Zuckerberg compara posição do Facebook à luta de Martin Luther King Jr.

Kris Krug / Flickr

Mark Zuckerberg, fundador do Facebook

Mark Zuckerberg defendeu publicamente a decisão do Facebook de não censurar anúncios políticos factualmente incorretos.

Num discurso, esta quinta-feira, o presidente executivo do Facebook comparou a posição da rede social face à liberdade de expressão, e sobretudo as críticas de que tem sido alvo, ao caso de Martin Luther King Jr., e nomeadamente à detenção do ativista no Alabama, depois de um protesto contra o tratamento da população negra na época.

A alusão surgiu durante uma palestra na Universidade de Georgetown, em Washington, em que o CEO do Facebook falou sobre a controvérsia em torno das publicações do presidente Donald Trump na rede social.

Em causa estava uma publicação de Trump em que se acusava, incorrectamente, o ex-vice-presidente dos EUA Joe Biden de prometer ao governo da Ucrânia mil milhões de dólares (cerca de 910 milhões de euros) a troco de um favorecimento ao seu filho. Apesar de a informação ter sido desmentida por várias organizações de verificações de factos, Zuckerberg acredita que os políticos têm o direito de partilhar opiniões erradas e que a rede social está dessa forma a defender a liberdade de expressão.

“Devido à sensibilidade que há em torno dos anúncios políticos já ponderei se devíamos proibi-los”, admitiu Zuckerberg esta quinta-feira. “Só que os anúncios políticos são uma parte importante da voz de cada um – especialmente para candidatos locais, novas vozes provocadoras, e grupos de activistas que não recebem muita atenção da imprensa”.

Para o criador do Facebook, impedir a rede social de mostrar anúncios políticos seria uma forma de favorecer apenas os políticos que surgem mais frequentemente nas notícias.

O paralelo entre o Facebook e a luta de Martin Luther King tem originado fortes críticas, com a filha do falecido defensor de direitos civis, Bernice King, a recordar, de acordo com o jornal Público, que foi precisamente a desinformação e a propaganda difundida por políticos da época que conduziu ao assassinato do pai.

“É difícil imaginar o Martin Luther King Jr., que Zuckerberg invocou, a apoiar a decisão do Facebook de proteger políticos que dependem de desinformação”, escreveu Vanita Gupta, presidente da Conferência de Liderança sobre Direitos Civis e Direitos Humanos, que é um grupo abrangente de grupos de interesse dos direitos civis americanos.

A senadora Elizabeth Warren, candidata presidencial democrata, também criticoy o discurso de Zuckerberg. “Há uma coisa, Mark – Trump não está só a publicar uma mentira na sua página para os seus seguidores. O Facebook [também] está a aceitar milhões de dólares do Trump para mostrar anúncios políticos”.

A posição de Zuckerberg sobre a liberdade de expressão já tinha sido alvo de fortes críticas em 2018 quando o CEO da rede social usou a negação do Holocausto como exemplo de liberdade de expressão.

Todos os utilizadores podem consultar o dinheiro que os políticos gastam em anúncios e publicações patrocinadas através da Biblioteca de Anúncios do Facebook. Apertado por reguladores e legisladores, em 2018 o Facebook criou novas regras para os anúncios, obrigando as páginas a declararem quem os paga.

ZAP //

 

PARTILHAR

RESPONDER

A cura para todos os tipos de cancro pode estar no nosso sistema imunitário

Em laboratório, uma equipa de cientistas da Universidade de Cardiff, no Reino Unido, conseguiu usar células do nosso próprio corpo para matar células cancerígenas. O nosso sistema imunitário é a defesa natural do nosso organismo contra …

Foi um asteróide (e nada mais do que um asteróide) que dizimou os dinossauros

Uma equipa internacional de cientistas acaba de reafirmar que foi um asteróide - e nada mais do que este corpo rochoso - que dizimou os dinossauros da face da Terra há cerca de 66 milhões …

Descoberta classe de objetos bizarros perto do enorme buraco negro da Via Láctea

Astrónomos da Iniciativa Órbitas do Centro Galáctico da UCLA (Universidade da Califórnia) descobriram uma nova classe de objetos bizarros no centro da Via Láctea, não muito longe do buraco negro supermassivo chamado Sagitário A*. "Estes objetos …

David Lynch lança curta-metragem no Netflix em dia de aniversário

O realizador norte-americano lançou no Netflix, esta segunda-feira, uma curta-metragem de 17 minutos. David Lynch lançou, esta segunda-feira, no dia do seu 74.º aniversário, uma curta-metragem de 17 minutos no Netflix, escreve o jornal Público. "What Did …

Dois homens confessam ter roubado (e depois devolvido) quadro de Klimt

A dupla de assaltantes disse que tinha roubado a pintura, em fevereiro de 1997, e que a devolveu "como um presente para a cidade". Dois homens confessaram ter roubado, e logo depois devolvido, a pintura de …

Ozzy Osbourne revela que tem Parkinson

O músico britânico, de 71 anos, revelou, esta terça-feira, que foi diagnosticado com a doença de Parkinson. De acordo com o The Guardian, Ozzy Osbourne fez esta revelação durante uma entrevista no programa Good Morning America, …

Jorja Smith regressa ao NOS Alive em 2020

A cantora britânica é a mais recente confirmação do NOS Alive 2020. O Passeio Marítimo de Algés volta assim a receber Jorja Smith pelo segundo ano consecutivo. “A artista que fez história com um dos concertos …

Confirmada a autenticidade de um raro auto-retrato de Van Gogh

Os principais especialistas holandeses da obra de Van Gogh concluíram que um auto-retrato de 1889 foi realmente pintado pelo artista. A notícia é avançada pelo jornal local holandês Dutch News, que recorda que a autenticidade desta …

Serviço de streaming Disney+ chega a Portugal no verão

O serviço de streaming da Disney chega à Europa a 24 de março. Reino Unido, Irlanda, França, Alemanha, Itália, Espanha, Áustria e Suíça serão os primeiros países a receber o Disney+. Em Portugal, a plataforma …

Tal como os cães, lobos bebés também brincam ao "busca" (e surpreendem os cientistas)

Brincar ao "busca" com o seu cão não é tão fácil como parece. É uma habilidade tão avançada que muitos cientistas acreditam que só terá aparecido após milhares de anos de domesticação. No entanto, isto pode …