Discute-se a defesa do ambiente, mas nunca voaram tantos jatos privados para Davos

Ennio Leanza / EPA

No início da semana, a empresa Air Charter Service (ACS) estimou a ocorrência de 1.500 movimentos de jatos privados em quatro aeroportos durante o Fórum Económico Mundial.

Os organizadores do Fórum Económico Mundial em Davos, na Suíça, iniciativa que dá especial atenção ao debate das questões ambientais, contestaram esta quinta-feira os dados divulgados sobre o tráfego recorde de jatos privados durante a corrente edição do evento.

No início da semana, a empresa Air Charter Service (ACS) estimou a ocorrência de 1.500 movimentos de jatos privados em quatro aeroportos durante o fórum internacional, que reúne em Davos a elite da política e da economia mundiais e que tem como tema recorrente a luta contra as alterações climáticas.

Este número, apresentado como um recorde, suscitou a indignação de movimentos de ativistas. “Do ponto de vista ecológico, fretar um jato privado para chegar a Davos é a pior opção”, disse a entidade privada que organiza o Fórum Económico Mundial, num blogue citado pelas agências internacionais.

A organização contestou, no entanto, os dados fornecidos pela ACS, argumentando que um dos aeroportos monitorizados não está ligado oficialmente ao fórum e que um outro é um aeroporto militar, cujo tráfego é mantido em segredo por razões de segurança.

O fórum fez os seus cálculos, utilizando “números reais” de dois aeroportos ligados ao evento (Zurique e St. Gallen) e somou os voos registados durante três dias. A contagem da ACS abrange seis dias.

Feitas as contas, os organizadores do Fórum Económico Mundial anunciaram um número bastante inferior em comparação com os dados apresentados pela ACS: 250 jatos particulares, 14% menos do que em 2018.

Os organizadores também contestaram “a metodologia muito pouco clara” utilizada pela ACS, afirmando que a divulgação destes números se tratou de “uma operação de relações públicas de uma empresa comercial”.

A ACS reagiu às declarações dos organizadores do Fórum Económico Mundial, explicando em comunicado que a sua estimativa tinha tido em conta os quatro aeroportos que poderiam ser usados durante o evento e não apenas os dois oficialmente ligados à organização.

Os nossos números têm como base factos, mas não se trata de forma alguma um ataque ao Fórum Económico Mundial, que funciona para o bem”, disse, em declarações à France Presse (AFP), um porta-voz da ACS, cuja maioria dos seus clientes participam em debates e reuniões de negócios em Davos.

Os organizadores do fórum afirmaram, entretanto, que pretendem compensar o máximo possível as emissões de dióxido de carbono dos jatos privados.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Advogados ligados à PLMJ contestam interesse público de revelações de Rui Pinto

A invocação de interesse público dos documentos e das informações expostas por Rui Pinto na Internet foi contestada, esta quarta-feira, por advogados ligados à sociedade PLMJ, na 18.ª sessão do julgamento do processo "Football Leaks". Na …

Microempresas do turismo do Norte com maior adesão a apoios

As microempresas de turismo do Norte foram as que mais dinheiro receberam da linha de apoio à tesouraria criada em resposta ao impacto da pandemia nesse setor, ficando com 29,3% (15,3 milhões de euros) do …

Migrantes marroquinos "desesperados e assustados" em greve de fome. Entre eles está uma mulher grávida

Seis dos migrantes marroquinos que chegaram ilegalmente em setembro estiveram em greve de fome, entre os quais uma grávida. Dizem não serem autorizados a falar com as famílias há mais de 40 dias. O protesto é …

TAP precisa de mais de 100 milhões por mês até final de 2020

O Plano de Tesouraria da TAP para 2020 revela que a empresa precisa, em média, mais de 100 milhões de euros por mês até ao final do ano para suprir as necessidades de liquidez. De acordo …

Fafe declara estado de emergência municipal devido à "rapidez" da propagação da covid-19

O concelho de Fafe está em estado de emergência municipal devido à “evolução grande” do número de infetados com o novo coronavírus e à “rapidez” da propagação, anunciou o presidente da Câmara. Em vídeo publicado nas …

Ameaça iminente. FBI alerta que hackers vão atacar sistema de saúde dos Estados Unidos

O Departamento Federal de Investigação (FBI) e duas agências federais anunciaram que cibercriminosos estão a desencadear um grande ataque de resgate contra o sistema de saúde dos Estados Unidos. Num alerta conjunto, o FBI e duas …

Multidão para ver ondas gigantes na Nazaré. Câmara corta acesso ao Farol

A Câmara e a Capitania da Nazaré decidiram cortar o acesso pedonal à estrada do Farol, para conter a excessiva concentração de público que assiste às ondas gigantes e garantir condições de segurança, informou o …

"Os números falam por si". Fauci critica reação dos Estados Unidos à pandemia e politização das máscaras

O principal epidemiologista norte-americano, Anthony Fauci, criticou a política errática do Governo do Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, em relação à covid-19, e lamentou o escasso uso de máscaras devido a motivações políticas. Durante uma …

Turistas podem circular entre concelhos apesar das restrições

Apenas os turistas estão autorizados a circular entre concelhos, apesar das restrições que vigoram entre 30 de outubro e 3 de novembro, indicou a AHRESP, citando um esclarecimento do Executivo. Segundo o esclarecimento enviado pelo gabinete …

É preciso esforço grande agora para salvar o Natal, alerta Santos Silva

O ministro dos Negócios Estrangeiros, Augusto Santos Silva, disse esta quarta-feira ser necessário “um esforço muito grande” para travar a propagação do coronavírus ” para salvar o Natal” das famílias dos cerca de 5 milhões …