Acusada de ter ligações à China, Zoom processada por esconder falhas de privacidade

Zoom

A Zoom está a ser processada por exagerar o nível de segurança e privacidade. As conversas das videoconferências estavam a ser processadas em centros de dados chineses.

A Zoom é uma empresa americana de serviços de videoconferência que tem sido um fenómeno nos últimos tempos, muito graças ao estado de emergência e isolamento social, que obrigam as pessoas a trabalhar e comunicar à distância. Atualmente, a Zoom é uma das aplicações mais descarregadas na App Store e Google Play Store.

O marketing da empresa garante que a ferramenta é totalmente segura e oferece encriptação ponta-a-ponta, que protege as conversas contra terceiros. No entanto, o portal The Intercept descobriu que a empresa não tem este tipo de encriptação e acusa-a de enganar as pessoas.

Um porta-voz da empresa confirmou que a aplicação não tem esse tipo de segurança, mas nega estar a enganar os utilizadores. Segundo a Shifter, a Zoom tem uma vulnerabilidade que permite, através da partilha de links no chat, o acesso indevido ao nome e password de login do computador de outra pessoa.

O Público escreve, esta quinta-feira, que a empresa está a ser processada por um dos acionistas por exagerar o nível de segurança e privacidade que realmente tem.

“Como se tornou evidente numa série de relatórios e admissões da empresa, o Zoom exagerou significativamente o nível de encriptação de serviço, levando organizações a proibir trabalhadores de usar o Zoom para o seu emprego, e as ações da empresa a cair em pico, prejudicando os investidores”, lê-se na ação judicial apresentada esta terça-feira.

Um laboratório de investigação da Universidade de Toronto alertou ainda para o facto de as conversas estarem a ser processadas em centros de dados chineses, independentemente da localização do utilizador. Em resposta, a empresa justifica que o fez “acidentalmente” de forma a lidar com o aumento de tráfego nos últimos tempos.

Nos últimos três messes, a ferramenta passou de 10 milhões para 200 milhões de utilizadores. “Nas últimas semanas, gerir o aumento no fluxo de utilizadores tem sido uma enorme tarefa e o nosso único foco. No entanto, reconhecemos que não cumprimos as expectativas de privacidade e segurança da nossa comunidade”, admitiu o CEO da Zoom, Eric Yuan.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Gil Vicente 1-2 Porto | Dragão canta de galo com dois golaços

Foi sofrer até ao fim. Sérgio Conceição tinha alertado que não seria fácil bater o Gil Vicente e foi isso que ocorreu na noite desta sexta-feira em Barcelos. O FC Porto apenas a um minuto dos …

Na II Guerra Mundial, um erro "humilhante" destruiu dois imponentes navios de guerra da Marinha Real

No dia 10 de dezembro de 1941, os japoneses afundaram os imponentes Prince of Wales e Repulse. A culpa foi do almirante Thomas Phillips que, na sequência de um "erro humilhante", acabou também por falecer. Winston …

O robô Atlas, da Boston Dynamics, faz parkour (e até dá um mortal para trás)

O Atlas é, sobretudo, um projeto de investigação: um robô que ajuda os engenheiros da Boston Dynamics a trabalhar em melhores sistemas de controlo e perceção. O parkour é um verdadeiro desafio para os seres humanos, …

Na Tailândia, um "cemitério" de táxis foi transformado numa horta sobre rodas

Desde pimentos a pepinos, beringelas e até mangericão. Num parque de estacionamento ao ar livre em Banguecoque, os táxis abandonados transformam-se em hortas para alimentar os trabalhadores. A pandemia de covid-19 obrigou os táxis de Banguecoque …

Morreu o "último nazi" canadiano, aos 97 anos

Um ucraniano que serviu como tradutor no regime nazi morreu na quinta-feira na sua casa, em Ontário, no Canadá, encerrando uma luta de décadas para deportá-lo e acusá-lo de cúmplice no assassinato de dezenas de …

No Sri Lanka, elefantes traficados foram resgatados. Mas voltaram às pessoas que os compraram ilegalmente

Um tribunal do Sri Lanka devolveu elefantes resgatados a pessoas influentes que foram acusadas de os terem comprado ilegalmente. Durante alguns anos, elefantes selvagens permaneceram na corda bamba de uma intensa batalha de custódia judicial entre …

Sporting 1-0 Marítimo | Porro volta a decidir de penálti

Que sofrimento! É normal ver os “grandes” dominarem por completo os seus adversários, mas nesta partida entre Sporting e Marítimo, em Alvalade, praticamente só houve uma equipa a atacar e a procurar o golo. Ainda assim, …

A falhar pagamentos e com 260 mil milhões de dívida - como é que a Evergrande chegou até aqui?

A situação da imobiliária chinesa Evergrande, que tem uma dívida maior do que a economia portuguesa, está a deixar o mundo ansioso sobre uma eventual repetição da história da crise de 2008, que começou com …

A lava do vulcão de Las Palmas já destruiu mais de 200 casas, mas uma permanece intacta na devastação

Como se protegida por um manto de invencibilidade, a construção escapou à força da lava que a serpenteou para felicidade dos seus proprietários, um casal de reformados dinamarquês que escolheu fixar-se naquele território precisamente pela …

Talibãs retomam execuções e amputação de mãos como punição

Os Talibãs voltarão às execuções e à amputação de mãos como forma de punição, avançou um dos fundadores do grupo, Nooruddin Turabi, indicando que as represálias nem sempre ocorrerão em público. À Associated Press, Turabi alertou …