Voo da Air India obrigado a voltar para trás por causa de um rato

Peter Boylan / Wikimedia

-

Um avião da companhia aérea Air India foi esta quarta-feira obrigado a dar meia-volta por causa de um passageiro indesejado.

O voo AI 131, que fazia a ligação entre Mumbai, na Índia, e Londres, no Reino Unido, foi forçado a voltar para trás depois de um rato ter sido visto a bordo, conta a BBC.

A aeronave da Air India já estava em viagem há mais de três horas e a sobrevoar o Irão quando um dos passageiros deu de caras com o roedor.

Em comunicado, a transportadora indiana diz que apesar de ainda não ter sido confirmado que existia mesmo um rato a bordo, o voo foi interrompido por questões de segurança.

Estes animais podem entrar nos aviões a partir de alimentos ou outros suprimentos. Além da ameaça à saúde dos passageiros, os roedores podem revelar-se uma verdadeira ameaça se começarem a roer fios elétricos.

Este não é o primeiro relato da presença de um rato num avião da Air India este ano. Em julho passado, uma das suas aeronaves também teve de regressar a Nova Deli, durante um voo para Milão, exatamente pelo mesmo motivo.

Além disso, ainda no início de dezembro um técnico da companhia foi sugado pela turbina de um dos aviões, tendo acabado por falecer no aeroporto.

Casos que se têm revelado duros golpes para a imagem da transportadora aérea do Estado, que já teve de cortar em vários gastos para conseguir manter a sua estabilidade financeira.

ZAP / BBC

PARTILHAR

RESPONDER

Simeone reitera confiança em João Félix. "Acreditamos totalmente nele"

O técnico do Atlético de Madrid, Diego Simeone, voltou a falar de João Félix esta sexta-feira, reiterando toda a confiança no avançado de 20 anos. "A Supertaça foi mais um passo de experiência para um rapaz …

Ensino Superior com mais concursos para professores em 2019

As instituições de Ensino Superior abriram, em 2019, mais 948 concursos para a carreira docente do que em 2018, anunciou, esta quinta-feira, o Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior. De acordo com uma nota do …

Paulo Gonçalves. Seguradoras atrasam autópsia e trasladação do corpo para Portugal

Paulo Gonçalves faleceu no domingo, aos 40 anos, na sequência de uma queda sofrida ao quilómetro 273 da sétima de 12 etapas do Rali Dakar. Exigências das seguradoras quanto a despistes toxicológicos ao corpo de Paulo …

Estivadores vão fazer greve em Setúbal e ameaçam fazer o mesmo em Lisboa

O Sindicato dos Estivadores e Atividade Logística (SEAL) revelou esta sexta-feira que vai entregar já na segunda-feira um pré-aviso de greve no Porto de Setúbal e ameaça fazer o mesmo no Porto de Lisboa. “Os trabalhadores …

Segundo maior diamante transforma-se em joias Louis Vuitton

Depois de cortado e polido, o segundo maior diamante da história será transformado numa coleção de joias da Louis Vuitton. A Lucara Diamond encontrou o diamante Sewelo, de 1.758 quilates, na sua mina do Botswana, no …

Filho do presidente da Câmara de Pedrógão Grande "sem memória" no caso da reconstrução de casas

O adjunto do presidente da Câmara de Pedrógão Grande, Telmo Alves, que também é filho do autarca, disse em Tribunal que desconhece o processo de reconstrução das casas ardidas no incêndio no concelho, em 2017, …

Joacine não está inscrita no congresso do Livre

De acordo com o semanário Expresso, a deputada única do Livre não se inscreveu na reunião magna do partido, que se realiza este fim de semana, em Lisboa. A deputada do Livre, Joacine Katar Moreira, e …

"Há condições para avançar" com o alargamento da ADSE

"Há condições para avançar" com o alargamento da ADSE aos contratos individuais do Estado e aos precários regularizados no PREVPAP, disse Alexandra Leitão, esta sexta-feira, no Parlamento. A ministra da Modernização do Estado e da Administração …

Países "lutam" por fundos europeus para neutralizar emissões de carbono

Um novo fundo de 100 mil milhões destinado a neutralizar as emissões de dióxido de carbono na Europa até 2050 está em disputa por vários países. A Comissão Europeia quer implementar um fundo de 100 mil …

Tribunal japonês suspende atividade de reator nuclear que tinha recebido luz verde

Um tribunal no Japão ordenou esta sexta-feira que o reator nuclear da central de Ikata (oeste do país) pare por razões de segurança, numa decisão que revoga uma anterior que deu luz verde ao seu …