Dúvidas sobre os serviços públicos? A partir de 2020 pode ligar para o 147

A ministra da Modernização Administrativa disse à agência Lusa que a partir do primeiro semestre de 2020 estará disponível o número 147 para os cidadãos tirarem dúvidas sobre serviços públicos, no âmbito do iSimplex 2019.

“Quando há um mês apresentámos o Simplex, destacámos duas grandes prioridades: uma, enfrentar os problemas que os serviços públicos têm estado a revelar em alguns setores e algumas regiões e, a segunda, procurar trabalhar nas dimensões de maior inovação, utilizando a inteligência artificial e as tecnologias emergentes”, disse a ministra Mariana Vieira da Silva.

“E foi esse trabalho que começámos logo” a fazer e “ao fim de um mês já temos alguns avanços em medidas muito importantes do Simplex“, prosseguiu a governante, apontando entre elas o facto de ser possível desde 26 de julho o levantamento do Cartão de Cidadão urgente no próprio dia na Loja do Cidadão do Porto.

“Uma outra medida aprovada” em Conselho de Ministros de 01 de agosto diz respeito “às plataformas de compensação”, uma legislação que permite “que as empresas possam fazer acertos de contas entre elas”, como também já foram dados os “primeiros passos daquela linha telefónica que estava prevista para distribuir, no fundo, por todos os serviços públicos das perguntas de cidadãos”, afirmou a governante, no balanço de um mês após o anúncio do iSimplex 2019.

“Aprovámos com a Anacom [Autoridade Nacional de Comunicações] o número 147 e, portanto, no primeiro semestre de 2020 teremos a funcionar uma linha que pode responder a todas as perguntas que os cidadãos têm”, acrescentou a ministra da Presidência e da Modernização Administrativa.

Ainda entre as medidas concluídas ou em vias de serem concluídas constam a plataforma do arrendamento acessível, que permite a execução do programa do arrendamento acessível e que promove a oferta alargada de habitação para arrendamento a preços acessíveis, face aos rendimentos dos agregados familiares, e o portal do cuidador informal, que disponibiliza informação integrada e guia do cuidador informal no portal ePortugal.

“Além disso, temos continuado a fazer a aposta nos Espaços do Cidadão que temos estado a fazer nesta legislatura com o objetivo fundamental de juntar à rede de serviços públicos uma rede muito disseminada no território, são mais de 500, que possa servir os cidadãos nos 20 serviços fundamentais” mais procurados, prosseguiu a governante.

“Portanto, temos estado a trabalhar nesses serviços. Foi feita já uma experiência com os Cartões de Cidadão nas áreas metropolitanas e no Algarve, zonas de maior pressão”.

“O objetivo é que os Espaços do Cidadão possam corresponder cada vez mais a esses serviços mais requisitados. Todos esses passos que temos dado permitem já ter medidas concluídas ou em fase de conclusão do Simplex um mês depois”, sublinhou.

Questionada sobre o ponto de situação da Carta de Condução automática (renovação) e o balcão único do imigrante, a ministra disse que são medidas que demoram mais tempo a ser implementadas. “As medidas relacionadas com a Carta de Condução implicam algumas alterações legislativas que ainda precisamos de saber se temos de condições de fazer durante esta legislatura, já estamos a trabalhar, mas não consigo ainda dar a certeza que elas consigam ser cumpridas”, explicou.

“O balcão do imigrante é uma medida que é mais de longo prazo, implica alguma capacidade de trabalho conjunto com muitos ministérios e essas são sempre medidas que não se conseguem concretizar num só mês. De qualquer maneira o trabalho está avançado, e a nossa expectativa é conseguir cumprir o calendário dessa medida”, disse.

“Se nós formos ver, o aumento da imigração, que é uma coisa muito boa para o país, tem sido também uma fonte de pressão nos serviços públicos”, sendo que este balcão é “uma resposta para que o imigrante, quando chega, não tenha mais burocracias de que um cidadão [nacional e] tenha apenas que mostrar que pode entrar, que cumpre todas as condições legais”, concluiu a governante.

// Lusa

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

RESPONDER

"Pés de café" ajudam robôs a andar mais rápido (e sem tropeçar)

Uma das principais aplicações para robôs com pernas é a exploração de locais de desastre. No entanto, para atravessar os escombros, estas máquinas precisam de ter "pés" firmes. Uma equipa de investigadores da Universidade da Califórnia, …

Famalicão 2-1 FC Porto | Dragões falham reentrada

O FC Porto ficou hoje com a liderança da I Liga portuguesa de futebol em risco, ao perder em casa do Famalicão, por 2-1, na 25.ª jornada, que marca o regresso após a paragem devido …

Empresas chinesas compram soja dos EUA apesar de suspensão imposta pelo Governo

Empresas estatais chinesas terão comprado pelo menos três carregamentos de soja aos Estados Unidos (EUA), mesmo após o Governo ter levantado uma suspensão. Esta surgiu depois de Washington afirmar que terminaria com o acordo comercial …

Musk quer bombardear Marte. Pode ser só um "pretexto" para enviar armas nucleares para o Espaço

O plano de Elon Musk de bombardear Marte é apenas um pretexto para o lançamento de armas nucleares para o Espaço, disse o diretor da agência espacial russa Roscosmos, Dmitry Rogozin. Bombardear Marte para tornar o …

Quase 20 mil toneladas de combustível derramadas em rio na Rússia

https://cache-igi.cdnvideo.ru/igi/video/2020/6/2/%D0%BD%D0%BE%D1%80%D0%B8%D0%BB%D1%8C%D1%81%D0%BA.mp4 Quase 20 mil toneladas de combustível foram acidentalmente derramadas num rio no extremo norte da Rússia, levando as autoridades a declarar uma situação de "emergência" e levantando preocupações entre ambientalistas e residentes. Em comunicado, a associação …

Mais verde e mais barato. Suécia segue a Alemanha e instala a primeira turbina eólica de madeira

A Suécia instalou uma nova e interessante turbina eólica: uma torre construída em madeira. A Alemanha também já tem esta nova tecnologia. Construída a partir de materiais de fontes sustentáveis e que oferecem desempenho comparável às …

Já não mostra só as filas do supermercado. App "Posso ir?" também diz se pode ir à praia

A aplicação móvel que permite aos utilizadores consultar as filas e as afluências aos supermercados também mostra como está a praia. Agora, a aplicação "Posso ir?" vai também dizer-lhe se é ou não prudente ir dar …

Discurso xenófobo. Na Áustria, "a islamofobia tornou-se uma forma dominante de racismo"

A Áustria regista um aumento preocupante do discurso xenofóbico, em particular em relação aos muçulmanos e refugiados, alerta um relatório do Conselho da Europa. A Comissão do Conselho da Europa contra o Racismo e a Intolerância …

Um em cada quatro russos acredita que a pandemia é uma invenção

Um em cada quatro russos acredita que a pandemia de coronavírus é uma invenção, de acordo com uma pesquisa realizada pela Escola Superior de Economia de Moscou (HSE). Segundo avançou o site de notícias RBC, citado …

"Botellón" está de volta a Lisboa. Ajuntamentos sem controle podem estar a espalhar o vírus

Há cada vez mais ajuntamentos de jovens em Lisboa, nomeadamente nos bairros típicos, mas também em locais como bombas de gasolina, para o convívio e o consumo de álcool. Um tipo de comportamento que está …