Zuckerberg compara posição do Facebook à luta de Martin Luther King Jr.

Kris Krug / Flickr

Mark Zuckerberg, fundador do Facebook

Mark Zuckerberg defendeu publicamente a decisão do Facebook de não censurar anúncios políticos factualmente incorretos.

Num discurso, esta quinta-feira, o presidente executivo do Facebook comparou a posição da rede social face à liberdade de expressão, e sobretudo as críticas de que tem sido alvo, ao caso de Martin Luther King Jr., e nomeadamente à detenção do ativista no Alabama, depois de um protesto contra o tratamento da população negra na época.

A alusão surgiu durante uma palestra na Universidade de Georgetown, em Washington, em que o CEO do Facebook falou sobre a controvérsia em torno das publicações do presidente Donald Trump na rede social.

Em causa estava uma publicação de Trump em que se acusava, incorrectamente, o ex-vice-presidente dos EUA Joe Biden de prometer ao governo da Ucrânia mil milhões de dólares (cerca de 910 milhões de euros) a troco de um favorecimento ao seu filho. Apesar de a informação ter sido desmentida por várias organizações de verificações de factos, Zuckerberg acredita que os políticos têm o direito de partilhar opiniões erradas e que a rede social está dessa forma a defender a liberdade de expressão.

“Devido à sensibilidade que há em torno dos anúncios políticos já ponderei se devíamos proibi-los”, admitiu Zuckerberg esta quinta-feira. “Só que os anúncios políticos são uma parte importante da voz de cada um – especialmente para candidatos locais, novas vozes provocadoras, e grupos de activistas que não recebem muita atenção da imprensa”.

Para o criador do Facebook, impedir a rede social de mostrar anúncios políticos seria uma forma de favorecer apenas os políticos que surgem mais frequentemente nas notícias.

O paralelo entre o Facebook e a luta de Martin Luther King tem originado fortes críticas, com a filha do falecido defensor de direitos civis, Bernice King, a recordar, de acordo com o jornal Público, que foi precisamente a desinformação e a propaganda difundida por políticos da época que conduziu ao assassinato do pai.

“É difícil imaginar o Martin Luther King Jr., que Zuckerberg invocou, a apoiar a decisão do Facebook de proteger políticos que dependem de desinformação”, escreveu Vanita Gupta, presidente da Conferência de Liderança sobre Direitos Civis e Direitos Humanos, que é um grupo abrangente de grupos de interesse dos direitos civis americanos.

A senadora Elizabeth Warren, candidata presidencial democrata, também criticoy o discurso de Zuckerberg. “Há uma coisa, Mark – Trump não está só a publicar uma mentira na sua página para os seus seguidores. O Facebook [também] está a aceitar milhões de dólares do Trump para mostrar anúncios políticos”.

A posição de Zuckerberg sobre a liberdade de expressão já tinha sido alvo de fortes críticas em 2018 quando o CEO da rede social usou a negação do Holocausto como exemplo de liberdade de expressão.

Todos os utilizadores podem consultar o dinheiro que os políticos gastam em anúncios e publicações patrocinadas através da Biblioteca de Anúncios do Facebook. Apertado por reguladores e legisladores, em 2018 o Facebook criou novas regras para os anúncios, obrigando as páginas a declararem quem os paga.

ZAP //

 

PARTILHAR

RESPONDER

O novo recurso da Google encontra qualquer música. Basta cantarolar, assobiar ou cantar

Na semana passada, a gigante tecnológica da Google lançou uma versão atualizada da aplicação que ajuda a encontrar qualquer música que esteja presa na sua cabeça - mas que não saiba o nome. Com a nova …

Pintura de Jacob Lawrence desaparecida há 60 anos foi encontrada em Nova Iorque

Uma visitante do Met, nos Estados Unidos, descobriu o paredeiro do quadro desaparecido de Jacob Lawrence. A mulher associou o quadro a um pendurado na sala de estar dos seus vizinhos, suspeitando que poderia fazer …

Fezes ancestrais ajudam a descobrir como o microbioma afeta a nossa saúde

Um novo estudo, realizado em Israel e na Letónia, analisou fezes ancestrais e comparou-as com o nosso microbioma para tentar descobrir pistas sobre as doenças modernas. A equipa de investigadores, que trabalhou enterrada até aos joelhos …

Santa Clara 1-2 Sporting | “Leão” mostra POTEncial nas ilhas

Ao final da tarde deste sábado, o Sporting venceu o Santa Clara por 2-1, num duelo a contar para a 5ª jornada da Liga NOS que decorreu no Estádio de São Miguel, em Ponta Delgada. …

Robô ultrarrealista pode vir a substituir os golfinhos em cativeiro em parques temáticos

A empresa de engenharia Edge Innovations, com sede em São Francisco, Estados Unidos, projetou e construiu um golfinho-robô que se parece e age quase exatamente como um. Nadando ao redor da piscina enquanto um grupo de …

PCP avisa: Abstenção é “apenas e só” para discutir o OE2021

O secretário-geral do PCP avisou este sábado que a abstenção anunciada pelo partido visa "apenas e só" fazer passar o Orçamento do Estado de 2021 a "outra fase de discussão" e recusou estar garantido um …

Convento medieval encontrado sob parque de estacionamento em Inglaterra

Uma equipa de arqueólogos britânicos encontrou um convento medieval, há muito perdido, debaixo de um parque de estacionamento em Inglaterra. Há muito que os arqueólogos britânicos especulavam sobre a potencial localização de um antigo convento medieval, …

Virgin Galactic leva cientista planetário ao Espaço pela primeira vez

O norte-americano Alan Stern será o primeiro a realizar experiências científicas financiadas pela NASA, a bordo de uma aeronave comercial da empresa espacial privada Virgin Galactic. A NASA revelou a semana passada que o cientista planetário …

Português responsável por limpeza de hospitais condecorado pela Rainha Isabel II

O português Maciel Vinagre pensou que era mentira ou engano ao ler a notificação de que tinha sido distinguido pela Rainha Isabel II pelo trabalho como responsável da limpeza de dois hospitais públicos britânicos durante …

Japonês inventa sacos de plástico "comestíveis" (para salvar o veado sagrado de Nara)

Um empresário local no destino turístico japonês de Nara desenvolveu uma alternativa aos sacos de plástico de compras para proteger o veado sagrado da cidade. Hidetoshi Matsukawa, que trabalha na Nara-ism, um agente de souvenirs, disse, …