Mais de 100 crianças acusadas de feitiçaria atiradas ao rio em Angola

Mais de 100 crianças acusadas de práticas de feitiçaria nas províncias de Cabinda, Zaire, Malanje e Bengo, nos últimos três anos, foram atiradas aos rios pelos familiares.

A informação foi avançada por uma equipa de investigadores do Centro de Estudos e Investigação em População (CEIP), e citada pelo Jornal de Angola.

O fenómeno “feitiçaria” contra menores constitui um problema social que tem preocupado os investigadores e as organizações sociais ligadas à causa. Ndonga Mfuwa, diretor do CEIP, disse ao matutino ter constatado no terreno que muitos pais e encarregados de educação lançam os filhos e educandos aos rios para, depois, serem devorados pelos jacarés.

Alguns progenitores, além de acusarem os filhos de serem feiticeiros, expulsam-nos do seio familiar. Mais tarde, segundo o investigador, arrependem-se do que fizeram e entram em conflito com as entidades acolhedoras.

Ndonga Mfuwa explicou que os dados foram obtidos mediante um trabalho realizado em vários município do país, com destaque para as províncias do Norte, como Cabinda, Zaire, Uíge, Bengo e Malanje.

Apesar de nestas províncias a população acreditar em feitiçaria, “não conseguem provar que um determinado individuo é feiticeiro”, disse Mfuwa, referindo que, das investigações realizadas em algumas regiões do país, ninguém conseguiu demonstrar, materialmente, a existência do fenómeno “feitiço”.

O responsável sublinhou ainda que o fenómeno ‘feitiço’ deve ser combatido para evitar que as crianças se desenvolvam na sociedade de forma desequilibrada. “Como investigadores, vamos trabalhar com as autoridades civis e do Estado para pôr termo a este fenómeno.”

ZAP //

PARTILHAR

6 COMENTÁRIOS

  1. Se verdade É, não se leva a mal, é um Povo com certas tradições !…….Infanticídio, não é considerado crime em Angola, essa gente não é condenada ??????

  2. O grave da situação noticiada é as crianças terem sido “atiradas ao rio” ou é elas terem sido “assassinadas”? O título “Mais de 100 crianças acusadas de feitiçaria assassinadas em Angola” não seria um título mais verdadeiro?

  3. Para os anticolonialistas e em pleno século XXI aqui têm mais uma prova do atraso cultural em que certos povos vivem ainda em África e de quanto tempo necessitariam ainda para serem desenraizados das suas crenças tribais e adquirirem algum civismo digno desse nome. Por outro lado têm também aqui a explicação porque razão o colonialismo em África existiu e garantidamente se tivessem sido cidadãos dessa época e envolvidos em descobertas não teriam feito melhor.

Na Suécia, quem tem sintomas de covid-19 pode fazer o teste gratuitamente

A Suécia vai fornecer testes de diagnóstico à covid-19 gratuitos a todas as pessoas que apresentem sintomas e realizar o rastreamento de contactos de todos os que estão infetados.  O anúncio surgiu esta quinta-feira, no mesmo …

Índia regista recorde de infetados com covid-19. Quase dez mil num só dia

A Índia registou outro recorde de novos casos de coronavírus, mais de 9.800 nas últimas 24 horas, período em que se contabilizaram 270 mortes, informou esta sexta-feira o Ministério da Saúde. A Índia regista agora 226.770 …

Países Baixos vão abater mais de 10 mil visons após suspeita de transmissão

As autoridades holandesas ordenaram o abate, a partir desta sexta-feira, de mais de 10 mil visons em unidades que fazem criação, depois da suspeita de transmissão do novo coronavírus a pessoas. No passado dia 28 de …

"Resposta à crise da pandemia tem que responder também à crise climática", diz BE

O Bloco de Esquerda (BE) defendeu esta sexta-feira que a resposta à crise pandémica também tem de ter soluções para a crise climática, considerando que a alternativa passa por criar emprego que responda às necessidades …

Desconfinamento do turismo. Costa anuncia abertura de fronteiras e novas rotas a 15 de junho

15 de junho é a data em que o turismo vai começar a desconfinar, com a reabertura de fronteiras e a reativação de rotas aéreas nos aeroportos portugueses. Esta sexta-feira, o primeiro-ministro anunciou que, no dia …

Legalização da prostituição discutida no Parlamento. Há "raparigas que ganham 500 euros por dia"

Uma petição que defende a legalização da prostituição foi, nesta quinta-feira, discutida no Parlamento. Os deputados ouviram as duas primeiras signatárias, uma das quais detém duas casas onde há mulheres a prestarem serviços sexuais e …

Grávidas com covid-19 não devem ter acompanhante no parto

As unidades de saúde devem assegurar condições para permitir um acompanhante no parto, desde que a grávida não esteja infetada com covid-19, segundo uma nova orientação da Direção-Geral da Saúde (DGS). O documento da Direção-Geral da …

Portugal com mais de 300 novos casos pelo terceiro dia consecutivo

Nas últimas 24 horas, Portugal registou mais dez óbitos e 377 casos de infeção por covid-19, informou esta sexta-feira a Direção-Geral da Saúde. Portugal regista esta sexta-feira 1.465 mortes por covid-19, mais 10 do que na …

Obstetra do caso do bebé sem rosto expulso da Ordem dos Médicos

O obstetra do bebé de Setúbal que nasceu com malformações foi punido com a pena máxima prevista nos Estatutos da Ordem dos Médicos, ou seja, a expulsão, disse à agência Lusa, esta sexta-feira, fonte oficial da …

Mês de maio foi o mais quente já registado no planeta

O mês de maio foi o mais quente registado em relação ao mesmo período nos anos anteriores, segundo o serviço europeu de mudanças climáticas Copernicus, que registou temperaturas muito acima do normal, especialmente no Ártico. "O …