/

Zoë Kravitz deixou de ler comentários nas redes sociais: “Pensam que não sou uma pessoa”

“As pessoas pensam que o que me dizem não me afecta. Porque pensam que não sou uma pessoa”, lamentou a filha de Lenny Kravitz.

Uma filha do músico Lenny Kravitz e da actriz Lisa Bonet dificilmente escaparia ao mundo da fama. E quando a própria filha se torna actriz, modelo, cantora e, em breve, realizadora, o seu nome passa a ser ainda mais comentado. Mas, aos 33 anos, Zoë Kravitz está cansada de algumas consequências da fama. Sobretudo nas redes sociais.

Desde cedo que o seu apelido – Kravitz, sempre associado ao muito famoso Lenny Kravitz – se tornou um “constrangimento” para Zoë: “As pessoas pensavam sempre que, se eu conseguia arranjar um emprego, tinha sido por causa do meu pai. Isso foi difícil”.

Nesta entrevista que vai ser publicada na próxima edição da revista Elle, a actriz contou que agora já não se incomoda quando, durante uma conversa, alguém lança uma pergunta sobre os seus pais: “Já não digo para não falarmos sobre isso. Digo que sou grato por ser filho deles. São seres humanos maravilhosos e eu também fui criando o meu ser humano“.

Zoë era protagonista (e produtora-executiva e guionista) da série ‘Alta fidelidade’, que atingiu um sucesso considerável. Mas a série só teve uma temporada, foi cancelada no Verão de 2020, meio ano depois da sua estreia: “Os responsáveis não perceberam o que era aquela série e o que poderia fazer. Foi um grande erro“. Há 20 anos apareceu nos cinemas um filme com o mesmo título – e curiosamente a sua mãe Lisa Bonet era uma das actrizes principais.

O anúncio da interrupção da série foi uma surpresa mas não abrandou a carreira de Kravitz. E também não a colocou num «canto do esquecimento» no mundo das celebridades.

A peça de roupa que utilizou uma gala, no ano passado, originou muitos insultos na sua conta no Instagram. Algumas palavras fizeram mesmo com que Zoë abandonasse aquela rede social no final de 2021. Apagou tudo e só publicou mais uma vez até ao fim do ano.

“É uma loucura o facto de as pessoas pensarem que o que me dizem não me afecta – porque sou uma celebridade, porque pensam que não sou uma pessoa. Eu sou um ser humano. Eu quero defender-me. Eu faço o que quero fazer. Se começo a ter medo do que os outros vão dizer ou pensar, deixo de ser artista. Não estou a experimentar o mundo e a colocar isso na arte. Precisava de uma pausa“, justificou a artista, que deixou de ler comentários sobre si, nas redes sociais.

Durante a entrevista, a actriz reparou num casal que tinha roupa «diferente», um visual muito alternativo: “Olha para eles: não estão a ler comentários. Estão a fazer o que querem. Eu quero mesmo viver assim”.

Sem pressa para ser mãe, Zoë Kravitz continua a querer viver novas aventuras, divertir-se à noite, brincar muito… “E continuar assim, mesmo quando tiver 70 anos”.

  Nuno Teixeira da Silva, ZAP //

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.