A vida no Universo pode até ser comum (mas não na vizinhança da Terra)

A vida no Universo pode até ser comum, mas esta não estará na vizinhança da Terra, segundo sugere uma nova investigação.

Recorrendo a uma combinação de modelos biológicos e cosmológicos, Tomonori Totani, professor de Astronomia na Universidade de Tóquio, no Japão, revelou como é que os blocos fundamentais para a criação de vida se podem formar espontaneamente no Universo a partir de um processo conhecido como abiogénes.

“Se há uma coisa no Universo que é certa, é que existe vida. Deve ter começado nalgum dia, nalgum lugar”, disse o cientista que levou a cabo a investigação sobre a origem de vida no Universo, citado pela agência noticiosa espanhola Europa Press.

Como as únicas formas de vida conhecidas são terrestres, a investigação sobre as origens da vida acabam por ser limitadas a condições limitadas encontradas na Terra. Ou seja, a maioria das investigações nesta campo analisa os componente mais básicos a todos os seres vivos conhecidos: o ácido ribonucleico (RNA).

O RNA é uma molécula muito mais simples e essencial do que o famoso ácido desoxirribonucleico (ADN), que define como é que os unimos. Ainda assim, o RNA continua a ser mais complexo do que os produtos químicos que os cientistas costumam encontrar a flutuar no Espaço ou à superfície de uma planeta sem vida.

Esta molécula é um polímero – é feita através de cadeias químicas que, neste caso, são conhecidas como nucleotídeos. Para que estes polímeros possam originar vida no Universo, acreditam os cientistas especializados nestes campos, são necessários entre 40 nucleotídeos, no mínimo, e 100 , no máximo, para que se dê o comportamento de auto-replicação necessário para a vida existir.

Com tempo suficiente, estes nucleotídeos poderia conectar-se espontaneamente para formar RNA sob as condições químicas corretas.

No entanto, e de acordo com as estimativas atuais, o “número mágico” – entre 40 a 100 nucleotídeos – não será possível de conseguir no volume de Espaço que consideramos como o Universo observável. Conclusão: pode até existir vida de forma comum no Universo, mas esta não estará na vizinhança da Terra.

“Há mais no Universo do que aquilo que é observável”, disse Totani, citado em comunicado de imprensa. “Na Cosmologia contemporânea, concorda-se que o Universo passou por um período de inflação rápida que produziu uma vasta região de expansão para lá do horizonte do que podemos observar diretamente”.

E rematou: “A inclusão deste volume aumentando em modelos de abiogéneses aumenta muito as probabilidade de se dar vida”.

Os resultados da investigação foram esta semana publicados na revista Nature.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Covid-19 já matou mais no Reino Unido do que os bombardeamentos alemães da II Guerra

A pandemia de covid-19 já matou mais pessoas no Reino Unido do que os bombardeamentos alemães durante a II Guerra Mundial. O novo coronavírus oriundo da China já matou cerca de 50.000 pessoas em território …

Estudo mostra que os cães querem mesmo resgatar os seus donos do perigo

Um novo estudo mostra que os nossos amigos de quatro patas querem realmente salvar-nos em momentos de aflição, mas desde que saibam como o fazer. De acordo com o site Science Alert, os investigadores reuniram 60 cães …

Derek Chauvin foi detido, mas os precedentes mostram que o polícia pode sair impune

Derek Chauvin, o polícia responsável pela morte de George Floyd, foi detido e aguarda a sua primeira audiência. No entanto, há precedentes que sugerem que o agente pode sair impune. Derek Chauvin tem a sua primeira …

Cientistas encontram dois fragmentos do meteorito de Barcelona

Cientistas espanhóis encontraram dois pequenos fragmentos do chamado meteorito de Barcelona, que caiu, há mais de 300 anos, no dia de Natal. No dia 25 de dezembro de 1704, um meteorito rasgou os céus e caiu …

"Pressionaram-me para o denunciar". Higuita recorda amizade com Escobar

A relação de amizade entre René Higuita e Pablo Escobar levou a que o ex-futebolista fosse seguido pelas autoridades. A polícia chegou a pressioná-lo para denunciar Escobar. O antigo internacional colombiano René Higuita é provavelmente uma …

George Floyd. Portugal junta-se às manifestações mundiais contra o racismo

Cinco cidades portuguesas juntam-se hoje à campanha de solidariedade mundial contra o racismo, associando-se à luta pela dignidade humana na sequência da morte, a 25 de maio, do afro-americano George Floyd, sob custódia da polícia …

Covid-19. México investiga mercado negro de atestados de óbito falsos

As autoridades da Cidade do México anunciaram que estão a investigar um suposto mercado negro de atestados de óbito relacionado com a covid-19, no dia em que o país registou 625 mortes nas últimas 24 …

Astrónomos descobrem "réplica" do Sol e da Terra a três mil anos-luz

O que diferencia esta descoberta de outros exoplanetas parecidos com a Terra é que a sua estrela tem uma semelhança impressionante com o nosso Sol. Entre os dados da missão Kepler, uma equipa de investigadores identificou …

Sem romarias e festas, milhares de famílias estão a entrar em falência

Milhares de famílias cujo rendimento depende das romarias e festas populares estão a atravessar sérias dificuldades económicas. Os prejuízos ultrapassam os 50 milhões de euros. A suspensão das festas populares e romarias religiosas em todo o …

Corpo de Maria Velho da Costa ficou 11 dias na morgue. Filho critica MP e fala em "massacre psicológico"

Os restos mortais da escritora Maria Velho da Costa, que faleceu a 23 de Maio, ficaram no Instituto de Medicina Legal, em Lisboa, durante 11 dias, sem que a família tivesse conhecimento de que já …