/

Zanzibar vai ter torre que parece um dominó a cair construída numa ilha artificial

(dr) xCassia

Dubai, Nova Iorque, Londres ou Xangai são algumas das cidades conhecidas pelos seus grandiosos edifícios. Porém, a próxima grande construção em altura irá ser desenvolvida em Zanzibar.

Zanzibar é mundialmente conhecida pelo seu património natural, mas agora irá albergar uma conceituada obra de arquitetura. A pequena ilha, que se situa na costa da Tanzânia, vai ter uma torre em forma de dominó que se irá tornar numa forte atração turística, sobretudo por juntar entretenimento e cultura num só local, refere um comunicado de imprensa da empresa que está a desenvolver o projeto.

A torre – que terá 70 andares – deverá ser construída na parte antiga da cidade, já que o local tem um significado histórico e foi influenciado por várias culturas. O projeto vai ocupar cerca de 370 mil metros quadrados e tem como objetivo ficar na história da arquitetura moderna.

O conceito de design está a ser desenvolvido pela xCassia – que já tinha planeado realizar o projeto pelo menos duas vezes na última década, mas devido a vários fatores externos, este foi sendo adiado.

A Domino Tower inspira-se no design do seu homónimo – dando a ilusão de que é um dominó a cair. A construção começa a partir de um painel alto que se projeta e que se inclina gradualmente ficando mais curto conforme a construção se curva e se enrola em si mesma, escreve o The Architect’s Newspaper.

 

(dr) xCassia

De acordo com o Interesting Engineering, o projeto consiste em três locais principais: a Plaza de Chegadas, o Zanzibar Domino e o Island Resort. A entrada principal será na Praça de Chegadas que também terá áreas comerciais e escritórios.

A atração central, o Zanzibar Domino está situada numa ilha criada pela mão humana e que se espalha por um raio de 250 metros.

Um aquário, um centro de exposições, um pavilhão cultural e um salão de convenções, também estarão disponíveis na ilha que, além de tudo isto, está ainda capacitada para receber iates e oferecer mais zonas comerciais e de restauração.

Devido à sua grandiosidade, a Domino Tower terá capacidade para possuir 560 apartamentos e um hotel com 360 quartos com vista para a costa de Zanzibar.

A cereja no topo do bolo será uma plataforma de observação no topo da torre. Este local poderá ser acessado através de elevadores que irão proporcionar aos visitantes uma vista panorâmica.

Por sua vez, o Island Resort irá abrigar 104 vilas sobre a água, ligadas a um farol, que servirão como um entroncamento de transporte, oferecendo ainda comodidades aos moradores, que passam por um campo de golfe, heliportos, um ginásio e uma pequena capela que será útil na realização de casamentos.

“Posicionado como um dos primeiros destinos globais verdadeiramente icónicos de turismo, entretenimento, cultura e conferências de África, o Zanzibar Domino irá oferecer aos visitantes, residentes e empresas, um programa multifacetado projetado para criar experiências distintas durante todo o ano, caminhos profissionais e oportunidades de investimento”, destacou Youssef S. Amour, Presidente Executivo do Grupo AICL, um dos que está a desenvolver o projeto.

O projeto encaixa-se no esforço que Zanzibar está a fazer para desenvolver novas atrações turísticas, como parte da sua estratégia de “Economia Azul”, que pretende atrair investimentos internacionais promovendo a localização privilegiada da zona autónoma no Oceano Índico.

  Ana Isabel Moura, ZAP //

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.