/

“Vitalina Varela” substitui “Listen” na corrida ao Óscar de Melhor Filme Internacional

O filme de Pedro Costa substitui Listen, de Ana Rocha de Sousa, que foi recusado pela Academia de Hollywood por não cumprir o critério que exige que pelo menos 50% do filme candidato seja falado em língua não-inglesa e ter por ter demasiados diálogos em inglês.

“Vitalina Varela”, do realizador Pedro Costa, é o filme escolhido pelos membros da Academia Portuguesa do Cinema para representar Portugal na candidatura a uma nomeação nos Óscares. O filme concorre na categoria “Melhor Filme Internacional” dos prémios de cinema dos EUA.

A escolha acontece depois do filme “Listen”, ter sido vetado pela Academia norte-americana do cinema por ter mais de metade dos diálogos em inglês. Inspirada numa história real, a longa-metragem de Ana Rocha de Sousa conta a história de uma família portuguesa emigrada em Londres a quem é retirada a guarda dos filhos por suspeitas de maus-tratos. O filme é falado em inglês, português e língua gestual.

O agora nomeado para representar Portugal, estreou-se em 2019 no Festival de Locarno, na Suíça, onde recebeu o galardão máximo, o Leopardo de Ouro. Também a protagonista do filme, a própria Vitalina, venceu o prémio de melhor atriz.

O filme já foi exibido em mais de 50 festivais de cinema, tendo sido reconhecido em certames prestigiados como o Festival de Cinema de São Francisco, nos Estados Unidos, que em Abril deu ao realizador de 61 anos o prémio Persistence of Vision.

Escolhido numa votação-relâmpago pelos membros da Academia Portuguesa de Cinema, “Vitalina Varela era”, ao lado de “Mosquito” e “Patrick”, um de três filmes que podiam substituir Listen na corrida às nomeações para os Óscares.

A 93ª edição dos Óscares acontece no dia 25 de abril de 2021, no Teatro Dolby em Los Angeles, nos Estados Unidos.

  Ana Moura, ZAP //

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.