páscoa resume-se a exterminar coelhos

Em Alexandra, na região de Otago, os coelhos são considerados pragas, uma espécie que ameaça a biodiversidade do país e a agricultura. Elle Hunt, correspondente do The Guardian em Auckland, na Nova Zelândia, escreveu um artigo …

Reavaliação de barragens da EDP ficou por fazer, depois de Governo ter recuado na decisão

No início do ano passado, o ministério do Ambiente considerou ser necessário reavaliar as barragens da EDP, mas a Agência Portuguesa do Ambiente (APA) e a Parpública disseram não ter competências para fazer a avaliação …

Portugal bateu recorde de vacinação no sábado. Foram administradas 120 mil vacinas

Este sábado, Portugal registou um recorde diário de pessoas vacinadas contra a covid-19. No total, foram administradas 120 mil doses da vacina. De acordo com os números avançados pela task force responsável pelo plano de vacinação, …

Os milionários estão a fugir de Nova Iorque

A cidade de Nova Iorque está a preparar-se para enfrentar para um êxodo dos seus residentes mais ricos após as autoridades terem aprovado um orçamento que fará com que paguem a maior taxa de impostos …