Infestação de proporções bíblicas. Quénia invadido por 200 mil milhões de gafanhotos

Milhares de milhões de gafanhotos destrutivos chegaram a África oriental e agora estão a invadir o Quénia. É a pior infestação de gafanhotos que o país já viu em 70 anos.

De acordo com o Al Jazeera, a invasão de gafanhotos migrou da Etiópia e da Somália, chegando agora ao Quénia. O enxame de gafanhotos começou a chegar em dezembro e, desde então, o número destes insetos cresceram rapidamente, dificultando a visão dos habitantes da região, que são envolvidos por uma nuvem espessa de insetos.

A Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação (FAO) estimou um enxame no Quénia de 1.496 quilómetros quadrados – equivalente à área de Moscovo, capital da Rússia. Com base nesta estimativa, pode haver até 200 mil milhões de gafanhotos a invadir os céus e as terras agrícolas do país.

Residentes como Ndunda Makanga tentaram espantar os gafanhotos a bater com panelas e a balançar paus no ar, em vão. “Até as vacas se estão a perguntar o que é que está a acontecer”, disse Makanga, que é agricultor e passou horas a tentar afugentar as pragas destrutivas das suas plantações. “Milho, sorgo, feijão-de-corda, comeram tudo.”

O Quénia já sofreu invasões de gafanhotos, mas há décadas que os enxames não apareciam nesta escala. Quando as pragas destrutivas invadem toda a região, é conhecido como um “surto”. Porém, as autoridades alertam que, se a população de gafanhotos não estiver contida, pode-se transformar numa “praga” e espalhar-se ainda mais pelo continente africano. Houve seis grandes pragas de gafanhotos nos anos 1900, a última das quais ocorreu no final dos anos 80.

Estes insetos aparentemente inofensivos podem causar destruição em massa em grande número, à medida que comem culturas como repolho e milho diariamente, destruindo rapidamente culturas e forragens no processo. Segundo Jens Laerke, do Escritório Humanitário da ONU, um pequeno enxame de gafanhotos do deserto pode consumir suficiente comida para 35 mil pessoas num só dia.

Além doo seu apetite voraz, a espécie é notoriamente difícil de controlar, uma vez que se consegue mover facilmente durante mais de 140 quilómetros de terra por dia.

Se a invasão de gafanhotos piorar, especialistas alertam para uma possível escassez de alimentos no Quénia e em outras partes da África, áreas onde a segurança alimentar já é uma questão importante.

Conter as infestações de gafanhotos não é fácil. Para combater completamente o seu grande número, a ONU estimou que o Quénia precisaria de 70 milhões de dólares (63 milhões de euros) em pulverização aérea de pesticidas, a forma mais eficaz de matar os gafanhotos. Mesmo que tivesse suficiente spray antiparasitário, a distribuição seria difícil de ser realizada em áreas de conflito como a Somália.

Guleid Artan, representante do grupo regional de especialistas, o Centro de Previsão e Aplicações Climáticas (ICPAC), disse que a invasão de gafanhotos do Quénia pode ser o resultado do aquecimento extremo do Oceano Índico, uma condição climática conhecida como dipolo do Oceano Índico. O fenómeno ambiental causou padrões climáticos extremos nas regiões, incluindo uma seca devastadora e oito ciclones na África Oriental no ano passado.

ZAP //

PARTILHAR

4 COMENTÁRIOS

  1. …..não tenho a certeza porque ainda não provei, mas filete de gafanhoto frito crocante, parece ser um petisco, para acompanhar o cervejal!!

    • Venha disso que tenho curiosidade. Se estiverem estaladiçoes e bem temperados nem devem ser maus. Entre isso e caracóis…

  2. Pequeno erro de contagem…….200 mil milhões, 01 “faganhotos”…..sim !!!!!”faganhotos”, é uma nova espécie !. Dei-me ao trabalho de os contar um a um !

RESPONDER

Nokia vai criar para a NASA a primeira rede móvel operacional na Lua

O grupo finlandês Nokia vai fabricar para a NASA aquela que será a primeira rede móvel móvel na Lua, como parte de um projeto de base humana permanente da agência espacial norte-americana, foi esta segunda-feira …

Sarkozy acusado de "associação criminosa". Investigação sobre ligações à Líbia continua

Nicolas Sarkozy, o antigo Presidente francês, está a ser acusado de "associação criminosa" como parte de uma investigação sobre o financiamento da sua campanha presidencial de 2007, particularmente acerca dos seus alegados vínculos com o …

A última década foi a mais quente do Oceano Atlântico em três milénios

A última década foi a mais quente do Oceano Atlântico em quase três milénios, aponta uma nova investigação da Universidade de Massachusetts em Amherst, nos Estados Unidos, e da Universidade de Quebec, no Canadá. As …

NASA apresenta rover "transformer" que vai explorar os penhascos íngremes de Marte

A NASA acaba de apresentar um rover de quatro rodas, denominado DuAxel, que se pode dividir em dois rovers de duas rodas separados. O robô foi projetado para, um dia, explorar alguns dos terrenos mais …

Veneno de vespa pode ter muito "potencial" na composição de antibióticos

Com o passar dos anos, a população começa a ficar mais resistente a certos medicamentos e estes deixam de fazer efeito. Agora, uma equipa de investigadores desenvolveu novas moléculas anti-microbianas a partir do veneno de …

"Ou és infetado ou morres de fome". Trabalhadores da Amazon nas Filipinas denunciam condições precárias

Trabalhadores contratados pela empresa de segurança Ring da Amazon que trabalham em call centers nas Filipinas denunciam condições de trabalho que dizem ser precárias, mostrando-se ainda mais preocupados com a situação por causa da pandemia …

"Momento muito duro". André Almeida sofreu rotura de ligamentos e arrisca paragem longa

O futebolista internacional português André Almeida sofreu uma entorse do joelho direito, que resultou numa “rotura do ligamento cruzado anterior e do ligamento lateral interno”, informou esta segunda-feira o Benfica. O lateral dos encarnados saiu aos …

Apoio à retoma. Empresas com perdas de 25% podem reduzir horário até 33% já esta terça-feira

Empregadores com quebra de faturação igual ou superior a 25% vão poder reduzir até 33% o horário dos trabalhadores, entre outubro e dezembro, segundo a alteração ao regime de retoma progressiva de empresas em crise. O …

Chega quer tornar voto obrigatório e sanções para quem não cumprir

O deputado único do Chega entregou uma nova proposta no âmbito do projeto de revisão constitucional do partido para tornar o voto obrigatório para todos os cidadãos que o possam exercer e sanções para quem …

A Alemanha quer tornar o teletrabalho um direito legal

O Governo alemão prepara-se para publicar um projeto de lei que dará aos trabalhadores do país o direito legar de trabalhar a partir de casa. A medida aplicar-se-á a todos as atividades laborais que possam …