Hussein deu 6532 passos (e foi preso por homicídio)

Os dados da popular app de monitorização de saúde Apple Health foram usados num caso de violação e homicídio na Alemanha. Pela primeira vez, um iPhone é a “testemunha principal” de um crime.

Os casos de utilização de dados registados por “smart devices” em investigações criminais tem vindo a aumentar, e na Alemanha há mais um caso em que um potencial criminoso poderá ter sido “apanhado” através dos dados de actividade registados pela app Apple Health no seu iPhone.

O caso de violação e morte de uma jovem de 19 anos na Alemanha tem dado bastante que falar, depois de o principal suspeito, um refugiado afegão, não ter conseguido elucidar as autoridades quanto ao seu paradeiro no momento em que o crime se terá realizado.

Hussein K., refugiado afegão residente em Freiburg, na Alemanha, está a ser julgado desde setembro do ano passado, acusado de ter violado e assassinado uma estudante local, cujo corpo terá depois tentado atirar a um rio.

Segundo a Motherboard, há uma “misteriosa discrepância” entre os dados registados pelas câmaras de vigilância e o alegado paradeiro do acusado na altura aproximada do crime.

Mas embora o suspeito se tenha recusado a dar o código do seu iPhone às autoridades, estas contrataram uma empresa informática que conseguiu aceder aos dados do smartphone por vias alternativas – o que lhes permitiu analisar os movimento registados no dito período crítico e reconstruir os passos que o suspeito deu na ocasião.

No momento em que o crime estava a ser cometido, o iPhone do indivíduo registou actividade que ficou marcada como sendo “subir escadas”, e que coincide com a altura em que estaria a arrastar o corpo da jovem numa descida para um rio – para seguidamente subir de novo para a estrada.

Para minimizar a hipótese de erros, os investigadores replicaram os movimentos no local do crime e obtiveram um registo idêntico ao que tinha sido registado pelo iPhone do suspeito. Ao que tudo indica, serão os registos da famosa app de monitorização de saúde a “tramar” o suspeito e provar a sua culpa.

É cada vez mais normal considerar aceitável que as autoridades usem a localização dos telemóveis e smartphones para averiguar por onde andavam vítimas e suspeitos em casos de crime.

Mas o aumento exponencial dos dados que os smartphones e outros dispositivos registam, por opção do utilizador e para os mais variados efeitos e funcionalidades, está a tornar cada vez mais difícil a um criminoso esconder os seus actos… dos seus próprios dispositivos pessoais.

PARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

  1. Ah, e não nos esqueçamos todos de agradecer a Angela Merkel por esse “refugiado” ter conseguido entrar no país e tirar a vida a essa jovem!

    • Caro Tiago, infelizmente os refugiados também são pessoas como todas as outras e por isso também cometem crimes. O que este indivíduo fez foi repugnante e monstruoso, mas não devemos culpar por isso a ideia de dar refúgio à pessoas que fogem de guerra ou de perseguição.

      • Quando a probabilidade é muito alta então há que ser pragmático. Se 20% dessas pessoas actuam dessa maneira já é muito. Angela Merkel teve uma péssima ideia descontrolada.

RESPONDER

Preço da luz voltar a subir em 2019. ERSE propõe aumento de 0,1%

O preço da eletricidade para os clientes domésticos que fazem parte do mercado regulado deve aumentar 0,1% já em 2019, o que implica, em média, um aumento 5 cêntimos na fatura mensal das famílias portuguesas. …

Câmara de Lisboa admite que SMS da EMEL foi uma situação "excecional"

A Proteção Civil municipal "considerou relevante" utilizar a base de dados da EMEL para enviar a SMS sobre os riscos da tempestade Leslie, "dada a necessidade de alertar o maior número de pessoas", revelou o …

China diz que campos de reeducação no Xinjiang servem para "treinos vocacionais"

O governador da região do Xinjiang, extremo noroeste da China, descreveu hoje o internamento massivo de membros da minoria étnica chinesa de origem muçulmana uigure como um "sistema de formação" que "salva" do extremismo religioso. Shohrat …

Rio acusa Governo de "partidarização" ao escolher Galamba para secretário de Estado

O presidente do PSD, Rio Rio, acusou esta segunda-feira o Governo de estar a “partidarizar a pasta da Energia”, reagindo a notícias que dão conta de que o deputado do PS João Galamba é o …

Encontrado vestígio de vida animal mais antigo de sempre

Investigadores da Universidade da Califórnia afirmam ter descoberto o vestígio mais antigo de vida animal conhecido, de formas de vida que existiram há mais de 635 milhões de anos. O estudo publicado esta segunda-feira na revista …

Inundações no sul de França fazem 12 mortos

O número de mortos nas inundações na zona de Carcassonne, na região de Aude, no sudoeste de França, subiu para 12, anunciaram nesta segunda-feira as autoridades, referindo que há uma pessoa desaparecida. O primeiro-ministro francês, Édouard …

Ursos polares famintos estão a comer baleias (e isso ajuda-os a sobreviver ao aquecimento)

Há mais de um ano, ursos polares reuniram-se num ilha ao largo da costa norte da Sibéria para devorar uma baleia morta. Um estudo recente defende que, no passado geológico, os ursos polares podem ter …

Morreu Paul Allen, cofundador da Microsoft

Paul Allen, cofundador da Microsoft, morreu com 65 anos durante a tarde desta segunda-feira, anunciou a sua empresa, a Vulcan Inc, em nome da família.  Paul Allen tinha retomado recentemente tratamentos contra um linfoma não-Hodgkin, diagnosticado …

Todas as missões da NASA deveriam procurar vida extraterrestre

A procura por sinais de vida alienígena deve fazer parte de todas as missões futuras da NASA. A organização deve expandir o seu leque sobre possíveis sinais extraterrestres, de forma a conseguir identificá-los, aponta um …

Cientistas alcançam a primeira aceleração de eletrões em ondas de plasma

Físicos demonstraram uma nova técnica para acelerar eletrões a energias muito altas em distâncias muito curtas, uma técnica que permitirá alcançar novos avanços na física de partículas a preços mais modestos. O Large Hadron Collider (LHC) …